sábado, 1 de março de 2008

O sábado no mundo da velocidade

O sábado foi muito movimentado no mundo da velocidade. Como de costume, vamos iniciar o giro pelas notícias do dia falando de Fórmula 1:

Após revelar na última sexta que quase teve Lewis Hamilton em meados de 2004, a Williams admitiu hoje que esteve perto de perder Nico Rosberg para a McLaren. "Recebemos uma proposta majestosa, mas recusamos. Rosberg é a jóia da nossa coroa. Sem ele, seríamos meio segundo por volta mais lentos", disse Frank Williams à imprensa européia. Para continuar com Rosberg, porém, a Williams vai precisar ganhar terreno nos próximos anos. Será que ela consegue?

Além de comentar a importância de Nico Rosberg, Frank Williams também deu uma declaração curiosa sobre Lewis Hamilton: "Se a Ferrari realmente tem o carro mais rápido, então devemos agradecer o fato de Hamilton não estar lá, porque a disputa pelo título não teria a menor graça". Pelo visto, Frank Williams considera Hamilton melhor do que Kimi Raikkonen e Felipe Massa. O brasileiro pode até não chegar ao nível do inglês, mas Raikkonen não fica devendo a nenhum outro piloto da atualidade. Nem a Fernardo Alonso...

O espanhol, aliás, conversou hoje com a mídia de seu país, e ressaltou estar confiante em conquistar vitórias neste ano. "Estou tranqüilo. A Renault permanece sendo uma equipe disposta a ganhar corridas, já que isso faz parte de sua história. Espero conseguir podiuns e chegar ao primeiro lugar algumas vezes na próxima temporada", falou Alonso. Considerando a sua capacidade, é melhor não menosprezar as palavras do bicampeão.

Para terminar, vale registrar uma entrevista que Adrian Sutil concedeu hoje ao site adrivo.com. "A Force India não está tão atrasada assim. Numa série de voltas rápidas, já estamos em condição de rivalizar com Super Aguri e Honda, por exemplo", garantiu o alemão. A briga com a Aguri, de fato, deve ser bastante equilibrada. Mas se a Force India conseguir superar a Honda, aí sim, teria muitos motivos para comemorar.

E a equipe de Rubens Barrichello e Jenson Button, nesse caso, passaria apenas por mais um vexame constrangedor...





A SEAT fez a dobradinha no treino classificatório para a primeira bateria da etapa de Curitiba, que abre amanhã a temporada 2008 do Mundial de Turismo. Vice-campeão no ano passado, Yvan Muller ficou com a pole, seguido de perto pelo seu parceiro Rickard Rydell. O brasileiro Augusto Farfus Jr. larga de terceiro, com o tricampeão Andy Priaulx aparecendo apenas em 12º. As provas deste domingo têm transmissão ao vivo do Sportv, a partir das 13 horas de Brasília.

Também em Curitiba, a Fórmula Brasil 2.0 realizou hoje a primeira etapa de sua história. A organização esperava cerca de quinze carros para a ocasião, mas apenas seis alinharam no grid. Apesar de esvaziada, a prova até foi movimentada, terminando com a vitória de Leonardo de Souza. Na seqüência, Leonardo Otero e Estefano Esteves fecharam o podium. Amanhã, a F-Brasil entra na pista para a segunda bateria do fim de semana.

Enquanto isso, Sebastien Loeb resolveu mostrar quem manda no Mundial de Rally. Neste sábado, o francês abriu uma confortável vantagem de um minuto no Rally do México, terceira etapa do campeonato deste ano. Sem condições de disputar com o tetracampeão, Chris Atkinson vem na segunda posição, enquanto Jari-Matti Latvala caiu para o terceiro posto. Líder da temporada, Mikko Hirvonen ocupa apenas o quinto lugar.

Por fim, a Fórmula Truck entrou na pista para o treino classificatório da corrida de amanhã, em Guaporé. Confirmando o bom desempenho da sexta-feira, Renato Martins cravou a pole, seguido de perto por Valmir Benavides. Wellington Cirino vem em terceiro, com o atual campeão Felipe Giaffone aparecendo em quarto. Em sua primeira corrida na Fórmula Truck, o veterano Chico Serra vai largar apenas de 15º.

Neste domingo, a BAND mostra ao vivo a etapa de Guaporé da Fórmula Truck, com largada prevista para as 14 horas de Brasília.




A fusão entre ChampCar e IRL foi comemorada por grande parte da comunidade automobilística, mas ainda é vista com certas ressalvas. Um dos que continuam céticos com a união, por exemplo, é o tetracampeão da ChampCar e agora piloto da Toro Rosso na Fórmula 1, Sebastien Bourdais. "Não se trata de uma unificação, e sim da morte da ChampCar, com a IRL assumindo. Os times oriundos da ChampCar não têm a menor chance na nova categoria", disse Bourdais. A opinião é de quem entende do assunto...

Apesar de não saber ainda o seu status em relação à nova Fórmula Indy, a Indy Pro Series prosseguiu hoje com mais testes de pré-temporada. Antiga categoria de acesso para a IRL, a IPS andou no oval de Homestead, e fechou o dia com o brasileiro Raphael Matos na ponta da tabela de tempos. As atividades também marcaram a estréia de Bia Figueiredo no automobilismo norte-americano. Ainda enfrentando alguns problemas de adaptação, ela terminou hoje na décima posição.

No circuito de Losail, a MotoGP encerrou ontem sua bateria de ensaios noturnos, como forma de preparação para o G.P. do Catar do próximo dia 9 de março. Mostrando surpreendente facilidade para superar seu parceiro Valentino Rossi, Jorge Lorenzo terminou com o melhor tempo da sessão. James Toseland e Randy de Puniet completaram os três primeiros, deixando os favoritos para trás.

O atual campeão Casey Stoner foi somente o quinto, enquanto Valentino Rossi não passou de um fraco décimo. "Enfrentamos vários problemas nesses últimos testes. A primeira corrida é daqui a apenas uma semana, e precisaremos de muita luta e trabalho para superar as dificuldades", admitiu Rossi. Em jejum de títulos há duas temporadas, o heptacampeão vai precisar de um milagre para levar o troféu deste ano.

Já dá para afirmar sem medo de errar que a Yamaha de Rossi está longe de acompanhar o ritmo de Ducati e Honda, por exemplo...


O vídeo do dia já foi divulgado pelo Saco Vazio de Gatos e pelo Blog do Capelli, mas também merece uma menção por aqui. Trata-se da histórica entrevista que Reginaldo Leme fez com o tricampeão Nelson Piquet em 1992, logo após o terrível acidente do tricampeão nos treinos para as 500 Milhas de Indianapolis. Ainda preso a uma cadeira de rodas, Nelsão conta detalhes da sua recuperação e da fortíssima pancada. Vale a pena conferir:



Antes de me despedir, um aviso importante: a partir de hoje, a moderação dos comentários estará ativada para evitar spans e propagandas desnecessárias. Nos últimos dias, esse tipo de mensagens aumentou significativamente, por motivos que eu desconheço. Por hora, agradeço a compreensão de todos...

Neste domingo, o Blog volta com a seção Weekend Update, destacando as atividades de Fórmula Brasil 2.0, Fórmula Truck, Mundial de Rally, Mundial de Turismo e Nascar. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Fórmula 1 e Jorge Lorenzo - http://www.gpupdate.net/

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Resumo da sexta-feira

Dia bastante movimentado no mundo da velocidade. Sem perder tempo, vamos ao giro pelas notícias desta sexta, começando pelas novidades da Fórmula 1.

Não é segredo para ninguém que Lewis Hamilton é o queridinho da McLaren, mas a sua trajetória poderia ter sido bem diferente se o inglês tivesse se acertado com a Williams em meados de 2004. "Nossa equipe esteve perto de contar com Hamilton. Frank Williams se interessou por ele, mas a BMW vetou a negociação por motivos financeiros", revelou hoje um dos donos da Williams, Patrick Head. Logo depois, Hamilton renovou seu contrato com a McLaren, e o resto é história...

Enquanto isso, Jarno Trulli deu uma entrevista interessante ao site Autosport, mostrando estar realmente otimista com o novo carro da Toyota. "A equipe tem trabalhado muito bem mesmo. Tirando McLaren e Ferrari, estamos colados nos outros times. Nossos adversários precisam vão levantar sobrancelhas com o nosso desempenho", garantiu o italiano. Vale ressaltar que Trulli foi o mais rápido nos testes coletivos de quarta, em Barcelona. Será que vem surpresa por aí?

