sábado, 27 de outubro de 2007

No Rally do Japão, protagonistas do campeonato estão fora

Deu zebra no Rally do Japão. Um dia depois do abandono de Marcus Grönholm, Sebastien Loeb devolveu o favor e também desistiu da etapa nipônica após sair da pista no 13º estágio da competição. Pela primeira vez na temporada, os dois protagonistas do campeonato estão fora da disputa.

Assim, a liderança caiu no colo do principal coadjuvante do ano: Mikko Hirvonen. Terceiro colocado no campeonato, o finlandês isolou-se na ponta do Rally do Japão e deve confirmar a vitória amanhã sem grandes dificuldades. Sua única ameaça é o espanhol Daniel Sordo, que tem 38 segundos de desvantagem.

Na seqüência, o norueguês Henning Solberg já aparece a quase dois minutos de Hirvonen, sem qualquer possibilidade de discutir a liderança. Com o alto número de abandonos, vários desconhecidos aparecem entre os primeiros. Na quarta posição, o argentino Luiz Perez Companc é um deles. Logo atrás, Matthew Wilson, Manfred Stohl, Federico Villagra e Katsuhiko Taguchi fecham a zona de pontuação.

O Rally do Japão está sendo um enorme calvário para as figuras mais carimbadas. Na sexta, Marcus Grönholm foi o primeiro a ter problemas ao danificar seriamente seu carro no quarto estágio do dia. O piloto da Ford - líder da temporada com 104 pontos - provavelmente perderia a ponta do campeonato para Sebastien Loeb, que tem 100. O francês, porém, caiu numa vala hoje e também precisou desistir.

Além deles, outro que tem muito a lamentar é Jari-Matti Latvala. Até ontem, o finlandês vinha no terceiro lugar. Mantido, esse resultado seria o melhor de sua carreira no Mundial de Rally. Infelizmente, o belo trabalho de Latvala foi desperdiçado em virtude de um problema de câmbio, que forçou o seu abandono.

Por fim, o trio da Subaru - Petter Solberg, Chris Atkinson e Xavier Pons - também está sofrendo na etapa japonesa. Por motivos diferentes, os três se afastaram dos líderes e nem aparecem entre os dez primeiros. Se não conseguirem a recuperação, a Subaru corre o risco de não marcar pontos, fato inédito na atual temporada.

A seguir, a classificação do Rally do Japão depois das atividades do sábado:

1. Mikko Hirvonen/Finlândia/Ford, 2h26:28.9s
2. Daniel Sordo/Espanha/Citröen, a 38.2s
3. Henning Solberg/Noruega/Ford, a 1:51.7s
4. Luiz Perez Companc/Argentina/Ford, a 5:05.6s
5. Matthew Wilson/Inglaterra/Ford, a 5:27.3s
6. Manfred Stohl/Áustria/Citröen, a 5:59.7s
7. Federico Villagra/Argentina/Ford, a 7:26.6s
8. Katsuhiko Taguchi/Japão/Mitsubishi, a 13:50.4s
9. Gabriel Pozzo/Argentina/Mitsubishi, a 14:47.1s
10. Takuma Kamada/Japão/Subaru, a 16:29.6s

A ESPN mostra os melhores momentos do segundo dia do Rally do Japão logo mais, às 21:30. Em instantes, o Blog volta destacando as atividades da Stock Car em Tarumã. E, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do dia. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: www.rally-live.com

4 comentários:

ednaldo disse...

Do texto só reparei num detalhe: há três argentinos entre os oito primeiros. Só para ver que o esporte lá é muito mais desenvolvido que no Brasil. Uma pena porque temos pilotos que teriam condições de brigar lá fora.

Blog F1 Grand Prix disse...

Ednaldo,

Realmente, o desempenho dos argentinos no Rally do Japão está sendo notável. Uma pena mesmo que o Brasil não consiga emplacar pilotos no WRC, embora existam vários talentos no país. Vamos ver se o panorama muda no futuro.

Grande abraço!

Gustavo Coelho

psdriver disse...

Não lembro a ultima vez que Loeb sofreu um acidente assim. Ele é muito bom, ganhou vários campeonatos já acho e quase nunca erra. Esse GP do Japão está com a zebra mesmo, deve ganhar alguém que eu nunca ouvi falar.

Valeu!

Speeder_76 disse...

E digo-te umas coisa melhor! O português, Armindo Araújo, num Mitsubishi Lancer de Produção, fez algo inédito na Sexta-feira, ao ganhar uma classificativa à Geral, e num carro de Produção!