sábado, 16 de fevereiro de 2008

Mecânico revela: Super Aguri está próxima de perder primeiro G.P. do ano

A situação na Super Aguri pode ser bem mais grave do que a imprensa vem especulando nas últimas semanas. Neste sábado, o jornal Lance! publicou uma ótima reportagem com o brasileiro João Carvalho de Souza, que trabalha como uma espécie de "faz-tudo" na simpática equipe japonesa. Segundo o mecânico, a crise na Aguri é real, e o time corre sério risco de perder o G.P. da Austrália. A prova - marcada para o dia 16 de março - abre a temporada 2008 da Fórmula 1.

"Muita gente da equipe está parada, só aguardando uma definição do que vai acontecer, já que ainda não recebemos ordem para voltar. O carro de 2008 está pronto, mas falta alguém que ajude financeiramente. No momento, tudo indica que não dá para andar na Austrália", disse João. O mecânico é conhecido dentro da Super Aguri como "Joe McGyver", por trabalhar em vários setores diferentes do time.

De acordo com a matéria do Lance!, a Super Aguri escolheu o próximo dia 28 para definir seu futuro. Caso a crise financeira não seja resolvida, a equipe pode perder o G.P. da Austrália ou até desistir da temporada. A apresentação oficial do novo SA03 estava marcada para a segunda que vem, mas precisou ser adiada por conta das dificuldades do time. Por enquanto, a Super Aguri não anunciou outra data para o lançamento do carro.

Resta esperar. E torcer. Afinal, ver a Fórmula 1 com somente vinte carros é melancólio. Os dirigentes da categoria, mais uma vez, conseguem provar toda a sua incompetência.



A polêmica sobre a nova Unidade de Controle Eletrônico (ECU, na sigla em inglês) continua rendendo. Fabricado pela Microsoft - uma parceira da McLaren - o acessório tornou-se obrigatório para todas as equipes a partir deste ano. Pois bem: segundo o Blig do Gomes, a Honda teria descoberto um bug no sistema que, diante de uma determinada seqüência de toques nos botões do volante, alteraria o funcionamento do ECU e permitiria "maquiar" os controles de tração e de largada.

Acontece que esses dispositivos foram proibidos no fim de 2007, e a FIA já estaria disposta a abrir uma investigação. Como a McLaren é sócia da fabricante Microsoft, seria pouco provável que o time prateado não conhecesse o bug. Vale lembrar que o italiano Jarno Trulli deu a entender, semanas atrás, que algumas equipes já teriam achado maneiras de compensar a proibição das ajudas eletrônicas. Pelo visto, as suspeitas de Trulli podem ter fundamento...

Para terminar o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale mencionar uma notícia divulgada hoje pela revista Formula Money. Segundo a publicação, a Ferrari teria tido um lucro de quase 200 milhões de dólares apenas no último quadrimestre do ano passado. Considerando que a McLaren precisou pagar US$100 mi à FIA por conta do envolvimento no spygate, já dá para concluir que num quesito fundamental a Ferrari inicia 2008 em ampla vantagem.

Afinal, nenhuma outra equipe de ponta tem à disposição um orçamento tão generoso quanto a turma de Maranello...



Sebastien Buemi (à esquerda) foi o grande vencedor da primeira e animada bateria da GP2 Asia em Sentul, na Indonésia. Logo na segunda volta, um acidente múltiplo causou a entrada do safety car, e a maioria do pelotão aproveitou a oportunidade para fazer seu pit stop obrigatório. Bruno Senna, que havia largado de décimo, assumiu a liderança e comandou a prova até que uma batida de Diego Nunes trouxe o carro de segurança de volta à pista.

Ansioso para fazer sua parada, Senna ultrapassou o safety car antes que este alcançasse a linha do box, e por isso tomou um drive through. Apesar de todos os problemas, Senna ainda terminou em sétimo. A vitória ficou com Luca Filippi, mas o italiano foi desclassificado por usar pneus reservados para o seu companheiro de equipe. Dessa forma, o triunfo caiu nas mãos de Sebastien Buemi.

Adrian Vallés e Ben Hanley completaram o podium, com o líder do campeonato Romain Grosjean fechando em quarto. O francês, aliás, chegou a cair para 18º no início da prova, mas fez uma corrida de recuperação impressionante. Assim como Diego Nunes, Alberto Valério também não terminou. Agora, Grosjean soma 24 pontos, contra 13 de Vallés, 12 de Senna (à direita) e 10 de Buemi. Logo abaixo, a classificação da bateria de hoje em Sentul:

1. Sebastien Buemi/Suíça/Arden, 1h10:28.016s
2. Adrian Vallés/Espanha/FMS, a 9.388s
3. Ben Hanley/Inglaterra/Campos, a 11.321s
4. Romain Grosjean/França/ART, a 16.483s
5. Vitaly Petrov/Rússia/Campos, a 20.966s
6. Milos Pavlovic/Sérvia/BCN, a 41.345s
7. Bruno Senna/Brasil/iSport, a 43.439s
8. Fairuz Fauzy/Malásia/Super Nova, a 48.867s
9. Stephen Jelley/Inglaterra/ART, a 48.962s
10. Michael Herck/Holanda/FMS, a 1:11.721s

A segunda prova da GP2 Asia em Sentul acontece amanhã.



O vídeo do dia é uma ótima pedida para os fãs de Ayrton Senna. As imagens retratam os momentos imediatamente posteriores à grande vitória do tricampeão no Grande Prêmio do Brasil de 1993. Além da festa da torcida, são mostradas cenas do podium - palco do encontro entre Senna e o lendário Juan Manuel Fangio - e uma rápida entrevista em português. Vale a conferida:



Neste domingo, o Blog volta comentando as atividades da GP2 Asia e o resultado das 500 Milhas de Daytona. Até amanhã!

Crédito das fotos: www.gpupdate.net

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Nelsinho garante: "Já estou mais próximo do Alonso"

Pela primeira vez desde que foi confirmado como piloto titular da Renault, Nelsinho Piquet falou abertamente sobre a diferença de desempenho entre ele e o seu companheiro de equipe, Fernando Alonso. Segundo o piloto brasileiro, os testes iniciais da pré-temporada foram difíceis, mas agora a situação mudou. Para Nelsinho, a disputa com o bicampeão está bem mais equilibrada.

"Já estou bem mais próximo do Alonso. Quando começamos a correr juntos, ele foi realmente mais rápido do que eu, e isso afetou a minha confiança. Mas já me recuperei, embora ele ainda leve vantagem em algumas circunstâncias", disse Nelsinho à revista Auto Motor und Sport. Na seqüência, o brasileiro explicou em detalhes as situações em que Alonso consegue um desempenho melhor:

"Ele tem mais velocidade de curva do que eu. Às vezes, preciso freiar mais tarde, e aí me complico a hora de encontrar a tangente", falou o brasileiro. Para terminar, Nelsinho revelou que o seu principal objetivo para as provas iniciais do ano é "não cometer erros estúpidos", e lamentou o fato da Renault não contar com um simulador de performance: "Se a equipe tivesse um, eu ficaria lá dia e noite".

Até agora, Nelsinho Piquet e Fernando Alonso já participaram juntos de quatro sessões de testes coletivos como companheiros de equipe. O espanhol levou a melhor em todas, mostrando uma capacidade de adaptação impressionante Nelsinho, porém, também vem evoluindo de maneira constante. A vantagem de Alonso ainda é clara, mas o brasileiro dificilmente será um simples escudeiro dentro do time.

Para bater Nelsinho, Alonso vai precisar "jogar sério".



Os resultados da Honda nos testes de pré-temporada não vêm sendo nada animadores, mas Rubens Barrichello tenta manter o tom otimista. Nesta sexta, o brasileiro elogiou o novo RA108, e contou que a equipe fez muitos progressos na última semana: "Evoluímos bastante na questão da dirigibilidade. Estou me sentindo confiante e bem mais confortável no carro. Mas ainda temos um longo caminho pela frente", admitiu Rubinho. No caso da Honda, o caminho é longo mesmo...