Ao mesmo tempo, Bernie Ecclestone voltou a cogitar a possibilidade de um G.P. nas ruas de Paris. Nesta sexta, o chefão da FOM conversou com a agência SID, e revelou já estar negociando um acordo com autoridades da cidade-luz. "Precisamos de uma nova sede para o G.P. da França, e Paris é a nossa primeira opção. Espero que já seja possível correr lá em 2009", falou Ecclestone. Uma corrida em plena Paris, sem dúvida alguma, seria absolutamente espetacular.

Por sua vez, a Super Aguri continua sofrendo com sérias dificuldades financeiras. Mesmo assim, a equipe se recusa a admitir a possibilidade de perder o G.P. da Austrália, que abre a temporada 2008 da Fórmula 1 em duas semanas. "Vamos marcar presença no grid de Melbourne. Não estamos preocupados com a hipótese de faltar à corrida", disse hoje o co-proprietário da Aguri, Fumio Akita. De qualquer maneira, o fato é que a simpática equipe japonesa inicia o ano em franca desvantagem para a concorrência...

Para teminar com o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale registrar que a Bridgestone divulgou hoje os pneus que a categoria vai utilizar nas nove primeiras corridas do campeonato deste ano. Fornecedora única dos compostos da Fórmula 1, a fábrica japonesa continua dividindo seus pneus em quatro tipos: supermacios, macios, médios e duros. Quanto mais macio o pneu, maior a aderência do carro, mas o desgaste também acontece mais rápido. A seguir, os compostos escolhidos pela Bridgestone:

G.P. da Austrália - macios e médios
G.P. da Malásia - médios e duros
G.P. do Bahrein - macios e médios
G.P. da Espanha - médios e duros
G.P. da Turquia - médios e duros
G.P. de Mônaco - supermacios e macios
G.P. do Canadá - supermacios e macios
G.P. da França - macios e médios
G.P. da Inglaterra - médios e duros

Os pneus para a segunda metade da temporada vão ser revelados daqui a alguns meses.



Começou animado o Rally do México, terceira etapa da temporada 2008 do Mundial de Rally. Logo na primeira especial, favoritos como Daniel Sordo e Petter Solberg enfrentaram problemas e ficaram para trás. No fim do dia, Jari-Matti Latvala surpreendeu mais uma vez e terminou na ponta, superando o tetracampeão Sebastien Loeb em apenas quatro segundos. Na seqüência, Chris Atkison, Mikko Hirvonen e Petter Solberg completam os cinco primeiros.

Em Guaporé, a Fórmula Truck realizou hoje os primeiros treinos livres da etapa inaugural do campeonato. Dessa vez, quem mais impressinou foi a Mercedes, que emplacou uma dobradinha nas sessões desta sexta. Renato Martins terminou como o mais rápido do dia, seguido de perto pelo seu parceiro Wellington Cirino. Logo atrás, o atual campeão Felipe Giaffone fez o terceiro melhor tempo, com Geraldo Piquet e Djalma Fogaça aparecendo logo a seguir.

Outra categoria que abre sua temporada neste fim de semana é o Mundial de Turismo, que realiza domingo uma rodada dupla em Curitiba. Nesta sexta, Augusto Farfus Jr. mostrou muito potencial no primeiro treino do ano, quebrando o recorde da pista paranaense. Colados no piloto brazuca, Gabriele Tarquini e Rickard Rydell fecharam os três primeiros, enquanto o tricampeão Andy Priaulx não passou de sexto.

Por fim, a Nascar finalizou agora há pouco o treino classificatório para a etapa de Las Vegas, marcada para o próximo domingo. Correndo em sua cidade natal, Kyle Busch larga da pole, seguido por Carl Edwards, Mark Martin, Jeff Gordon e Mike Skinner. Vencedor das últimas três provas em Las Vegas, o bicampeão Jimmie Johnson teve um desempenho muito discreto e terminou apenas em 33º, duas posições atrás de Juan Pablo Montoya.



A MotoGP continuou hoje seus primeiros testes realizados de forma noturna, como preparação para o G.P. do Catar do próximo dia 9 de março. Mostrando-se à vontade na pista de Losail, Casey Stoner liderou tranqüilamente as atividades, batendo seu mais próximo adversário - Jorge Lorenzo - em mais de seis décimos. Randy de Puniet terminou num promissor terceiro, enquanto os favoritos Daniel Pedrosa e Valentino Rossi foram apenas oitavo e nono, respectivamente.

No circuito francês de Paul Ricard, a GP2 deu prosseguimento aos testes de estréia do novo chassis da categoria. Dessa vez, o melhor tempo ficou com o francês Romain Grosjean, que já se destaca como o piloto a ser batida neste ano. Pastor Maldonado e Adrian Valles vieram na seqüência, com Bruno Senna aparecendo em décimo. Os outros pilotos brasileiros terminaram no fim do pelotão: Diego Nunes não passou de 23º, duas posições à frente de Alberto Valério.

Ainda desfalcada das equipes da antiga ChampCar, a revigorada Fórmula Indy visitou o oval de Homestead para mais uma bateria de testes de pré-temporada. Para alegria de seus fãs, Danica Patrick liderou os testes de ontem, superando Ryan Briscoe e Dan Wheldon em apenas alguns centésimos de segundo. Os brasileiros tiveram um desempenho mediano: Helio Castroneves foi setimo, com Tony Kanaan em oitavo e Vítor Meira aparecendo na 11ª posição.

Por fim, o Corinthians lançou nesta sexta seu carro para a primeira temporada da história da Fórmula Superliga. O evento aconteceu na sede do clube paulista, no Parque São Jorge, e contou com a presença de jogadores, dirigentes e membros da comissão técnica. Por enquanto, Luciano Burti e Xandinho Negrão são os nomes mais cotados para pilotar o carro do "Timão", já que o favorito Bruno Senna recusou o convite.



O vídeo do dia é uma dica do Blog do André Casaroli, um novo e excelente espaço sobre esporte a motor na internet. Trata-se de um tributo ao simpático Markus Winkelhock, cuja única participação na Fórmula 1 transformou-se num dos episódios mais bizarros da história da categoria. Correndo em casa, largando de último, com o pior carro do grid e na sua primeira corrida, Winkelhock chega à liderança já na segunda volta, usando uma tática certeira e arriscada. Vale a pena conferir:



Neste sábado, o Blog volta comentando as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Paris -
http://www.visitingdc.com/
Casey Stoner - http://www.gpupdate.net/

Agenda do fim de semana (29 de fevereiro a 02 de março)

Enfim, o ano da velocidade começa a emplacar. No próximo fim de semana, o fã do automobilismo tem várias opções diferentes, incluindo a aguardada estréia do Mundial de Turismo, em Curitiba. Hora de conferir a sempre útil agendinha:

Sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Mundial de Rally: Primeiro dia do Rally do México

Sábado, 01º de março de 2008

Fórmula Brasil 2.0: Primeira bateria da rodada dupla de Curitiba
Mundial de Rally: Segundo dia do Rally do México

Domingo, 02 de março de 2008

Fórmula Brasil 2.0: Segunda bateria da rodada dupla de Curitiba
Fórmula Truck: Etapa de Guaporé
Mundial de Rally: Terceiro dia do Rally do México
Mundial de Turismo: Rodada dupla de Curitiba
Nascar: Etapa de Las Vegas

O destaque do fim de semana vai para o Mundial de Turismo, que abre sua temporada no Autódromo Internacional de Curitiba. Augusto Farfus Jr. é a esperança da torcida, e espera conquistar a vitória que escapou em 2007, quando ele fez dois segundos lugares na etapa brasileira. Além de Farfus Jr., o Blog também aposta no tricampeão Andy Priaulx, um piloto que sempre começa o ano num ritmo muito forte.
Palpites do Blog para as corridas: Augusto Farfus Jr. e Andy Priaulx

Fazendo a preliminar do Mundial de Turismo em Curitiba, a Fórmula Brasil 2.0 realiza a primeira etapa de sua história. Criada para ocupar o espaço deixado pela antiga F-Renault, a categoria ainda carece de estrutura e informação. O site da Confederação Brasileira de Automobilismo, por exemplo, apresenta um calendário desatualizado da F-Brasil 2.0, além de não dar pistas sobre a lista de equipes e pilotos. Assim, o Blog fica impossibilitado de fazer qualquer aposta...
Palpites do Blog para as corridas: -

Ao mesmo tempo, a Fórmula Truck é outra categoria a iniciar as suas atividades neste fim de semana. Dessa vez, a corrida de abertura será em Guaporé, no Rio Grande do Sul. Escolher um favorito para a vitória é difícil, já que vários pilotos parecem estar em condições semelhante. Dessa forma, o palpite do Blog precisa ser baseado principalmente no retrospecto recente, e por isso a aposta é no atual campeão da Fórmula Truck, Felipe Giaffone.
Palpite do Blog para a vitória: Felipe Giaffone

No México, o Mundial de Rally já emplaca a sua terceira etapa deste ano. Após acidentar-se no Rally da Suécia, o tetracampeão Sebastien Loeb precisa de um bom resultado para voltar a comandar o campeonato. O francês foi o vencedor do Rally do México nos últimos dois anos, e tem tudo para repetir a dose. Sem inventar, o Blog aposta em mais um triunfo de Loeb.
Palpite do Blog para a vitória: Sebastien Loeb

Por fim, a Nascar corre em Las Vegas, cumprindo apenas a terceira das 36 corridas programadas para o ano. Na pista da cidade dos cassinos, o bicampeão Jimmie Johnson tem um retrospecto invejoso: em seis participações, conquistou três vitórias e terminou quatro vezes no top 10. Sem dúvidas, Johnson é a aposta mais segura para a prova deste domingo, e é nele que o Blog joga suas fichas.
Palpite do Blog para a vitória: Jimmie Johnson

Até o fim do dia, o Blog volta comentando as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Fórmula Renault - www.speedway.com.br
Felipe Giaffone - www.motoronline.com.br

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Ron Dennis continua no comando da McLaren

Um dia depois do jornal Marca ter assegurado o fim da era Ron Dennis na McLaren, representantes do time prateado e da Mercedes vieram a público para negar qualquer tipo de mudança na hierarquia da equipe. Apontado como o suposto sucessor de Dennis no comando da McLaren, Martin Whitmarsh concedeu entrevista ao site Autosport, garantindo que a reportagem do Marca não tem fundamento.

"Os boatos sobre a saída de Dennis são totalmente infundados. Ele tem o suporte da equipe, e só deixaria o time se assim desejasse", disse Whitmarsh, atual CEO do grupo McLaren. Por sua vez, a Mercedes também fez questão de se pronunciar, mantendo um tom parecido com o de Whitmarsh. "Tudo não passa de mera especulação. No momento, não há planos de fazer modificações na direção da McLaren", falou um porta-voz da montadora alemã.

Chefe da McLaren desde o início da década de 80, Ron Dennis possui 15% das ações do time, e conta com o apoio de boa parte dos demais acionistas. Agora que a sua saída parece difícil de acontecer, fica a clara impressão de que a reportagem do Marca serviu apenas para atingir a moral da McLaren. Mesmo considerando todas as dificuldades que Fernando Alonso passou dentro do time prateado, já está mais do que na hora da imprensa espanhola parar de perseguir a equipe...


A rivalidade entre os torcedores de Fernando Alonso e Lewis Hamilton é bastante acirrada, mas os dois pilotos já parecem conviver num clima bem mais tranqüilo. Nesta quinta, inclusive, Alonso reconheceu a capacidade do seu ex-companheiro, apontando-o como um forte candidato ao título: "Hamilton pode levar o campeonato sim. As coisas ficam bem mais fáceis no seu segundo ano na Fórmula 1. Mas o maior favorito ainda é Kimi Raikkonen", falou Alonso à BBC. Sobre as suas possibilidades, o bicampeão reconheceu: "Minhas chances são limitadas".

Assim como Alonso, a Honda também inicia o ano de 2008 bastante cautelosa. Concluídos os primeiros testes com o novo RA108, nenhum dos titulares da equipe japonesa mostrou-se muito confiante. "Nosso desempenho ainda não é bom. Precisamos trabalhar para consertar os problemas", disse hoje o inglês Jenson Button. Para Rubens Barrichello, o problema está na irregularidade do carro: "Ele tinha reações diferentes a cada dia. É difícil fazer ajustes nessa situação".

Pelo visto, vem aí mais uma longa e frustrante temporada para a Honda...



Dia de noticiário movimentado na nova Fórmula Indy. Para começar, a equipe Forsythe surpreendeu ao anunciar que está desistindo da categoria, o que vai deixar o veteraníssimo Paul Tracy desempregado. Em compensação, a garota Sarah Fisher revelou a intenção de montar um time próprio para correr a temporada 2008, disputando algumas provas esporádicas. Por fim, a Indy iniciou ontem à noite sua pré-temporada, com testes no oval de Homestead. Dessa vez, Dan Wheldon foi o mais rápido.

A seguir, os tempos da sessão:

1. Dan Wheldon/Inglaterra/Chip Ganassi, 25.0619s
2. Scott Dixon/Nova Zelândia/Chip Ganassi, 25.0660s
3. Helio Castroneves/Brasil/Penske, 25.1211s
4. Tony Kanaan/Brasil/Andretti-Green, 25.1227s
5. Ryan Briscoe/Austrália/Penske, 25.2127s
6. AJ Foyt IV/Estados Unidos/Vision, 25.2179s
7. Marco Andretti/Estados Unidos/Andretti-Green, 25.2465s
8. Hideki Mutoh/Japão/Andretti-Green, 25.2476s
9. Ed Carpenter/Estados Unidos/Vision, 25.2691s
10. Buddy Rice/Estados Unidos/Dreyer & Reinbold, 25.3716s
12. Vitor Meira/Brasil/Panther, 25.3987s

Na GP2, a grande novidade foi a confirmação do brasileiro Diego Nunes como titular da DPR para 2008. O paulista se junta a Alberto Valério e Bruno Senna, que também já estão garantidos no campeonato deste ano. Também hoje, a GP2 iniciou uma bateria de testes coletivos no circuito francês de Paul Ricard. As atividades marcaram o primeiro contato dos pilotos com o novo chassis da categoria, e terminaram com o inglês Ben Hanley na liderança.

Logo abaixo, a tabela de classificação:

1. Ben Hanley/Inglaterra/Campos, 1:12.880s
2. Andreas Zuber/Áustria/Piquet Sports, 1:13.202s
3. Mike Conway/Inglaterra/Trident, 1:13.546s
4. Bruno Senna/Brasil/iSport, 1:13.631s
5. Javier Villa/Espanha/Racing Engineering, 1:13.735s
6. Davide Valsecchi/Itália/Durango, 1:14.086s
7. Kamui Kobayashi/Japão/DAMS, 1:14.127s
8. Vitaly Petrov/Rússia/Campos, 1:14.152s
9. Giorgio Pantano/Itália/Racing Engineering, 1:14.226s
10. Adrian Valles/Espanha/Fisichella Motorsports, 1:14.258s
20. Diego Nunes/Brasil/DPR, 1:15.282s
21. Alberto Valerio/Brasil/Durango, 1:15.336s



O vídeo do dia é uma excelente dica do Speeder, que escreve o ótimo Continental Circus. Trata-se de uma edição sensacional de várias imagens da história da Fórmula 1, sincronizadas de forma especialmente talentosa. Dessa vez, não há muito o que explicar. Apenas vale destacar o tema do filme: "Champagne e Lágrimas". Conferida obrigatória:



Nesta sexta, o Blog volta com a seção Agenda do fim de semana, apresentando as principais atrações do mundo da velocidade para os próximos três dias. E depois, ao longo da sexta, comentários sobre as mais importantes notícias do esporte a motor. Até amanhã!