Enquanto isso, várias equipes vieram a público para se manifestar a favor da campanha "Corrida contra o Racismo", que a FIA pretende lançar nos próximos meses. Nos últimos dias, McLaren, Ferrari, Super Aguri, Toyota e Red Bull fizeram questão de elogiar a iniciativa, que ainda espera pela adesão das outras escuderias. Ao que parece, a campanha deve ser apresentada em abril, durante o G.P. da Espanha.

Ao mesmo tempo, Anthony Davidson conversou com a imprensa britânica hoje, e garantiu ter boas chances de continuar na Fórmula 1 em 2008. "Meu sentimento é de confiança. Acho que estarei no grid do G.P. da Austrália", disse o inglês. Embora ainda não tenha sido anunciado pela Super Aguri, Davidson é um nome quase certo no time. Segundo foi divulgado recentemente, pequenos problemas contratuais impedem a sua confirmação pela equipe japonesa.

Para terminar o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale mencionar que a briga pelos cockpits de 2009 já foi aberta. Atual destaque da A1GP, o suíço Neel Jani afirmou hoje que acredita num acordo com a Force India para o ano que vem, principalmente por ser descendente de indianos. "Quero correr na equipe em 2009. Sei que é cedo, mas tudo anda rápido na Fórmula 1. Estou na expectativa de um encontro com os dirigentes da Force India", revelou Jani.

Pelo visto, já tem gente de olho na vaga que pode se abrir com a aposentadoria de Giancarlo Fisichella. O italiano vai precisar provar que ainda tem apetite para continuar na Fórmula 1...



Uma ótima notícia para o automobilismo brasileiro: Ricardo Zonta foi confirmado hoje como um dos nove pilotos oficiais da Peugeot para as 500 Milhas de Le Mans deste ano. A montadora francesa é uma das favoritas para a prova, que jamais teve um vencedor brasileiro. Além de Zonta, foram anunciados Marc Gené, Pedro Lamy, Franck Montagny, Stephane Sarrazin, Alexander Wurz, Nicolas Minassian, Christian Klien e o campeão mundial de 1997, Jacques Villeneuve.

Embora esteja garantido na lista da Peugeot, Villeneuve não teve muitos motivos para comemorar nos últimos dias. O canadense envolveu-se num acidente durante uma das corridas classificatórias para as 500 Milhas de Daytona, e não conseguiu lugar na prova do próximo domingo. "Estou muito decepcionado. Tivemos um dia terrível. O carro não estava respondendo bem...", lamentou Villeneuve, que começou mal sua caminhada na Nascar.

Na MotoGP, a notícia do dia foi a apresentação da nova moto da Repsol Honda, num evento realizado em Barcelona. Estiveram presentes os titulares Daniel Pedrosa, que ainda se recupera de uma fratura na mão, e Nicky Hayden. "Quero recuperar o tempo perdido", disse o espanhol, enquanto Hayden garantiu não ter se importado com a ausência temporária de seu companheiro: "Sempre trabalhei sozinho, então não passei por maiores dificuldades".

Por fim, vale registrar que o Corinthians já escolheu uma data para o lançamento do carro que vai representar o clube na Fórmula Superliga. Segundo a diretoria do time paulista, a festa será no dia 02 de março, quando o Corinthians joga o clássico contra o Palmeiras no estádio do Morumbi. De acordo com que já foi revelado, a vontade da diretoria é colocar o carro atrás de um dos gols, mas a idéia ainda precisa ser aprovada pela Federação Paulista de Futebol.


O vídeo do dia é curto, mas divertido. Trata-se de um raro registro de uma "briga" que o campeão James Hunt travou com um comissário de pista, durante o G.P. do Canadá de 1977. Após envolver-se num acidente, o inglês não gostou do excesso de boa vontade do ingênuo fiscal, e simplesmente desfere um soco no pobre bandeirinha. Vale a conferida:


Esse eu vi na Comunidade F1 Brasil do Orkut

Neste sábado, o Blog volta comentando as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Nova moto da Honda - http://www.motorcycle-usa.com/
Demais - http://www.gpupdate.net/

Agenda do fim de semana (15 a 17/02)

O primeiro grande evento automobilístico de 2008 acontece neste fim de semana, com a chegada das 500 Milhas de Daytona. Além da prestigiada prova da Nascar, os próximos três dias ainda vão contar com a segunda etapa da GP2 Asia, no circuito indonésio de Sentul. Hora de conferir a famosa agendinha:

Sábado, 16 de fevereiro de 2007

GP2 Asia: Primeira bateria da rodada dupla de Sentul

Domingo, 17 de fevereiro de 2007

GP2 Asia: Segunda bateria da rodada dupla de Sentul
Nascar: 500 Milhas de Daytona

A Nascar abre oficialmente a sua temporada no próximo domingo, com a primeira das 36 corridas que contam pontos para o campeonato. E será logo a prova mais importante do ano: a Daytona 500. Disputada no histórico super-oval de Daytona, a etapa distribui premiações astronômicas, que chegam a 1,5 milhão de dólares apenas para o vencedor. Sem dúvidas, a "Great American Race" (Grande Corrida Americana) é um espetáculo à parte.

Dessa vez, o trio de favoritos vem da equipe Hendrick. Atual bicampeão, Jimmie Johnson cravou a pole para a Daytona 500, já mostrando toda a sua força. Ao longo da última semana, porém, seu parceiro Dale Earnhardt Jr. venceu duas provas extra-campeonato, entusiasmando sua legião de fãs. Mas a aposta do Blog vai para Jeff Gordon, que teve participações discretas nas "corridas de aquecimento". Quem acompanha a Nascar já sabe: quando chega a hora da verdade, o tetracampeão é sempre um piloto a ser observado.
Palpite do Blog para a vitória: Jeff Gordon

Enquanto isso, a GP2 Asia realiza a segunda etapa de sua história nas ruas de Sentul, na Indonésia. Após vencer as duas provas da rodada dupla de Dubai, Romain Grosjean já abriu uma boa distância no campeonato, mostrando uma velocidade surpreendente. O francês é uma das apostas do Blog, ao lado de Bruno Senna. No momento, os dois rivais são facilmente os mais rápidos do grid da GP2 Asia.
Palpite do Blog para as vitórias: Romain Grosjean e Bruno Senna

Até o fim do dia, o Blog volta comentando as principais notícias desta sexta. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Bruno Senna - www.gpupdate.net

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

McLaren comanda último dia de testes em Jerez

Heikki Kovalainen liderou a tabela de classificação no quarto e último dia de ensaios coletivos em Jerez de la Frontera, superando seu adversário mais próximo, David Coulthard, em quase meio segundo. O tempo do finlandês foi também o mais rápido do ano no circuito espanhol, que já recebeu doze sessões de testes somente em 2007. Na seqüência, Kazuki Nakajima confirmou a boa forma da Williams, fechando em terceiro.

A McLaren inovou hoje ao experimentar um inédito desenho para a calota do pneu, com o objetivo de ajudar no resfriamento dos freios. O líder Kovalainen, porém, não chegou a utilizar a novidade, deixando esse trabalho para Lewis Hamilton. Sem se preocupar em marcar tempos competitivos, o inglês ficou apenas em quarto, a 1.5s de seu parceiro.

Andando com o chamado "carro bigorna" da Red Bull, David Coulthard fechou o dia em segundo, mas saiu cauteloso do teste: "Não somos os mais rápidos nem os mais lentos. Por enquanto, tudo o que posso dizer é que evoluimos na questão da confiabilidade, nosso ponto fraco no ano passado". O escocês foi seguido pelo japonês Kazuki Nakajima, que voltou a mostrar o grande potencial da Williams.