Crédito das fotos:

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1 - Número 2

Continuamos, hoje, mais uma lista da seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix. Dessa vez, o objetivo é fazer uma espécie de apresentação da próxima temporada da Fórmula 1, incluindo análises e palpites sobre cada uma das equipes da categoria. Sem perder mais tempo, vamos em frente:

10. A Force India vai ter um ano de estréia bastante modesto
9.A Super Aguri vai ser a lanterna da temporada
8. A Honda vai passar por mais um ano difícil
7.A Toyota vai ter outro ano "mais-ou-menos"
6. Os pilotos da Toro Rosso vão ofuscar a dupla da Red Bull
5. A Williams vai prosseguir com a sua notável recuperação
4. Com Fernando Alonso, a Renault vai voltar a vencer
3. A BMW vai ganhar seu primeiro Grande Prêmio
2. A McLaren vai perder o duelo contra a Ferrari

Para tentar equilibrar a Fórmula 1, os dirigentes da FIA instituíram um pacote de medidas que limita as pesquisas nos aspectos aerodinâmicos do carro e elimina acessórios eletrônicos como o controle de tração. No médio prazo, a expectativa é que as mudanças equilibrem as equipes da categorias, que tendem a ficar cada vez mais próximas. Por enquanto, porém, o duelo pelo título continua restrito aos dois principais times do grid: Ferrari e McLaren.

Após perder o campeonato de maneira traumática no ano passado, a McLaren tenta juntar os cacos. O envolvimento no spygate prejudicou bastante a equipe, que ainda levou uma multa milionária de 100 milhões de dólares para casa. Embora o orçamento da McLaren seja muito generoso, a sanção da FIA vai inevitavelmente atrapalhar o desenvolvimento do novo MP4/23, além de comprometer a reputação do time com os patrocinadores.

Para terminar, ainda há um problema de gestão: Ron Dennis irritou os executivos da Mercedes ao não controlar a briga entre Lewis Hamilton e Fernando Alonso, e pode deixar o comando da equipe após quase três décadas. Com todos esses problemas, a McLaren inicia o ano perdendo feio no quesito psicológico para a Ferrari. O novo carro da equipe tem condições de inventer a situação, mas a McLaren vai precisar se superar para derrotar os rivais de Maranello.

Após fazer uma temporada de estréia absolutamente brilhante - apesar dos erros que lhe custaram o título - Lewis Hamilton tem um desafio e tanto em 2008. Agora, o inglês não é mais um novato, e não pode usar a inexperiência como desculpa para maus resultados. Seu desempenho assombroso no ano passado aumentou o nível de exigência, e Hamilton precisa estar preparado para suportar bem a pressão. A ausência de Fernando Alonso no cockpit ao lado, pelo menos, facilita um pouco a sua situação.

Mesmo assim, Hamilton ainda terá de trabalhar duro para vencer seu novo companheiro de equipe, Heikki Kovalainen. O finlandês teve um início hesitante pela Renault no ano passado, mas recuperou-se com louvor na segunda metade da temporada. Sem dúvidas, Kovalainen é um piloto de bastante potencial, e cai como um luva no perfil "rápido e jovem" que a McLaren deseja. Hamilton deve levar vantagem na disputa interna da equipe, mas Kovalainen não será um mero escudeiro.

Vodafone McLaren Mercedes

Estréia na Fórmula 1: 1966
Títulos: 11 de pilotos e 8 de construtores
Vitórias: 156
Controlada por: Mercedes (40%), Consórcio Bahrenita (30%), Ron Dennis (15%) e Mansour Ojjeh (15%)
Chefe de equipe: Ron Dennis
Diretor técnico: Paddy Lowe
Pilotos: Lewis Hamilton e Heikki Kovalainen (titulares). Pedro de la Rosa e Gary Paffett (pilotos de testes)
Colocação em 2007: desclassificada por acusações de espionagem industrial

Análise da equipe:

Confiabilidade: *****
Experiência: *****
Potencial de Evolução: ***
Retrospecto Recente: *****
Regularidade: ****
Orçamento: ****
Staff Técnico: *****
Soma das “estrelas”: 31

22. Lewis Hamilton

Naturalidade: Stevenage, Inglaterra
Idade: 23 anos
Estréia na Fórmula 1: 2007
Títulos: -
Vitórias: 4
Grandes Prêmios: 17
Equipes: McLaren (2007-2008)
Colocação em 2007: 2º lugar, com 109 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: *****
Capacidade de Recuperação: ***
Experiência: **
Potencial de Evolução: ****
Regularidade: *****
Retrospecto Recente: *****
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 28
Estilo: Técnico

23. Heikki Kovalainen

Naturalidade: Suomussalmi, Finlândia
Idade: 26 anos
Estréia na Fórmula 1: 2007
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: 17
Equipes: Renault (2007) e McLaren (2008)
Colocação em 2007: 7º lugar, com 30 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ***
Capacidade de Recuperação: *****
Experiência: **
Potencial de Evolução: ****
Regularidade: *****
Retrospecto Recente: ***
Volta Rápida: ***
Soma das “estrelas”: 25
Estilo: Técnico

A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta amanhã, apresentando o número dois da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E hoje, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Número Dois e Logo McLaren - http://www.wikipedia.com/

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Toyota surpreende e lidera último teste da pré-temporada

O período de pré-temporada da Fórmula 1 foi oficialmente encerrado hoje, com a derradeira sessão de testes coletivos no circuito espanhol de Barcelona. Depois de quase não ter sido notada nos últimos meses, a Toyota enfim resolveu dar o ar de sua graça, emplacando Jarno Trulli no primeiro lugar dos treinos desta quarta. A volta mais rápida do italiano, porém, saiu de uma simulação de corrida, quando o carro estava praticamente sem gasolina.

De referência, portanto, os testes de hoje não serviram muito. Até porque o segundo colocado terminou sendo David Coulthard, outro que vinha tendo um desempenho discreto na pré-temporada. O melhor da turma da frente foi Heikki Kovalainen, da McLaren, que fechou em quarto. As Renault não passaram de sexto e sétimo - com Nelsinho Piquet batendo Fernando Alonso pela primeira vez - enquanto Kimi Raikkonen apareceu apenas em nono, quatro posições à frente do seu parceiro na Ferrari, Felipe Massa.

Mais uma vez, a Honda teve o desempenho mais decepcionante do dia, não conseguindo fugir das duas últimas colocações. No total, a sessão desta quarta registrou oito interrupções, incluindo um acidente de Timo Glock na curva sete de Barcelona. Por fim, vale registrar que o tempo do líder Jarno Trulli ficou a apenas dois décimos do recorde da pista, mas a opinião geral é que as equipes de ponta estiveram longe de mostrar o seu verdadeiro potencial. A seguir, a classificação dos testes de hoje:

1. Jarno Trulli/Itália/Toyota, 1:20.801s (83 voltas)
2. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:21.258s (76)
3. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:21.293s (77)
4. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, 1:21.309s (87)
5. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:21.368s (91)
6. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:21.443s (114)
7. Fernando Alonso/Espanha/Renault, 1:21.454s (128)
8. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:21.796s (124)
9. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, 1:21.933s (80)
10. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:22.011s (88)
11. Timo Glock/Alemanha/Toyota, 1:22.155s (49)
12. Giancarlo Fisichella/Itália/Force India, 1:22.233s (90)
13. Felipe Massa/Brasil/Ferrari, 1:22.286s (49)
14. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:22.299s (93)
15. Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, 1:22.465s (79)
16. Adrian Sutil/Alemanha/Force India, 1:22.521s (97)
17. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:22.624s (61)
18. Alexander Wurz/Áustria/Honda, 1:24.154s (82)
19. Jenson Button/Inglaterra/Honda, 1:24.275s (73)

Agora, que venha o G.P. da Austrália! Marque na agenda: é no dia 16 de março.



Bernie Ecclestone gosta de dar declarações de efeito, e hoje mandou mais uma para a sua coleção. Falando ao The Daily Mirror, o chefão da Formula One Management encontrou uma forma original de elogiar Kimi Raikkonen. "É sempre ótimo quando saio para jantar com Kimi. Ele é melhor ainda quando está bêbado!", revelou Ecclestone, que também afirmou estar apostando em Raikkonen para o título de 2008. Alterado ou não, o fato é que o finlandês é muito rápido de qualquer maneira...

Enquanto isso, a Renault adota uma postura mais cautelosa a cada teste que não produz uma melhora significativa. Agora, foi a vez de Nelsinho Piquet fazer prognósticos modestos para a escuderia francesa. "No momento, não estamos em condição de brigar com Ferrari e McLaren. Nossa disputa é para ser a terceira, quarta ou quinta equipe do grid", falou Nelsinho, que apontou BMW, Williams e Red Bull como as prováveis adversárias da Renault.