Por sua vez, a Renault só colocou na pista pilotos brazucas. Nelsinho Piquet rodou um total de 134 voltas, sem enfrentar qualquer tipo de problema. No final do dia, ele ficou com a sétima colocação, enquanto o piloto de testes Lucas di Grassi não passou de 15º. Como de costume, a última colocação ficou com a Honda, dessa vez com Alexander Wurz. Após trabalhar na terça e na quarta, Rubens Barrichello não participou das atividades de hoje.

Em contraste com os primeiros testes de pré-temporada, a sessão desta quinta não teve uma única saída de pista. A bandeira vermelha precisou ser acionada apenas duas vezes, por conta das quebras de Sebastian Vettel e Nico Hulkenberg. Logo abaixo, a tabela de tempos completa dos testes coletivos de hoje, em Jerez de la Frontera:

1. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, 1:17.974s (96)
2. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:18.485s (107)
3. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:19.117s (90)
4. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:19.429s (83)
5. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:19.535s (129)
6. Sebastian Vettel/Alemanha/Toro Rosso, 1:19.688s (53)
7. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:19.817s (134)
8. Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, 1:19.848s (101)
9. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:19.934s (116)
10. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:19.980s (107)
11. Giancarlo Fisichella/Itália/Force India, 1:20.669s (89)
12. Jenson Button/Inglaterra/Honda, 1:20.988s (121)
13. Anthony Davidson/Inglaterra/Super Aguri, 1:21.010s (103)
14. Nico Hulkenberg/Alemanha/Williams, 1:21.116s (71)
15. Lucas Di Grassi/Brasil/Renault, 1:21.286s (73)
16. Alexander Wurz/Áustria/Honda, 1:21.605s (103)

Agora, a Fórmula 1 só retorna na terça que vem, com a semana de testes de Barcelona.



A bateria de testes em Jerez marcou a estréia de Lucas di Grassi como piloto reserva da Renault. Após completar seu primeiro programa de testes pela equipe francesa, o brasileiro saiu bastante satisfeito: "Esses dias foram uma experiência ótima. Fiquei impressionado com o R28, que evoluiu muito nesta semana. Já estou na expectativa pelo próximo teste", falou di Grassi em comunicado distribuído pela equipe.

Enquanto isso, o site Autosport divulgou hoje que o personagem central do escândalo de espionagem da última temporada, Nigel Stepney, vai ser julgado pela própria FIA. Além disso, a entidade estaria pensando em instituir uma espécie de "superlicença" para os funcionários que trabalham na Fórmula 1, que seria revogada por aqueles que descumprissem o regulamento da categoria. Essas informações, porém, ainda não foram confirmadas.

Uma das maiores surpresas dos testes de pré-temporada até aqui, a Williams tenta conter o clima de euforia. Nesta quinta, o diretor técnico do time, Sam Michael, admitiu que a equipe permanece bem longe de Ferrari e McLaren. "Ainda não estamos prontos para vencer. Mas nosso carro vem evoluindo bastante, e podemos chegar ao grupo da frente se continuarmos nesse caminho", disse ele ao Autosport. É esperar para ver, mas a Williams realmente promete muito em 2008.

Para terminar o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale fazer um rápido comentários sobre o mercado não tão badalado dos pilotos de testes. Nos últimos dias, o holandês Giedo van der Garde declarou-se candidato ao cargo da Force India, mas vai precisar derrotar a concorrência do suíço Neel Jani, que tem origem indiana. Ao mesmo tempo, o austríaco Andreas Zuber garantiu estar perto de um acordo com a Super Aguri, embora a equipe japonesa já tenha contratado o inglês James Rossiter.

Nessas horas, vale a lógica da Fórmula 1. Aquele que tem mais dinheiro no bolso geralmente leva a melhor...



Após cumprir a primeira rodada dupla da GP2 Asia pela equipe Campos, Diego Nunes anunciou hoje que está de mudança para a David Pryce Racing. A transferência não é lá muito boa para o piloto brazuca, já que a DPR foi uma das lanternas da GP2 durante o ano passado. Nesse momento, porém, o mais importante é se manter na categoria. E isso, ao menos, Diego já conseguiu. Em seu lugar na Campos entra o inglês Ben Hanley, uma das maiores promessas do automobilismo britânico.

Nos Estados Unidos, continuam os rumores sobre uma possível fusão entre IRL e ChampCar. Dessa vez, a última especulação é que o presidente da ChampCar, Kevin Kalkhoven, já teria deixado o comando da categoria, que estaria muito perto de decretar falência. A saída do dirigente seria um indício claro de que a união entre a IRL e a ChampCar já poderia ser anunciada nos próximos dias...

Ao mesmo tempo, a Fórmula Truck recebeu hoje um reforço bastante conceituado. Ex-piloto da Minardi e da Prost na Fórmula 1, Gastón Mazzacane confirmou que vai participar do campeonato dos caminhões em 2008. A estréia do argentino está programada para a segunda etapa do ano, em Tarumã. Até lá, Mazzacane deve decidir por qual marca ele deve correr.

Por fim, vale registrar o resultado dos Gatorade Duels, que a Nascar realizou hoje em Daytona. As provas definem o grid das 500 Milhas de Daytona, marcadas para o próximo domingo. No primeiro "duelo", a vitória ficou com Dale Earnhardt Jr, que já havia vencido o Budweiser Shootout há cinco dias. Horas depois, Danny Hamlin ganhou a segunda corrida, assegurando o primeiro triunfo da Toyota na Nascar. A seguir, os top 10 do grid das 500 Milhas de Daytona:

1. Jimmie Johnson/Chevrolet
2. Michael Waltrip/Toyota
3. Dale Earnhardt Jr./Chevrolet
4. Denny Hamlin/Toyota
5. Reed Sorenson/Dodge
6. Tony Stewart/Toyota
7. Ryan Newman/Dodge
8. Jeff Gordon/Chevrolet
9. Casey Mears/Chevrolet
10. Kasey Kahne/Dodge

Jimmie Johnson e Michael Waltrip - nunca é demais lembrar - ganharam o direito de largar da primeira fila após serem os mais rápidos no treino classificatório do último domingo. Juan Pablo Montoya sai de 15º, enquanto Jacques Villeneuve não conseguiu vaga no grid. O canadense, aliás, provocou um acidente de quatro carros no "Duel" em que participou hoje...



Assim como ontem, o vídeo do dia traz mais uma excelente reportagem do Esporte Espetacular. Dessa vez, o tema é o automobilismo finlandês, que revelou alguns dos mais famosos nomes da história do esporte a motor. A matéria também conta um pouco do começo da trajetória de Kimi Raikkonen, incluindo ótimas curiosidades da carreira do "Iceman". Vale a conferida:



Nesta sexta, o Blog volta com a seção Agenda do fim de semana, apresentando as principais atrações do mundo da velocidade pelos próximos três dias. E, mais tarde, comentários sobre as principais notícias do esporte a motor. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Diego Nunes - http://www.gpupdate.net/
Demais - http://www.motorsport.com/

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1 - Número 8

Continuamos, hoje, mais uma lista da seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix. Dessa vez, o objetivo é fazer uma espécie de apresentação da próxima temporada da Fórmula 1, incluindo análises e palpites sobre cada uma das equipes da categoria. Sem perder mais tempo, vamos em frente:

10. A Force India vai ter um ano de estréia bastante modesto
9. A Super Aguri vai ser a lanterna da temporada
8. A Honda vai passar por mais um ano difícil

Na Honda, nem Ross Brawn faz milagre. Ao menos, por enquanto. Após uma temporada tenebrosa em 2008, a equipe japonesa ainda deve demorar um pouco para se recuperar. A estrutura é boa e os recursos financeiros estão lá, mas o time precisou revisar todo o projeto do péssimo carro do ano passado para conceber o novo RA108. Na Fórmula 1, mudanças tão radicais assim não costumam surtir efeito imediato.

Em termos visuais, o novo carro é um dos mais diferentes do grid. Ao contrário de suas adversárias, a Honda optou por manter um bico alto, seguindo uma tendência do fracassado modelo da última temporada. Mas, tirando isso, o RA108 é quase inteiramente novo. Concedido sem o "toque" de Ross Brawn - contratado somente quando o modelo já estava em fase de finalização - o novo carro começou mal nos testes de pré-temporada, já derrubando o moral dos torcedores da Honda.