Pelo visto, ainda falta um pouco para que o time de Flavio Briatore volte a lutar por vitórias. Com Fernando Alonso a bordo, porém, a tendência é que a recuperação da Renault seja bem mais acelerada.



Cinco dias após anunciarem a fusão de ChampCar e IRL, os principais dirigentes das duas categorias apresentaram hoje o projeto da nova Fórmula Indy para 2008. Segundo Kevin Kalkhoven e Tony George, o calendário do campeonato deve contar com 18 corridas, incluindo uma bizarra etapa "dupla" no dia 20 de abril. Como não houve condição de reprogramar as provas de Motegi e Long Beach, as duas vão acontecer na mesma data, com as equipes da IRL correndo em Motegi e as oriundas da ChampCar em Long Beach...

Para terminar o giro pelas notícias do dia, vale mencionar a divulgação da lista dos competidores da temporada 2008 da Fórmula Truck. Cada vez mais fortalecida, a categoria continua com seis montadoras diferentes, e ganha alguns reforços de peso. Entre eles, o tricampeão da Stock Car, Chico Serra, e o ex-piloto de Minardi e Prost na Fórmula 1, Gastón Mazzacane. O argentino, aliás, é o único que ainda não definiu qual vai ser a sua equipe neste ano. Logo abaixo, a lista completa:

Ford
25. Djalma Fogaça (São Paulo)
33. Chico Serra (São Paulo)
73. Leandro Totti (Paraná)

Iveco
19. Adalberto Jardim (São Paulo)
30. Fred Marinelli (São Paulo)

Mercedes-Benz
3. Geraldo Piquet (Distrito Federal)
6. Wellington Cirino (Paraná)
10. Vignaldo Fízio (São Paulo)
21. José Cangueiro (São Paulo)
80. Vinicius Ramires (São Paulo)

Scania
14. João Marcos Maistro (Paraná)
15. Roberval Andrade (São Paulo)
50. Beto Monteiro (Pernambuco)

Volkswagen
1. Renato Martins (São Paulo)
4. Felipe Giaffone (São Paulo) - atual campeão
7. Débora Rodrigues (São Paulo)
8. Jonathas Borlenghi (São Paulo)
18. Leandro Reis (Goiás)
55. José Maria Reis (Goiás)

Volvo
5. André Carreira (São Paulo)
11. Diumar Bueno (Paraná)
20. Pedro Muffato (Paraná)
22. Luiz Carlos Zapellini (Santa Catarina)
28. Fabiano Brito (Paraná)
77. Regis Boessio (Rio Grande do Sul)

A definir
Gaston Mazzacane (Argentina)

A temporada 2008 da Fórmula Truck começa no próximo dia 2 de março, em Guaporé.



O vídeo do dia é uma ótima dica do internauta Guilherme, sempre muito presente nos comentários do Blog. Trata-se da última volta do G.P. do Catar do Mundial de Superbikes, disputado no domingo passado. Ex-estrelas da MotoGP, Troy Bayliss e Max Biaggi travam um duelo emocionante pela vitória, que só é decidido na curva final. Vale a pena conferir:



Nesta quinta, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, apresentando o número dois da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1 - Número 3

Continuamos, hoje, mais uma lista da seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix. Dessa vez, o objetivo é fazer uma espécie de apresentação da próxima temporada da Fórmula 1, incluindo análises e palpites sobre cada uma das equipes da categoria. Sem perder mais tempo, vamos em frente:

10. A Force India vai ter um ano de estréia bastante modesto
9.A Super Aguri vai ser a lanterna da temporada
8. A Honda vai passar por mais um ano difícil
7.A Toyota vai ter outro ano "mais-ou-menos"
6. Os pilotos da Toro Rosso vão ofuscar a dupla da Red Bull
5. A Williams vai prosseguir com a sua notável recuperação
4. Com Fernando Alonso, a Renault vai voltar a vencer
3. A BMW vai ganhar seu primeiro Grande Prêmio

No ano passado, apenas Ferrari e McLaren tiveram a honra de subir no degrau mais alto do podium. A situação da próxima temporada, porém, promete ser diferente. Obrigadas a aceitar um regulamento que limita bastante as pesquisas aerodinâmicas - onde a Fórmula 1 fez seus maiores avanços no passado recente - as equipes começam lentamente a se equilibrar. Embora Ferrari e McLaren continuem no comando, a "segunda divisão" está se aproximando.

E a BMW é a principal líder desse grupo. Após conseguir um excelente vice-campeonato em 2007, a equipe alemã inicia o ano determinada a conquistar seu próximo grande objetivo: vencer pela primeira vez na Fórmula 1. O carro do time para 2008 teve um começo hesitante, mas agora já chama atenção dos adversários. Fernando Alonso, por exemplo, declarou-se impressionado com o desempenho da BMW, dizendo que a equipe já está quase no nível da McLaren. Será?

O mais provável é que ainda não esteja. Mesmo assim, o progresso da BMW é constante. Se continuar nesse ritmo de evolução, a tendência é que a equipe consiga alcançar Ferrari e McLaren em breve. Para aqueles que estão se baseando nos resultados dos testes de pré-temporada, um aviso: a BMW é comandada pelo metódico Mario Theissen, que gosta de bancar o estilo "mineiro". A equipe só deve mostrar seu verdadeiro potencial no G.P. da Austrália, quando pode surpreender muita gente...

Já com 132 corridas nas costas, Nick Heidfeld precisa quebrar a barreira da vitória com urgência. Se conseguir o sonhado triunfo, o alemão vai bater a marca de Jarno Trulli, tornando-se o piloto que mais demorou para conseguir ganhar pela primeira vez. Apesar de nunca ter vencido, Heidfeld é regular, eficiente e discreto, receita que combina perfeitamente com a BMW. No momento, "Quick Nick" está em alta dentro do time, e inicia a temporada sem estar tão pressionado assim.

Situação oposta vive Robert Kubica, que teve um ano bastante conturbado em 2007. Após surgir como "campeão em potencial", o polonês caiu um pouco de rendimento, sendo batido várias vezes por Heidfeld na última temporada. Mas Kubica teve o mérito de recuperar-se bravamente do terrível acidente no G.P. do Canadá, provando ser um piloto corajoso e destemido. Dos pilotos da BMW, Kubica é certamente aquele que tem mais capacidade de fazer a diferença.

BMW Sauber Formula One Team

Estréia na Fórmula 1: 2006
Títulos: -
Vitórias: -
Controlada por: Bayerische Motoren Werke AG
Chefe de equipe: Mario Theissen
Diretor técnico: Willy Rampf
Pilotos: Nick Heidfeld e Robert Kubica (titulares). Christian Klien e Marko Asmer (pilotos de testes)
Colocação em 2007: 2º lugar, com 101 pontos

Análise da equipe:

Confiabilidade: ****
Experiência: **
Potencial de Evolução: ****
Retrospecto Recente: ****
Regularidade: ****
Orçamento: ****
Staff Técnico: ****
Soma das “estrelas”: 27

3. Nick Heidfeld

Naturalidade: Mönchengladbach, Alemanha
Idade: 30 anos
Estréia na Fórmula 1: 2000
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: 132
Equipes: Prost (2000), Sauber (2001-2003), Jordan (2004), Williams (2005), BMW (2006-2008)
Colocação em 2007: 5º lugar, com 61 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ***
Capacidade de Recuperação: ***
Experiência: ****
Potencial de Evolução: **
Regularidade: *****
Retrospecto Recente: ****
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 25
Estilo: Técnico

4. Robert Kubica

Naturalidade: Cracóvia, Polônia
Idade: 23 anos
Estréia na Fórmula 1: 2006
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: 22
Equipes: BMW (2006-2008)
Colocação em 2007: 6º lugar, com 39 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ****
Capacidade de Recuperação: *****
Experiência: **
Potencial de Evolução: ****
Regularidade: ****
Retrospecto Recente: ***
Volta Rápida: ***
Soma das “estrelas”: 25
Estilo: Agressivo

A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta amanhã, apresentando o número dois da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E hoje, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

O boato do dia: Ron Dennis estaria prestes a deixar comando da McLaren

A notícia caiu como uma bomba nesta terça-feira: de acordo com o jornal Marca, Ron Dennis estaria muito próximo de deixar o comando da McLaren, equipe que ele controla com mão-de-ferro desde o início da década de 80. Segundo o que foi divulgado, a decisão teria sido tomada pela Mercedes, que detém 40% das ações do time prateado. Ao que parece, Dennis perderia grande parte de seu poder dentro da equipe, passando a ocupar apenas um cargo secundário.