Mas ainda há esperança. E ela atende pelo nome de Ross Brawn. Uma das peças principais do período de ouro da Ferrari, o engenheiro inglês ganhou status de "salvador da pátria" na Honda. Sua tarefa é árdua, mas Brawn já passou por desafios semelhantes em outras fases de sua carreira. O ano sabático não tirou não o apetite do ex-estrategista da Ferrari, que conta com uma dupla de pilotos reconhecidamente boa para tirar a Honda do fundo do poço.

Embora tenha apenas 28 anos, Jenson Button já pode ser considerado um veterano da Fórmula 1. Apesar de ter vencido apenas uma vez em 135 largadas na categoria, sua reputação continua inabalada. Button é considerado por muitos um dos pilotos mais talentosos, mas ainda não teve uma chance real de lutar pelo título. O problema é que o prazo começa lentamente a se esgotar. Se continuar no marasmo da Honda por mais um tempo, Button corre sério risco de jamais provar o seu verdadeiro potencial.

Por sua vez, Rubens Barrichello entra na temporada 2008 com uma motivação especial: quebrar o recorde de mais participações em G.Ps, ainda pertecente a Riccardo Patrese. Mas Rubinho tem outro motivo para acelerar no próximo campeonato. Cumprindo seu último ano de contrato com a Honda, ele precisa mostrar que ainda merece espaço na Fórmula 1. Se repetir os resultados decepcionantes de 2007, Rubinho ficaria perigosamente perto da aposentadoria compulsória.

Honda Racing Formula One Team

Estréia na Fórmula 1: 1964 (saída em 1968, com retorno em 2006)
Títulos: -
Vitórias: 3
Controlada por: Honda Motor Company
Chefes de equipe: Nick Fry e Ross Brawn
Diretor técnico: Shuhei Nakamoto
Pilotos: Jenson Button e Rubens Barrichello (titulares). Alexander Wurz, Luca Filippi e Mike Conway (pilotos de testes)
Colocação em 2007: 8º lugar, com 6 pontos

Análise da equipe:

Confiabilidade: ****
Experiência: ***
Potencial de Evolução: ****
Retrospecto Recente: *
Regularidade: **
Orçamento: *****
Staff Técnico: ****
Soma das “estrelas”: 23

16. Jenson Button

Naturalidade: Somerset, Inglaterra
Idade: 28 anos
Estréia na Fórmula 1: 2000
Títulos: -
Vitórias: 1
Grandes Prêmios: 135
Equipes: Williams (2000), Benetton (2001), Renault (2002), B.A.R. (2003-2005) e Honda (2006-2008)
Colocação em 2007: 15º lugar, com 6 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ****
Capacidade de Recuperação: ****
Experiência: ****
Potencial de Evolução: **
Regularidade: ****
Retrospecto Recente: ***
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 25
Estilo: Técnico

17. Rubens Barrichello

Naturalidade: São Paulo, Brasil
Idade: 35 anos
Estréia na Fórmula 1: 1993
Títulos: -
Vitórias: 9
Grandes Prêmios: 249
Equipes: Jordan (1993-1996), Stewart (1997-1999), Ferrari (2000-2005) e Honda (2006-2008)
Colocação em 2007: 23º, sem pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ***
Capacidade de Recuperação: ***
Experiência: *****
Potencial de Evolução: *
Regularidade: ****
Retrospecto Recente: *
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 21
Estilo: Técnico

A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta na terça que vem, apresentando o número sete da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E hoje, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Logo da Honda - www.wikipedia.com
Capacetes Jenson Button e Rubens Barrichello - www.formula1.com

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

De "carro bigorna", Red Bull lidera testes em Jerez

Mark Webber terminou como mais rápido nos ensaios de hoje em Jerez de la Frontera, colocando pela primeira vez o "carro bigorna" da Red Bull no topo da tabela de classificação. Logo atrás do australiano, veio a dupla da Williams, com Nico Rosberg fechando em segundo e Kazuki Nakajima em terceiro. Na seqüência, Fernando Alonso mostrou serviço para a torcida espanhola que compareceu em peso a Jerez, completando o dia em quarto.

Bastante discreta nas primeiras semanas da pré-temporada, a Red Bull finalmente teve um desempenho de destaque. Com um tempo de 1:18.628s, Webber estabeleceu a melhor marca do ano em Jerez, um circuito que já recebeu onze sessões de testes coletivos apenas em 2008. A performance do australiano foi uma prova do potencial do "carro bigorna", que havia estreado há duas semanas sem impressionar muito.

Outra equipe que também apareceu muito bem hoje foi a Williams. Após solucionar de vez os problemas na asa dianteira - culpada pelo forte acidente de Kazuki Nakajima no início do mês - a equipe inglesa fechou em segundo e terceiro nesta quarta. Nico Rosberg ficou a quatro décimos e distância de Webber, com Nakajima vindo colado.

Por sua vez, Fernando Alonso substituiu o brasileiro Lucas di Grassi, que havia feito sua estréia como piloto de testes da Renault ontem. O bicampeão andou apenas o suficiente para ser quarto, enquanto seu parceiro Nelsinho Piquet não passou de nono. Mais atrás, Rubens Barrichello estreou uma nova configuração de asa traseira na Honda, mas não conseguiu sair da rabeira do pelotão. No fim do dia, Rubinho ficou somente com o 15º tempo, dos 16 pilotos que treinaram.

Uma vez mais, apenas Ferrari e Toyota estiveram ausentes das atividades. A única bandeira vermelha do dia foi causada por Nelsinho Piquet, que sofreu uma quebra de motor durante o período da tarde. Além disso, David Coulthard e Sebastien Bourdais deram pequenas saídas de pista, sem maiores conseqüências. Logo abaixo, a classificação dos testes desta quarta, em Jerez:

1. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:18.628s (72 voltas)
2. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:19.091s (98)
3. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:19.215s (91)
4. Fernando Alonso/Espanha/Renault, 1:19.710s (104)
5. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:19.829s (116)
6. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:19.857s (68)
7. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:19.883s (97)
8. Sebastian Vettel/Alemanha/Toro Rosso, 1:19.889s (114)
9. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:20.014s (110)
10. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, 1:20.152s (84)
11. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:20.201s (109)
12. Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, 1:20.536s (76)
13. Jenson Button/Inglaterra/Honda, 1:21.147s (85)
14. Takuma Sato/Japão/Super Aguri, 1:21.376s (101)
15. Rubens Barrichello/Brasil/Honda, 1:21.710s (58)
16. Adrian Sutil/Alemanha/Force India, 1:22.244s (86)


A bateria de testes em Jerez encerra-se amanhã. Depois disso, a Fórmula 1 ainda treina seis dias em Barcelona, antes de embarcar para o G.P. da Austrália, marcado para o dia 16 de março.





"O ambiente na Renault é prefeito, principalmente depois da volta de Alonso. E nós temos um chefe de equipe muito melhor do que o da McLaren". A declaração é de Nelsinho Piquet, dando mais uma cutucada em Ron Dennis e negando a possibilidade de ter problemas com Alonso. Na entrevista - concedida ao site Crash.net - Nelsinho falou também da sua expectativa para a próxima temporada: "Não tenho que provar nada para ninguém. Mas ainda preciso aprender muito...".

Enquanto isso, a FIA anunciou hoje o lançamento de uma campanha anti-racismo na Espanha, para previnir incidentes como os que aconteceram na semana retrasada, em Barcelona. Chamada de "Correndo contra o Racismo", a iniciativa pretende conseguir o apoio de pilotos e equipes da Fórmula 1. A estréia da campanha está programada para abril, por ocasião do G.P. espanhol.

Ao mesmo tempo, Alexander Wurz concedeu uma interessante entrevista à revista Motorsport Aktuell, tecendo vários elogios ao seu ex-companheiro de equipe Nico Rosberg. "Ele progrediu bastante nos últimos dois anos. Acredito que Nico é hoje o melhor piloto da Fórmula 1 para os treinos classificatórios", falou o austríaco. De fato, Rosberg mostrou uma velocidade impressionante nos sábados dos fins de semana de G.P. O problema é que nem sempre ele consegue manter o ritmo nas corridas.

Para terminar o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale mencionar uma declaração de Nick Heidfeld, falando sobre os últimos testes da BMW. "Nosso grande objetivo é vencer uma corrida neste ano, mas o carro ainda precisa melhorar. O início da temporada deve ser difícil para nós", disse o alemão. Pelo visto, a BMW vai demorar mais do que o planejado para encostar em Ferrari e McLaren.

Isso se conseguir chegar lá...




A Stock Car confirmou hoje a volta dos reabastecimentos a partir deste ano, e divulgou o confuso e inovador sistema de classificação. Agora, a sessão é dividida em três fases: na primeira, são definidos os lugares de 16º a 34º no grid. Na segunda, do 7º ao 15º. Então, na terceira, o regulamento institui as chamadas "match races", disputadas em apenas duas voltas (1º x 6º, 2º x 5º e 3º x 4º). O "vencedor" que fizer o melhor tempo em seu duelo fica com a pole. Não entendeu muito bem? Pois é, nem eu...


Nos Estados Unidos, continuam os rumores sobre uma suposta fusão entre ChampCar e IRL. Dessa vez, quem veio falar a público sobre o assunto foi Derrick Walker, um dos chefes de equipe mais antigos da ChampCar. "Tudo indica que a categoria vai acabar. Vários times não receberam a premiação do ano passado, e nem participaram dos testes de pré-temporada", disse Walker. Pelo visto, a novela deve continuar rendendo nos próximos dias...

Em Milão, a Honda Gresini apresentou a sua moto para a temporada 2008 da MotoGP. Batizada de RC212V, a máquina será pilotada neste ano por Shinya Nakano e pelo estreante Alex de Angelis. "Estamos prontos para essa nova aventura. Nossa dupla é perfeita: temos a juventude de Alex e a experiência de Shinya, e confiamos nos dois", disse o chefe de equipe Fausto Gresini.

Por fim, vale registrar que a troca de ingressos para a etapa do Mundial de Turismo em Curitiba começou hoje. Seguindo a linha politicamente correta da categoria - a primeira a adotar bio-combustíveis - basta levar dois quilos de alimentos não perecíveis para conseguir uma entrada. As trocas estão sendo feitas em doze pontos diferentes da capital paranaense, que podem ser conferidos aqui.

Se você é de Curitiba, não perca essa oportunidade. A etapa acontece daqui a duas semanas, no dia 02 de março.


O vídeo do dia é uma reportagem sensacional do Esporte Espetacular sobre a cidade alemã de Kerpen, onde Michael Schumacher começou sua vida no automobilismo. Além das raríssimas fotos e imagens de arquivo, a matéria conta também com várias curiosidades do período inicial da carreira de Schumi. Vale a conferida:



Nesta quinta, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, apresentando o número oito da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1 - Número 9

Continuamos, hoje, mais uma lista da seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix. Dessa vez, o objetivo é fazer uma espécie de apresentação da próxima temporada da Fórmula 1, incluindo análises e palpites sobre cada uma das equipes da categoria. Sem perder mais tempo, vamos em frente:

10. A Force India vai ter um ano de estréia bastante modesto
9.A Super Aguri vai ser a lanterna da temporada

A Super Aguri foi uma das gratas surpresas da última temporada, quando marcou quatro pontos e chegou a ficar boa parte do campeonato na frente da "matriz" Honda. Para este ano, porém, os prognósticos são bem mais sombrios. O abismo de recursos financeiros que separa a pequena equipe japonesa de suas concorrentes não pára de aumentar. E, dessa vez, nem o suporte da Honda talvez seja suficiente para salvar a simpática Aguri.

Os primeiros sintomos da crise na equipe já são visíveis. Nas últimas semanas, a Aguri perdeu um parte crucial do período de pré-temporada, sendo obrigada a se ausentar das atividades por falta de dinheiro. Além disso, a apresentação do novo SA03 precisou ser adiada porque o time ainda não fechou acordos com um número suficiente de patrocinadores. Por tudo isso, infelizmente, a Aguri é a principal candidata à lanterna deste ano.

A não ser que a equipe, mais uma vez, consiga surpreender. Apesar das óbvias dificuldades financeiras, o staff técnico liderado pelo competente Mark Preston já provou ter capacidade de superar as limitações de orçamento. Na mureta do box, o chefe de equipe Daniele Audetto é um homem discreto e eficiente, e faz uma dupla entrosada com o próprio Aguri Suzuki. Pena que um outro aspecto deixe um pouco a desejar. Para muitos, a Aguri tem a pior - ou "menos boa" - dupla de pilotos da Fórmula 1.

Embora ainda não tenham sido confirmados na Aguri para 2008, Takuma Sato e Anthony Davidson são nomes certos na equipe. Para o japonês, o ano pode ser bastante difícil. Se não bastassem as perspectivas ruins na Aguri, Sato ainda corre sério risco de ficar ofuscado pelo compatriota Kazuki Nakajima. Em 2007, "Taku" provou não ter perdido nem um pouco da sua velocidade, mas a perda de motivação na segunda metade da temporada afetou fortemente o seu desempenho. Não será surpresa se algo semelhante voltar a acontecer neste ano...

Por sua vez, Anthony Davidson vive um momento de decisão em 2008. Após passar várias temporadas como piloto de testes, o inglês enfim ganhou sua chance como titular no ano passado, mas falhou em marcar um único ponto. Felizmente para o inglês, as performances consistentes em classificação lhe deram uma pequena sobrevida. O prazo de validade de Davidson, porém, já está próximo do fim. Uma outra temporada no ostracismo pode significar o encerramento precoce de sua carreira na Fórmula 1.

Super Aguri Formula One Team

Estréia na Fórmula 1: 2006
Títulos: -
Vitórias: -
Controlada por: Aguri Suzuki
Chefe de equipe: Daniele Audetto
Diretor técnico: Mark Preston
Pilotos: Takuma Sato e Anthony Davidson (titulares, ainda não confirmados). James Rossiter (pilotos de testes)
Colocação em 2007: 9º lugar, com 4 pontos

Análise da equipe:

Confiabilidade: ***
Experiência: **
Potencial de Evolução: ***
Retrospecto Recente: **
Regularidade: **
Orçamento: *
Staff Técnico: ***
Soma das “estrelas”: 17

18. Takuma Sato

Naturalidade: Tóquio, Japão
Idade: 31 anos
Estréia na Fórmula 1: 2002
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: 86
Equipes: Jordan (2oo2), B.A.R. (2003-2005) e Super Aguri (2006-2008)
Colocação em 2007: 17º, com 4 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ***
Capacidade de Recuperação: ***
Experiência: ***
Potencial de Evolução: ***
Regularidade: **
Retrospecto Recente: **
Volta Rápida: ***
Soma das “estrelas”: 19
Estilo: Agressivo

19. Anthony Davidson

Naturalidade: Hertfordshire, Inglaterra
Idade: 28 anos
Estréia na Fórmula 1: 2002
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: 20
Equipes: Minardi (2002), B.A.R. (2005) e Super Aguri (2007-2008)
Colocação em 2007: 23º, sem pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: **
Capacidade de Recuperação: ***
Experiência: **
Potencial de Evolução: ***
Regularidade: ***
Retrospecto Recente: *
Volta Rápida: ***
Soma das “estrelas”: 17
Estilo: Técnico

Edit: O internauta Guilherme manda o vídeo do principal feito da Super Aguri no ano passado: a sensacional ultrapassagem de Takuma Sato sobre Fernando Alonso, no Grande Prêmio do Canadá. Vale a pena relembrar:



A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta amanhã, apresentando o números oito da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E hoje, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Fotos do Carro - http://www.gpupdate.net/
Logo da Super Aguri - http://www.wikipedia.com/
Takuma Sato e Anthony Davidson - http://www.motorsport.com/
Capacetes Takuma Sato e Anthony Davidson - http://www.formula1.com/

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Hamilton lidera segundo dia de testes coletivos em Jerez

A McLaren dominou o segundo dia de ensaios coletivos em Jerez de la Frontera, emplacando uma dobradinha na ponta da tabela de classificação. Livre de qualquer tipo de ofensa racista, Lewis Hamilton terminou como o mais rápido desta terça, batendo em pouco menos de dois décimos o piloto de testes Pedro de la Rosa. Na seqüência, a BMW voltou a aparecer muito bem, com Robert Kubica completando os três primeiros.