Dentre as razões para a troca de comando, estariam a traumática perda do título da última temporada e o envolvimento da McLaren no spygate. Além disso, a Mercedes teria expressado a vontade de contar com um piloto alemão neste ano, mas Ron Dennis preferiu contratar o finlandês Heikki Kovalainen. O episódio, inclusive, pode ter sido a gota d'água para a Mercedes exigir mudanças. Agora, o principal favorito para substituir Dennis é Martin Whitmarsh, atual CEO do grupo McLaren.

É preciso considerar que a notícia foi divulgada pelo Marca, que fez de tudo para atazanar o ambiente da McLaren no ano passado. Mas como Dennis e a Mercedes não fizeram questão de desmentir a reportagem do jornal espanhol, os rumores ganharam mais força. Nos últimos meses, vários veículos especularam a hipótese da Mercedes assumir controle total da McLaren. Pelo visto, essa possibilidade nunca foi tão real.

Aliás, uma observação importante: com a Mercedes no comando, Lewis Hamilton deixa de ser intocável dentro da McLaren.


Mesmo com o ambiente conturbado, a McLaren voltou a liderar os testes coletivos da Fórmula 1 em Barcelona. Dessa vez, Lewis Hamilton foi o mais rápido, com Heikki Kovalainen e Kimi Raikkonen fechando os três primeiros. Apesar de comandarem a classificação, McLaren e Ferrari tiveram um dia difícil. Na parte da manhã, Hamilton, Kovalainen e Raikkonen sofreram uma quebra cada um, mostrando que os modelos das suas equipes não são infalíveis como parecem...

Mais uma vez, a Williams foi a melhor da "segunda divisão", com Nico Rosberg emplacando um bom quarto lugar. Logo atrás, Felipe Massa não passou de quinto, enquanto Giancarlo Fisichella surpreendeu ao colocar a sua Force India num ótimo sexto. Destaque também para a participação especial de Sebastian Vettel pela Red Bull. O alemão substituiu David Coulthard - prejudicado por dores no ombro - e terminou em sétimo.

Do resto, vale mencionar o nono lugar de Jenson Button, que conseguiu um dos melhores desempenhos da Honda no ano. Por sua vez, Fernando Alonso foi apenas o 13º, uma posição à frente de Rubens Barrichello. O outro brazuca que trabalhou hoje - Nelsinho Piquet - fechou somente em 18º, dos 19 pilotos que treinaram. Logo abaixo, a classificação final dos testes desta terça-feira em Barcelona:

1. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:21.234s (81 voltas)
2. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, 1:21.434s (68)
3. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, 1:21.722s (72)
4. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:22.309s (75)
5. Felipe Massa/Brasil/Ferrari, 1:22.513s (102)
6. Giancarlo Fisichella/Itália/Force India, 1:22.516s (102)
7. Sebastian Vettel/Alemanha/Red Bull, 1:22.558s (109)
8. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:22.625s (94)
9. Jenson Button/Inglaterra/Honda, 1:22.659s (67)
10. Vitantonio Liuzzi/Itália/Force India, 1:22.942s (89)
11. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:22.977s (100)
12. Jarno Trulli/Itália/Toyota, 1:23.023s (98)
13. Fernando Alonso/Espanha/Renault, 1:23.112s (77)
14. Rubens Barrichello/Brasil/Honda, 1:23.169s (74)
15. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:23.284s (77)
16. Sebastian Bourdais/França/Toro Rosso, 1:23.323s (98)
17. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:23.458s (58)
18. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:23.467s (45)
19. Timo Glock/Alemanha/Toyota, 1:23.561s (80)

Obs.: Bandeiras vermelhas do dia causadas por uma saída de pista de Giancarlo Fisichella e por quebras de Robert Kubica (duas vezes), Lewis Hamilton, Heikki Kovalainen, Kimi Raikkonen e Jenson Button.

A bateria de testes de Barcelona encerra-se amanhã.



Carl Edwards foi o grande vencedor da segunda etapa da Nascar, disputada ontem no super-oval de Fontana, na Califórnia. A prova havia sido marcada para o último domingo, mas precisou ser adiada por conta da chuva. Com 87 das 250 voltas já completadas, a corrida recomeçou em ritmo lento, e prosseguiu sem maiores emoções até os momentos finais. O último período de safety car ocorreu a 25 giros da bandeirada, quando Edwards ainda era o quarto.

Depois da relargada, o piloto do carro 99 superou Jamie McMurray, Jeff Gordon e Jimmie Johnson para vencer com autoridade. Na seqüência, Johnson, Gordon, Kyle Busch e Matt Kenseth fecharam o top 5. Mais atrás, o vencedor das 500 Milhas de Daytona, Ryan Newman, foi o décimo, enquanto Juan Pablo Montoya finalizou em 20º. Em pontos, o líder é Kyle Busch (335), que mantém pequena vantagem sobre Newman (329), Tony Stewart (316), Kurt Busch (299) e Edwards (296).

Para terminar o giro pelas notícias do mundo da velocidade, vale mencionar a divulgação dos planos da equipe do Corinthians na Fórmula Superliga. Segundo o diretor do time, Antonio Ferrari, dois pilotos são os favoritos para representarem o clube paulista: o canadense Daniel Morad e o italiano Eduardo Piscopo, ambos da pequena Fórmula Atlantic. Além deles, Bruno Senna e Xandinho Negrão também podem ser convidados para pilotar o carro corinthiano.

Será que os torcedores do Corinthians vão gostar de ver nulidades como Morad e Piscopo correndo com o carro de seu time? Pois é. A Fórmula Superliga, por enquanto, não impressiona nem um pouco.



O vídeo do dia é um divertido "tributo" para um dos pilotos mais desastrados da história da Fórmula 1: Yuji Ide. Contratado como titular da Super Aguri para a temporada de 2006, o japonês acabou demitido depois de somente quatro corridas. Seu período na Fórmula 1 foi curto, mas Ide teve tempo de fazer um número impressionante de bobagens. Vale a pena conferir:


Esse eu vi na Comunidade F1 Brasil do Orkut

Nesta quarta, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, apresentando o número três da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:

Post em OFF - De volta às aulas

Amigos, a partir de hoje estou de volta ao batente. A cada novo período as dificuldades vão aumentando um pouco, e eu tenho certeza de que este próximo semestre vai ser um teste ainda maior do que o último que passou. Sendo assim, o Blog vai ficar um pouco prejudicado, passando a ter textos mais curtos e objetivos. Por enquanto, todas as seções estão mantidas, mas o tamanho dos posts deve ser menor do que o normal daqui para frente.

Obrigado a todos pela compreensão! E fiquem tranqüilos: apesar de tudo, o Blog continua firme e forte.

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1 - Número 4

Continuamos, hoje, mais uma lista da seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix. Dessa vez, o objetivo é fazer uma espécie de apresentação da próxima temporada da Fórmula 1, incluindo análises e palpites sobre cada uma das equipes da categoria. Sem perder mais tempo, vamos em frente:

10. A Force India vai ter um ano de estréia bastante modesto
9.A Super Aguri vai ser a lanterna da temporada
8. A Honda vai passar por mais um ano difícil
7.A Toyota vai ter outro ano "mais-ou-menos"
6. Os pilotos da Toro Rosso vão ofuscar a dupla da Red Bull
5. A Williams vai prosseguir com a sua notável recuperação
4. Com Fernando Alonso, a Renault vai voltar a vencer

O novo carro da Renault não tem absolutamente nada de especial. Para desapontamento da equipe francesa, o R28 teve um desempenho apenas razoável nos testes de pré-temporada. Em 2008, porém, a Renault tem um grande trunfo para quebrar o jejum de vitórias. Apenas um ano após abandonar o time, Fernando Alonso está de volta. E a presença do bicampeão - por mais que a Fórmula 1 atual dependa cada vez menos dos pilotos - faz bastante diferença.