Para Hamilton, a sessão de hoje foi muito importante. Além de mostrar já ter superado a polêmica das manifestações racistas da última semana, o inglês cravou 1:19.102s, o melhor tempo do ano em Jerez. A marca anterior (1:19.132s) era do próprio Hamilton, estabelecida a 10 de janeiro. Vale ressaltar que o circuito espanhol já recebeu dez sessões de testes até agora em 2008.

Em terceiro, Robert Kubica fechou o dia como o "melhor do resto", enquanto o japonês Kazuki Nakajima conseguiu um promissor quarto lugar. A Williams, aliás, trouxe uma nova configuração de asa dianteira para os testes de Jerez, buscando superar os problemas enfrentados em Barcelona, há duas semanas. Pelo visto, a mudança deu certo: Nakajima e seu parceiro, Nico Rosberg, rodaram um total de 213 voltas, sem passar por qualquer tipo de contratempo.

Para desgosto dos torcedores espanhóis, Fernando Alonso não foi à pista dessa vez, deixando o trabalho para a dupla de brasileiros da Renault. Cada vez mais adaptado ao cargo de titular, Nelsinho Piquet terminou em quinto, enquanto Lucas di Grassi fez um discreto 13º tempo. Além deles, Rubens Barrichello também andou hoje, levando sua Honda à 12ª posição.

Das onze equipes da Fórmula 1, apenas Ferrari e Toyota, que treinaram durante a semana passada no Bahrein, estiveram ausentes das atividades. Até a Super Aguri apareceu, embora Takuma Sato não tenha chamado muita atenção com o seu 14º tempo. Apesar do número elevado de participantes, os testes de hoje tiveram somente duas interrupções, causadas por uma rodada de Sebastian Vettel e por uma quebra de Alexander Wurz.

Logo abaixo, a tabela de tempos desta terça:

1. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:19.102s (89 voltas)
2. Pedro de la Rosa/Espanha/McLaren, 1:19.287s (88)
3. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:19.539s (91)
4. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:19.601s (93)
5. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:19.660s (120)
6. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:19.958s (94)
7. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:20.013s (113)
8. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:20.029s (125)
9. Sebastian Vettel/Alemanha/Toro Rosso, 1:20.105s (53)
10. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:20.176s (111)
11. Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, 1:20.418s (82)
12. Rubens Barrichello/Brasil/Honda, 1:21.133s (71)
13. Lucas di Grassi/Brasil/Renault, 1:21.200s (92)
14. Takuma Sato/Japão/Super Aguri, 1:21.400s (90)
15. Vitantonio Liuzzi/Itália/Force India, 1:21.553s (103)
16. Alexander Wurz/Áustria/Honda, 1:21.950s (86)

A bateria de testes em Jerez continua amanhã, encerrando-se apenas na próxima quinta.


A Super Aguri anunciou hoje o adiamento da apresentação do seu novo carro, antes marcada para o dia 19 de fevereiro. Em comunicado distribuído à imprensa, a equipe japonesa não especificou outra data para o lançamento do SA03, e pode optar por fazer apenas uma simples entrevista coletiva. Segundo o site Pitpass, a Aguri tomou a decisão porque ainda não teria fechado contrato com os pilotos Takuma Sato e Anthony Davidson. Além disso, o time continua procurando patrocinadores para a próxima temporada.

Enquanto isso, a Renault liberou hoje a programação do seu "Road Show", evento no qual a equipe francesa leva um carro de Fórmula 1 para fazer exibições no meio de cidades como Sevilla, Tóquio e Cidade do México. Dessa vez, o calendário inclui uma visita à América Latina em meados de novembro, exatamente o mês em que a Fórmula 1 está no Brasil. Será que o evento vai passar por aqui? De qualquer maneira, as datas do Road Show 2008 estão a seguir:

17 e 18 de maio: Marselha, França
31 de maio e 1 de junho: Europa Central
14 e 15 de junho: Europa
16 e 17 de julho: Joanesburgo, África do Sul
16 e 17 de agosto: Europa
20 e 21 de setembro: Europa Oriental
25 e 26 de outubro: Europa
Novembro: América do Sul
Fim de temporada: Ásia

Ao mesmo tempo, autoridades espanholas revelaram hoje o projeto de construção de um autódromo de última geração na cidade de Alcañiz, a ser finalizado na metade do ano que vem. Planejada pelo alemão Hermann Tilke, a pista deve ter um traçado de 5,3 quilômetros de extensão, e está sendo construída para se tornar mais uma opção durante a fase de testes de pré-temporada. Pelo visto, a Alonsomania não pára de render frutos...

Por fim, vale registrar uma entrevista que o piloto de testes da McLaren, Pedro de la Rosa, concedeu ao jornal As. "Estamos muito satisfeitos com a confiabilidade do novo MP4/23, mas o carro ainda precisa melhorar no aspecto aerodinâmico. Os testes desta semana são cruciais", disse o espanhol. De fato, a McLaren ainda parece estar um pouco atrás da Ferrari.

Mas só um pouco...


Os organizadores do Rally Dacar confirmaram hoje os planos oficiais da competição para o ano que vem. Como já havia sido amplamente adiantado pela imprensa, Argentina e Chile serão as sedes da competição em 2009, que terá largada e chegada em Buenos Aires. No total, os competidores vão andar cerca de nove mil quilômetros, entre os dias 3 e 18 de janeiro. "Futuramente, queremos atravessar outros oceanos e continentes", falou o diretor Etienne Lavigne. Infelizmente, porém, a África parece estar fora de cogitação...

Na Stock Car, o dia também foi movimentado. Em entrevista coletiva, a direção da categoria anunciou a mudança para pneus Goodyear, em substituição aos Pirelli. Além disso, a Volkswagen teve sua saída finalmente confirmada. Em relação aos aspectos de segurança, a Stock apresentou uma série de mudanças, incluindo a instalação de novas e mais resistentes estruturas laterais. As medidas são conseqüência do acidente fatal de Rafael Sperafico, no fim do ano passado.

Por sua vez, o automobilismo norte-americano continua dominado por um único assunto: a suposta fusão entre IRL e ChampCar. Nesta terça, uma reportagem do Speed Channel garante que a ChampCar planeja anunciar sua falência nas próximas 24 ou 48 horas. Funcionários da categoria, inclusive, estariam sendo aconselhados a "cessar seus trabalhos e limpar suas mesas". Agora, é esperar pelos próximos capítulos da novela...

Para terminar, vale mencionar a sensacional homenagem que a cidade de Oxfordshire está organizando para o mitológico Jim Clark. Em memória aos quarenta anos de morte do piloto escocês, o local vai sediar o "Jim Clark Film Festival", evento que deve mostrar vários filmes da carreira de Clark. Na seleção estão imagens de sua trajetória na Fórmula 1, e das suas participações nas 500 Milhas de Indianapolis e na Tasman Series.

O site oficial do festival pode ser acessado clicando aqui.


O vídeo do dia mostra a emocionante chegada do Budweiser Shootout, corrida que abriu o calendário da Nascar no último fim de semana. Embora não conte pontos para o campeonato, a prova foi palco de uma disputa acirrada entre Dale Earnhardt Jr., Tony Stewart e Jimmie Johnson pela vitória. No fim, "Junior" levou a melhor, enquanto Stewart e Johnson praticamente empataram no segundo lugar. Vale a conferida:


E no próximo fim de semana tem mais. As 500 Milhas de Daytona estão chegando...

Nesta quarta, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, apresentando o número nove da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Autódromo de Alcañiz - http://www.grandepremio.com.br/
Demais - http://www.motorsport.com/

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1 - Número 10

Começamos, hoje, mais uma lista da seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix. Dessa vez, o objetivo é fazer uma espécie de apresentação da próxima temporada da Fórmula 1, incluindo análises e palpites sobre cada uma das equipes da categoria. Sem perder mais tempo, vamos começar:

10. A Force India vai ter um ano de estréia bastante modesto

Como diria o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo: este palpite parece meio óbvio. E é. Mas, no caso da Force India, não há muito o que inventar. Sucessora da lanterna Spyker, a equipe indiana não tem muito o que desejar no seu primeiro ano na Fórmula 1. Em comparação com a temporada passado, o time só evoluiu realmente em apenas um único aspecto. Que, em muitos casos, faz toda a diferença: dinheiro.

Controlada pelo bilionário Vijay Mallya (à direita) - o 664º homem mais rico do mundo, segundo a Forbes - a Force India chega com grandes ambições. O sonho declarado da equipe é conquistar um podium em 2010, quando estréia na Fórmula 1 o G.P. da Índia. Antes disso, porém, o progresso do time deve ser bastante lento. Alguns pontinhos são tudo o que a Force India pode esperar deste ano. Não terminar na lanterna do campeonato, na verdade, é o grande objetivo da equipe para a próxima temporada.

O staff técnico da Force India é liderado por Mike Gascoyne, que atingiu o ponto alto de sua carreira no final dos anos 90, com a Jordan. Depois disso, porém, o engenheiro inglês nunca mais repetiu os bons desempenhos, mesmo quando teve à sua disposição todo o orçamento da Toyota, entre 2004 e 2006. Demitido da equipe japonesa por falta de resultados, Gascoyne ganhou uma nova chance na então Spyker. Agora, ele promete levar a Force India ao pelotão intermediário já em meados neste ano. Mas não dá para acreditar muito nisso.

Em relação aos pilotos, expectativas diferentes. Após surpreender positivamente no ano passado - apesar de algumas atuações irregulares - Adrian Sutil começa a temporada como o favorito na disputa interna da Force India. O alemão, que chegou a ser cogitado na McLaren e na Toyota durante a última silly season, ganhou prestígio e está com o passe muito valorizado dentro da equipe. Na próxima temporada, sua meta é diminuir a incidência de erros, e continuar com a sua promissora evolução.

Por sua vez, Giancarlo Fisichella tem apenas um trunfo nessa altura de sua carreira: a experiência. A longa quilometragem do italiano, de fato, foi o principal fator que levou à sua contratação pela Force India. Com mais de uma década de Fórmula 1 nas costas, Fisico precisa mostrar que ainda tem condições de render na categoria. Não perder a motivação - algo difícil para um veterano em equipe pequena - será o grande desafio de Fisichella na próxima temporada.

Force India Formula One Team

Estréia na Fórmula 1: 2008
Títulos: -
Vitórias: -
Controlada por: Vijay Mallya
Chefe de equipe: Colin Kolles
Diretor técnico: Mike Gascoyne
Pilotos: Adrian Sutil e Giancarlo Fisichella (titulares). Vitantonio Liuzzi (piloto de testes)
Colocação em 2007: equipe novata (a antecessora Spyker ficou em 10º lugar, com 1 ponto)

Análise da equipe:

Confiabilidade: ***
Experiência: *
Potencial de Evolução: ****
Retrospecto Recente: *
Regularidade: **
Orçamento: ****
Staff Técnico: **
Soma das “estrelas”: 17

20. Adrian Sutil

Naturalidade: Starnberg, Alemanha
Idade: 25 anos
Estréia na Fórmula 1: 2007
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: 17
Equipes: Spyker (2007) e Force India (2008)
Colocação em 2007: 19º lugar, com 1 ponto

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ****
Capacidade de Recuperação: ***
Experiência: **
Potencial de Evolução: ****
Regularidade: **
Retrospecto Recente: ***
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 22
Estilo: Agressivo

21. Giancarlo Fisichella

Naturalidade: Roma, Itália
Idade: 35 anos
Estréia na Fórmula 1: 1996
Títulos: -
Vitórias: 3
Grandes Prêmios: 194
Equipes: Minardi (1996), Jordan (1997, 2002-2003), Benetton (1998-2001), Sauber (2004), Renault (2005-2007) e Force India (2008)
Colocação em 2007: 8º lugar, com 21 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: **
Capacidade de Recuperação: **
Experiência: *****
Potencial de Evolução: *
Regularidade: ***
Retrospecto Recente: **
Volta Rápida: **
Soma das “estrelas”: 17
Estilo: Técnico

A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta amanhã, apresentando o número nove da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E hoje, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Logo Force India - http://www.wikipedia.com/
Capacetes Adrian Sutil e Giancarlo Fisichella - http://www.formula1.com/

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Portugal apresenta novo autódromo sonhando com retorno da Fórmula 1

A construção de um autódromo de última geração pode recolocar Portugal no mapa da Fórmula 1. Nesta segunda, autoridades portugueses anunciaram oficialmente o desejo de "voltar a receber as principais categorias do mundo", dessa vez no novíssimo Circuito Internacional do Algarve. O complexo, que só deve ficar pronto em meados de outubro, foi apresentando à imprensa pela primeira vez no sábado passado.

No total, o projeto inteiro custa algo em torno de 115 milhões de euros, e inclui até um hotel cinco estrelas. Financiado somente pela iniciativa privada, o autódromo - localizado na cidade de Portimão - terá capacidade para cerca de 100 mil espectadores, e vai poder ser utilizado em dezenas de configurações diferentes. Apesar de ainda não estar pronto, o circuito do Algarve já recebeu da FIA uma homogolação "Grau 1", a única que permite sediar categorias como a Fórmula 1.

"Até o fim do ano, este autódromo estará apto a receber as melhores corridas do mundo. Ele é uma esperança enorme para o esporte a motor no país, e deve impulsionar a carreira de jovens pilotos portugueses", disse o secretário de Esportes, Laurentino Dias. Embora ainda não existam conversas oficiais com o chefão Bernie Ecclestone, rumores dão conta de que uma equipe da Fórmula 1 já teria marcado testes no Algarve para janeiro de 2009.

Além disso - como informa o excelente Continental Circus - a A1GP pretende usar a novíssima pista portuguesa como uma espécie de "base de operações". No circuito do Algarve, seria instalada toda a componente tecnológica da categoria, incluindo até a construção dos chassis. Segundo a companhia responsável pela construção do autódromo, um acordo verbal já teria sido feito com o empresário português Tony Teixeira, o grande manda-chuva da A1GP.

Após testemunhar a progressiva perda de importância do histórico circuito do Estoril, que agora corre até risco de demolição, o setor automobilístico português não demorou a se mexer. O projeto do autódromo do Algarve é caprichado e, no mínimo, tem bastante potencial para atrair a Fórmula 1 durante a época de pré-temporada. Todas as obras estão sendo financiadas pela iniciativa privada, seguindo o modelo de sucesso de vários outros autódromos pelo mundo.

Pena que no Brasil seja tão difícil imaginar algo semelhante...


A revolucionária "asa em W" da Renault pode não ser um simples blefe. Uma semana após o site F1Today.nl ter garantido a existência do acessório, algumas fotos divulgadas hoje dão a entender que o projeto da nova peça já está pronto. A imagen à esquerda foi publicada no blog do Fábio Seixas, e mostra como seria o desenho do estranho e inovador aerofólio da Renault. Será assim mesmo ou tudo não passa de um Photoshop básico?