Alonso chegou extrememente motivado, embora já tenha perdido um pouco da confiança após constatar que o novo modelo da Renault não é lá essas coisas. De acordo com o espanhol, a equipe ainda está longe de Ferrari e McLaren, e também vem perdendo espaço para a BMW. Principal destaque da pré-temporada, a Williams não foi citada por Alonso, mas é outra equipe que pode incomodar. A Renault, porém, tem boas chances de se recuperar.

Líder do staff técnico da equipe, o engenheiro Pat Symonds é muito competente, e começou a trabalhar no R28 em meados de abril do ano passado. A Renault produziu seu novo modelo tentando acabar com os problemas de adaptação aos pneus Bridgestone, e parece já ter superado esse ponto fraco. Agora, resta só evoluir aos poucos. Apesar de não entender nada de carros, Flavio Briatore é o homem certo para organizar a equipe. Sua presença, sem dúvidas, é outro fator positivo para a Renault.

Fernando Alonso já tem dois títulos, mas permanece tão motivado como sempre. O espanhol está numa situação parecia à de Ayrton Senna em 1992, ou à de Michael Schumacher em 1996: sua equipe não tem um carro capaz de disputar vitórias com regularidade, muito menos de brigar pelo título. Alonso, porém, já chegou num estágio em que simplesmente não tem como ficar um ano inteiro sem vencer. Mesmo com todas as dificuldades, o Blog duvida que o bicampeão vá passar em branco neste ano.

Com Alonso ao seu lado, ninguém espera que Nelsinho Piquet consiga vencer o duelo interno da equipe. Além disso, o carro não é bom o suficiente para que o brasileiro seja obrigado a discutir vitórias desde o início. Mesmo assim, ele não pode se acomodar. Neste primeiro ano, o objetivo de Nelsinho não deve ser superar Alonso, e sim conquistar seu próprio espaço dentro da Renault. O espanhol não vai continuar na equipe para sempre, e Nelsinho precisa estar pronto para assumir a liderança do time quando Alonso sair.

ING Renault Formula One Team

Estréia na Fórmula 1: 1977 (saída em 1985, com retorno em 2002)
Títulos: 2 de pilotos e 2 de construtores
Vitórias: 33
Controlada por: Renault S.A.
Chefe de equipe: Flavio Briatore
Diretor técnico: Pat Symonds
Pilotos: Fernando Alonso e Nelson Piquet Jr. (titulares). Lucas di Grassi, Romain Grosjean e Sakon Yamamoto (pilotos de testes)
Colocação em 2007: 3º lugar, com 51 pontos

Análise da equipe:

Confiabilidade: *****
Experiência: *****
Potencial de Evolução: ***
Retrospecto Recente: ***
Regularidade: ****
Orçamento: ***
Staff Técnico: ****
Soma das “estrelas”: 27

5. Fernando Alonso

Naturalidade: Oviedo, Espanha
Idade: 26 anos
Estréia na Fórmula 1: 2001
Títulos: 2 (2005 e 2006)
Vitórias: 19
Grandes Prêmios: 104
Equipes: Minardi (2001), Renault (2003-2006, 2008) e McLaren (2007)
Colocação em 2007: 3º lugar, com 109 pontos

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: *****
Capacidade de Recuperação: *****
Experiência: ****
Potencial de Evolução: **
Regularidade: ****
Retrospecto Recente: *****
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 29
Estilo: Agressivo

6. Nelson Piquet Jr.

Naturalidade: Heidelberg, Alemanha (naturalizado brasileiro)
Idade: 22 anos
Estréia na Fórmula 1: 2008
Títulos: -
Vitórias: -
Grandes Prêmios: -
Equipes: Renault (2008)
Colocação em 2007: não participou

Análise do piloto:

Capacidade de Adaptação: ****
Capacidade de Recuperação: ****
Experiência: *
Potencial de Evolução: *****
Regularidade: ***
Retrospecto Recente: ***
Volta Rápida: ****
Soma das “estrelas”: 24
Estilo: Técnico

A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta amanhã, apresentando o número três da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E hoje, até o fim do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Logo Renault - http://www.wikipedia.com/

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Última semana da pré-temporada começa com McLaren na frente

Atualizado às 21:55hs, com as demais notícias desta segunda e o "vídeo do dia"

Lewis Hamilton foi o mais rápido no primeiro dia de testes em Barcelona, que abriu a última semana do período de pré-temporada da Fórmula 1. Testando acertos e novos componentes para o G.P. da Austrália, o inglês mostrou todo o potencial da McLaren, deixando para trás a dupla de representantes da Ferrari. Substituindo Felipe Massa, que ganhou uma folga hoje, o heptacampeão Michael Schumacher fechou em terceiro, logo atrás do finlandês Kimi Raikkonen.

Assim como na semana passada, o mau tempo comprometeu a programação das equipes. As atividades da manhã ficaram limitadas pela chuva, e muitos times optaram por treinar apenas paradas de box. Felizmente, o sol apareceu à tarde, e os pilotos ainda conseguiram completar um número razoável de voltas. Fernando Alonso e Kimi Raikkonen chegaram a ocupar a liderança brevemente, antes que Lewis Hamilton tomasse a ponta nos momentos finais.

Embora não tenha batido a McLaren, a Ferrari saiu sem maiores motivos para reclamar. Após enfrentar algumas quebras nos últimos testes, a equipe italiana usou o dia de hoje para experimentar a confiabilidade do F-2008. No fim, Kimi Raikkonen e Michael Schumacher completaram um total de 165 voltas, sem que o novo carro registrasse qualquer problema significativo. A partir de amanhã, Felipe Massa substitui Schumacher, que fez apenas uma "participação especial".

Mais uma vez, a Williams venceu a disputa da "segunda divisão". Kazuki Nakajima foi quarto, enquanto Nico Rosberg fechou em sexto. Entre eles, veio o outro piloto da McLaren, Heikki Kovalainen. Por sua vez, Fernando Alonso apareceu somente em sétimo, tendo completado com sucesso uma simulação de G.P. para a Renault. Logo atrás do espanhol, Nick Heidfeld foi o melhor piloto da BMW, em oitavo.

De resto, vale mencionar a estréia do VJM1, o novo carro da Force India. Apesar de ter dado uma rápida saída de pista, Adrian Sutil terminou num promissor 11º. Mais atrás, Nelsinho Piquet teve um dia difícil: o piloto brazuca não passou de 14º, e ainda sofreu um acidente na curva final de Barcelona. Pior ainda foi o desempenho da Honda, que só escapou de ficar com os dois carros nas duas últimas posições porque David Coulhard - o lanterna - andou somente com pista molhada.

Confirmando sua péssima situação financeira, a Super Aguri nem participou das atividades de hoje, embora parte da equipe tenha marcado presença em Barcelona. Das onze equipes da Fórmula 1, o time japonês foi a única ausência. Mesmo com a pista bastante movimentada, o dia de hoje teve somente três paralisações, causadas por Sebastian Vettel (rodada), Nick Heidfeld (quebra) e Nelsinho Piquet (acidente). Logo abaixo, a classificação final dos testes desta segunda:

1. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:22.276s (78 voltas)
2. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, 1:22.319s (82)
3. Michael Schumacher/Alemanha/Ferrari, 1:22.428s (83)
4. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:22.724s (54)
5. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, 1:22.852s (71)
6. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:22.974s (108)
7. Fernando Alonso/Espanha/Renault, 1:23.021s (79)
8. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:23.075s (75)
9. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:23.091s (62)
10. Sebastian Vettel/Alemanha/Toro Rosso, 1:23.115s (71)
11. Adrian Sutil/Alemanha/Force India, 1:23.188s (95)
12. Christian Klien/Áustria/BMW, 1:23.239s (43)
13. Vitantonio Liuzzi/Itália/Force India, 1:23.270s (70)
14. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:23.442s (42)
15. Timo Glock/Alemanha/Toyota, 1:23.609s (86)
16. Kamui Kobayashi/Japão/Toyota, 1:23.880s (29)
17. Rubens Barrichello/Brasil/Honda, 1:24.460s (115)
18. Alexander Wurz/Áustria/Honda, 1:24.667s (109)
19. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:24.826s (25)

A bateria de testes em Barcelona prossegue amanhã, encerrando-se na próxima quarta.


Fernando Alonso não perde uma oportunidade de cutucar sua ex-equipe, a McLaren. Nesta segunda, o espanhol disse ao jornal As que a principal adversária do time de Ron Dennis não vai ser a Ferrari, e sim a BMW. "Há algumas semanas, a BMW estava mais atrás, num nível próximo do nosso. Só que agora eles deram um salto, e ficaram bem perto da McLaren", afirmou Alonso. A equipe alemã, de fato, parece estar escondendo o jogo na pré-temporada. Mas será já o suficiente para alcançar a poderosa McLaren?

Se Alonso e a Renault tentam manter uma postura mais cautelosa, o clima é bem diferente na Ferrari. O excesso de favoritismo do time de Maranello, porém, está com os dias contados. "Tenho observado que a imprensa está otimista demais em relação à Ferrari, como se tivéssemos o dever de correr sozinhos. Mas não devemos menosprezar os adversários", disse o que o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, à agência ANSA. Sem dúvidas, um comentário oportuno e necessário.

Enquanto isso, o novo diretor técnico da Honda, Ross Brawn, tirou o dia para se derreter em elogios para Rubens Barrichello. "Caso Schumacher não estivesse correndo na Ferrari, Barrichello teria sido campeão com certeza. As pessoas não conseguem entender como ele foi importante para os nossos títulos. De vez em quando, Barrichello percebia detalhes que até Schumacher não via", falou Brawn. Rubinho, portanto, tem o apoio do chefe. Agora, é provar na pista que merece a confiança depositada nas suas costas.

Para terminar o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale registrar uma entrevista que o presidente da FIA, Max Mosley, concedeu ao canal Orf. "Nosso plano para a Fórmula 1 é simples. Depois que os custos forem controlados, mais montadoras vão querer entrar na categoria, e o esporte vai ficar fortelecido. Ao mesmo tempo, vamos investir em tecnologias de reaproveitamento de energia cinética, para diminuir os níveis de poluição. Por enquanto, não temos interesse de utilizar biocombustíveis".

Tudo, tudo errado. Primeiro: os gastos da Fórmula 1 - quando Mosley vai perceber? - são simplesmente incontroláveis. E segundo: os biocombustíveis já foram testados em outras categorias, e representam uma saída mais garantida e imediata para as questões ecológicas. Infelizmente, Mosley parece sempre preferir o caminho mais difícil...


Depois da Fórmula 1, agora é a MotoGP que parece perto de correr na Rússia. Segundo o site Autosport, um circuito vai ser construído em Volokolamsk, uma cidade próxima a Moscou. A pista seria desenhada pelo arquiteto Hermann Tilke, e já entraria no calendário da MotoGP em 2010. De acordo com o organizador do projeto, Hans Geist, o objetivo é atrair também a DTM. Sobre a Fórmula 1, Geist deixou uma porta aberta: "Não vamos correr atrás dela. Mas se houver interesse...".

Na GT3 Brasil, a novidade do dia foi a confirmação da entrada de Ingo Hoffmann, que vai dividir um Lamborghini Gallardo com Paulo Bonifácio. "Estou muito empolgado. Realmente, os carros são supermáquinas que todo piloto gostaria de pilotar", falou Ingo em comunicado distribuído à imprensa. Mais um reforço de peso para a GT3, portanto. Está aí - finalmente! - uma nova e boa alternativa para os fãs do esporte a motor no Brasil.

Ao mesmo tempo, a Conquest se tornou hoje a primeira equipe da antiga ChampCar a confirmar presença na nova e revitalizada Fórmula Indy. O time vai entrar com dois pilotos, sendo um deles o francês Franck Perera. A outra vaga ainda está em disputa, e deve ser ocupada até o fim do mês. Também nesta segunda, aliás, a Dreyer & Reinbold confirmou a contratação da venezuelana Milka Duno, que deve participar de algumas provas esporádicas.

Por fim, vale mencionar as duas tristes perdas que o mundo da velocidade sofreu hoje. A primeira foi a morte do ex-piloto Paul Frére, vencedor das 24 Horas de Le Mans em 1960. Além dele, também faleceu nesta segunda o australiano Ashley Cooper, em decorrência de um violento acidente sofrido no último domingo, em Adelaide. Cooper disputava uma prova da Fujitsu Development Series - categoria de acesso da V8 Supercars - e chocou-se contra o muro em altíssima velocidade...



O vídeo do dia é uma dica do internauta Maurício - sempre muito presente nos comentários do Blog - e mostra a estranha batida de Casey Mears, durante a etapa de ontem da Nascar, na Califórnia. Após rodar e acertar o muro, Mears foi atingido em cheio por Sam Hornish Jr., e capotou de maneira bastante esquisita. O carro do tricampeão da IRL chegou a ter um princípio de incêndio, mas nada aconteceu aos pilotos:



Nesta terça, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix apresentando o número quatro da lista dos Dez Palpites Para a Temporada 2008 da Fórmula 1. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Fórmula 1 - www.gpupdate.net/

Weekend Update - Nascar e Balanço dos Palpites

A chuva não deu trégua e a Nascar foi obrigada a adiar sua segunda etapa da temporada 2008 para hoje. Apesar de estar situado numa das regiões mais secas dos Estados Unidos, o super-oval de Fontana, na Califórnia, sofreu com o mau tempo ao longo de todo o fim de semana. Além da corrida da categoria principal, a prova da Nationwide Series - a divisão de acesso da Nascar - também precisou ser adiada.

Mesmo com a previsão de tempo indicando chuva para todo o domingo, a Nascar ainda tentou realizar a etapa da Califórnia no horário previsto. A pista, que havia estado bastante molhada pela manhã, continuava com pequenas poças de água quando a corrida começou três horas atrasada. Não demorou muito e ficou claro que as condições eram muito desfavoráveis para uma prova da categoria.

O primeiro a enfrentar problemas foi Denny Hamlin, que escorregou num trecho molhado e bateu de lado no muro. Felizmente, nenhum outro carro acabou envolvido no acidente. A direção de prova acionou a bandeira vermelha para limpar o circuito, e a prova recomeçou após alguns minutos. Se não bastasse a água na pista, a quantidade de sujeira também era muito alta, o que causou paradas não programadas para pilotos como Matt Kenseth e Kevin Harvick.

Então, na volta 21, veio a batida mais grave do dia. Casey Mears rodou de repente, gerando uma reação em cadeia que também envolveu Dale Earnhardt Jr., Reed Sorenson e Sam Hornish Jr. O tricampeão da IRL atingiu Mears em cheio, e depois ainda teve um princípio de incêndio. Mais uma vez, a corrida precisou ser interrompida, já que Mears teve dificuldades de sair de seu carro capotado.

Apesar de todas as dificuldades, a Nascar permaneceu insistindo em continuar com a etapa da Califórnia, até que a falta de luz natural deu fim às atividades do dia. No total, apenas 87 das 250 voltas da prova haviam sido completadas. Vale ressaltar que metade da distância precisa ser cumprida para que a prova seja dada como encerrada. Por enquanto, Jimmie Johnson vem na liderança, com Travis Kvapil, Kyle Busch, Greg Biffle e Kasey Kahne fechando os cinco primeiros.

Segundo a direção da Nascar, a relargada deve acontecer hoje, às 15 horas de Brasília. O Canal Speed mostra ao vivo.


Com o adiamento da corrida da Nascar, apenas a rodada dupla da A1GP entra no Balanço dos Palpites deste fim de semana. E o desempenho das minhas apostas na "Copa do Mundo do Automobilismo" foi, no mínimo, desastroso. Hora de conferir o temido Balanço dos Palpites:

A1GP - Vencedores: Canadá e Suíça. Palpites: Nova Zelândia (20º e décimo) e Alemanha (desclassificação e abandono)

A Nova Zelândia largou em terceiro nas duas provas, mas não estava num dia de sorte. Na primeira prova, o piloto neo-zelandês - Jonny Reid - envolveu-se num acidente com o Brasil. Mais tarde, bateu dentro dos boxes com o México na Feature Race. Pior ainda foi o desempenho da Alemanha: desclassificada da corrida mais curta por tirar a Holanda da pista, e abandono logo nas primeiras voltas da bateria principal...

Até o fim desta segunda, o Blog volta comentando as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: http://www.nascar.com/