Ao mesmo tempo, os organizadores do G.P. do Bahrein anunciaram hoje que também têm interesse em realizar sua prova à noite, seguindo a intenção de Cingapura e Malásia. Enquanto isso não acontece, a pista barenita foi palco de mais um dia de testes para Ferrari e Toyota. Dessa vez, Felipe Massa terminou como o melhor tempo, batendo Timo Glock em apenas dois centésimos. A seguir, os tempos de hoje:

1. Felipe Massa/Brasil/Ferrari, 1:31.189s (91 voltas)
2. Timo Glock/Alemanha/Toyota, 1:31.209s (71)
3. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, 1:31.329s (85)
4. Jarno Trulli/Itália/Toyota, 1:31.689s (86)

Na Espanha, Red Bull e Williams abriram mais uma bateria de testes em Jerez, que deve se estender até a próxima quinta. Superando seu companheiro Mark Webber em dois décimos, David Coulthard fechou o dia na liderança. Mais atrás, vieram os dois pilotos da Williams, com Kazuki Nakajima batendo Nico Rosberg. Logo abaixo, a classificação desta segunda:

1. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:20.641s (91 voltas)
2. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:20.807s (112)
3. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:20.834s (102)
4. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:21.096s (69)

Por fim, vale registrar uma entrevista concedida hoje por Fernando Alonso à imprensa italiana. "Gostaria de ser campeão neste ano pela Renault, mas sei que não será fácil. Então, se eu não chegar lá, vou torcer para que um piloto da Ferrari fique com o título. Tenho bastante simpatia pela equipe e pelos seus torcedores", falou o espanhol. Pelo visto, Alonso já está "marcando o seu território".

Agora, o bicampeão nem faz questão de esconder que a Ferrari é, sim, seu grande sonho para os próximos anos.


A direção do Rally Dacar confirmou hoje que a edição 2009 do evento será realizada na América Latina. Segundo a ASO - empresa que organiza a competição - a corrida do próximo ano vai acontecer entre os dias 3 e 18 de janeiro, passando por Argentina e Chile. Ao que parece, largada e chegada seriam em Buenos Aires. O anúncio oficial, que acaba com as chances do Brasil receber o Dacar, está marcado para amanhã.

Enquanto isso, a Nascar iniciou hoje a programação das 500 Milhas de Daytona do próximo domingo. No treino classificatório desta segunda, o atual bicampeão Jimmie Johnson marcou a pole para a prova, com Michael Waltrip fechando a primeira fila. As demais posições do grid vão ser definidas ao longo da semana, nos Gatorade Duels.

Na MotoGP, a principal notícia do dia foi o lançamento da nova moto da Suzuki. Chamada de GSV-R, a máquina agradou os pilotos titulares do time, Chris Vermeulen e Loris Capirossi. "Ela é bem melhor do que a do ano passado", falou o australiano. Já Capirossi preferiu elogiar o comprometimento da Suzuki: "A equipe está fazendo o melhor que pode. Estou bastante motivado. E esta cor azul é linda!".

Por fim, vale mencionar que os brasileiros Tiago Geromini e Henrique Martins foram anunciados hoje como pilotos da Fórmula BMW para 2008. A categoria é um dos principais celeiros de novos talentos do automobilismo mundial, tendo revelado recentemente o fenômeno Sebastian Vettel. Na próxima temporada, Geromini e Martins serão companheiros de equipe, formando um trio com o francês Adrien Tambay, filho do ex-piloto Patrick Tambay.

Desde já, o Blog deseja toda a sorte do mundo para a aventura dos dois brazucas.


O vídeo do dia é uma dica do internauta Gui Vieira, sempre muito presente nos comentários do Blog. Trata-se do acidente de Sebastien Loeb durante o Rally da Suécia do último fim de semana. Após atravessar no meio de uma curva, o francês atingiu a camada de gelo ao lado da pista e capotou, sendo obrigado a abandonar a competição. Vale a pena conferir o erro do quase infalível tetracampeão:


A capotagem acontece na marca de 25 segundos

Nesta terça, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, abrindo a lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. Dessa vez, vamos concentrar as apostas na mais importante categoria do automobilismo mundial, com uma análise detalhada de equipes e pilotos. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
David Coulthard e Suzuki GSV-R - http://www.gpupdate.net/

Weekend Update - Nascar e Balanço dos Palpites

A parceria de Dale Earnhardt Jr. com a equipe Hendrick não poderia ter tido um início mais animador. Neste domingo, o "filho da lenda" venceu o Budweiser Shootout, corrida extra-campeonato disputada em Daytona e que abre o calendário 2008 da Nascar. Logo atrás de Earnhardt Jr., Tony Stewart ficou com a segunda posição, com Jimmie Johnson, Jeff Gordon e Reed Sorenson completando o top 5.

Após oito anos correndo pela equipe fundada pelo seu pai - o falecido heptacampeão Dale Earnhardt - "Junior" anunciou em meados do ano passado uma surpreendente mudança para o Team Hendrick, grande dominador da Nascar nas últimas temporadas. Por causa disso, Earnhardt Jr. precisou abandonar seu tradicional número oito, passando a utilizar o 88 a partir deste ano. A nova numeração, pelo visto, está dando mais sorte.

Largando de sétimo, ele tomou a ponta já na primeira metade da prova, não perdendo mais a liderança até o fim. No total, Earnhardt Jr. permaneceu na frente em 47 das 70 voltas, vencendo até com certa facilidade. Foi o seu segundo triunfo no Budweiser Shootout, repetindo o feito de 2003. Naquele ano, aliás, Earnhardt Jr. conseguiu a melhor posição de sua carreira numa temporada da Nascar: terceiro.

"Era exatamente o que a gente precisava. Trabalhamos muito durante o período de testes coletivos, e essa vitória foi uma bela recompensa para o nosso esforço", disse Earnhadt Jr. Segundo na prova de ontem, Tony Stewart elogiou bastante o vencedor: "Ele se colocou no lugar certo e na hora certa. Earnhardt Jr. é realmente um dos melhores em pistas como Daytona".

No total, o Budweiser Shootout deste ano teve quarto bandeiras amarelas. A última paralisação - causada por uma rodada do pole position Kurt Busch - só terminou a apenas três voltas do fim. Quando o pelotão relargou, Earnhardt Jr. segurou o ímpeto de Stewart e dos seus companheiros de equipe Jimmie Johnson e Jeff Gordon para vencer com autoridade. A equipe Hendrick, aliás, emplacou quatro dos primeiros seis colocados, com Casey Mears chegando em sexto.

Logo abaixo, o top 10 do Budweiser Shootout:

1. Dale Earnhardt Jr./Chevrolet
2. Tony Stewart/Toyota
3. Jimmie Johnson/Chevrolet
4. Jeff Gordon/Chevrolet

5. Reed Sorenson/Dodge
6. Casey Mears/Chevrolet
7. Dave Blaney/Toyota
8. Mark Martin/Chevrolet
9. Denny Hamlin/Toyota
10. Kasey Kahne/Dodge


A temporada da Nascar começa para valer já no próximo domingo, dia 17, com as lendárias 500 Milhas de Daytona.



Nenhum acerto para o Blog nas apostas deste fim de semana, mas o meu desempenho não pode ser considerado realmente ruim. Meus dois palpites ficaram sempre entre os primeiros colocados, e chegaram perto da vitória. Hora do tradicional Balanço dos Palpites:

Mundial de Rally - Vencedor: Jari-Matti Latvala. Palpite: Mikko Hirvonen (segundo)
Nascar - Vencedor: Dale Earnhardt Jr. Palpite: Jimmie Johnson (terceiro)


Dava para ter acertado o vencedor do Mundial de Rally, até porque a minha aposta foi feita quando o favorito Sebastien Loeb já estava fora da disputa. E, na Nascar, Dale Earnhardt Jr. era certamente um dos três ou quarto principais candidatos à vitória. De qualquer maneira, convenhamos, acho que não fui tão mal assim...

Até o fim do dia, o Blog volta comentando as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: http://www.nascar.com/