domingo, 11 de novembro de 2007

Weekend Update - Mil Milhas Brasil

O sábado foi perfeito para a Peugeot, que venceu a Mil Milhas Brasil - última prova da temporada da Le Mans Series - e, de quebra, conquistou o título da divisão mais importante da categoria: a LMP1. Ao final de 373 voltas, completadas em praticamente nove horas de corrida, a dupla Nicolas Minassian/Marc Gene ficou com a vitória.

Mas a grande festa foi da outra dupla da Peugeot, Pedro Lamy/Stephane Sarrazin. Eles chegaram em segundo, levando o troféu de campeões. Na seqüência, a equipe Creation, formada por Jamie Campbell Walter/Felipe Ortiz/Stuart Hall, fechou o podium, seguidos pelo trio da Pescarolo, Emmanuel Collard/Jean-Christophe Boullion/Harold Primat.

Em quinto lugar, Juan Barazi/Michael Vergers/Karim Ojjeh conquistaram a vitória na categoria LMP2. Logo atrás, em sexto, Gregor Fisken/Steve Zacchia/Roland Berville/Fernando Rees venceram na GT1, enquanto o time de Marc Lieb/Xavier Pompidou/Marc Baasing - sétimo no geral - triunfou na GT2. Das equipes formadas só por brazucas, Xandy Negrão/Xandinho Negrão/Andreas Mattheis foram os melhores, em oitavo.

A Mil Milhas Brasil deste ano teve um charme especial porque contou pontos, pela primeira vez, para a Le Mans Series, categoria que classifica seus vencedores para a mitológica 24 horas de Le Mans. O título da LMP1 - a divisão mais importante - estava entre a dupla principal da Peugeot, Lamy/Sarrazin, e a equipe Pescarolo. No fim, o time "A" da montadora francesa levou a melhor.

Antes de comemorar, porém, Lamy/Sarrazin precisaram superar algumas dificuldades. Logo na largada, por exemplo, o Peugeot da dupla não saiu do lugar e os dois caíram para a rabeira do pelotão. Mas não demorou muito para que Lamy, que começou pilotando, recuperasse a maioria das posições, ignorando os carros das classes inferiores e animando a pequena torcida nas arquibancadas de Interlagos.

Na parte final da prova, Lamy/Sarrazin ainda enfrentaram mais problemas, precisando fazer alguns pit stops extras. Assim, Minassian/Gene abriram uma vantagem ainda maior na liderança, que eles ocuparam durante toda a prova, terminando com doze voltas de vantagem para seus parceiros na Peugeot.

Enquanto isso, o trio da Pescarolo teve de fazer reparos na suspensão dianteira direita e foi ficando para trás. No fim, Collard/Boullion/Primat ainda recuperaram algum terreno, mas terminaram em último na LMP1, atrás também de Walter/Ortiz/Hall. Por pouco, não foram superados pelas vencedores na LMP2, Barazi/Vergers/Ojjeh.

A lamentar, apenas, o vexame completo do Blog nos seus palpites. Passei perto em duas categorias: na LMP1 e na GT2, Lamy/Sarrazin e Negrão/Negrão/Mattheis foram segundo. Na LMP2, Warren Hughes/Darren Manning/Mario Haberfeld tiveram quebras e terminaram apenas em 16º. Pior, porém, foi a aposta na GT1: Olivier Beretta/Patrice Goueslard/Oliver Gavin completaram a prova na vice liderança, numa categoria que contava com apenas... dois carros.

Logo abaixo, o resultado final da Mil Milhas Brasil:

1. Nicolas Minassian/Marc Gene, 373 voltas em 8h58:02.822s (LMP1)
2. Pedro Lamy/Stephane Sarrazin, a 12 voltas (LMP1)
3. Jamie Campbell Walter/Felipe Ortiz/Stuart Hall, a 16 voltas (LMP1)
4. Emmanuel Collard/Jean-Christophe Boullion/Harold Primat, a 20 voltas (LMP1)
5. Juan Barazi/Michael Vergers/Karim Ojjeh, a 23 voltas (LMP2)
6. Gregor Fisken/Steve Zacchia/Roland Berville/Fernando Rees, a 45 voltas (GT1)
7. Marc Lieb/Xavier Pompidou/Marc Basseng, a 48 voltas (GT2)
8. Xandy Negrão/Xandinho Negrão/Andreas Mattheis, a 50 voltas (GT2)
9. Ben Aucott/Phillip Peter/Rob Bell, a 51 voltas (GT2)
10. Peter Kox/Mike Hezemans/Paul van Splunteren, a 53 voltas (GT2)
11. Olivier Beretta/Patrice Goueslard/Oliver Gavin, a 54 voltas (GT1)
12. Nonô Figueiredo/Raul Boesel/Marcel Visconde, a 56 voltas (GT2)
13. Chico Longo/Chico Serra/Daniel Serra, a 56 voltas (GT2)
14. Andrea Belicchi/Andrea Chiesa/Jonny Kane, a 58 voltas (GT2)
15. Christian Ried/Horst Felbermayr Jr., a 72 voltas (GT2)
16. Warren Hughes/Darren Manning/ Mario Haberfeld, a 96 voltas (LMP2)

Ao longo deste domingo, o Blog volta comentando as atividades de ChampCar, Fórmula Truck e Nascar. Vale lembrar que, até a noite de segunda, o espaço segue num ritmo de atualizações mais lento do que o normal por motivos já explicados aqui. Até mais!

Crédito das fotos: www.lemansseries.com

4 comentários:

alex disse...

po vazias as arquibancadas de interlagos, fiquei bolado com isso. Parece que brasileiro só se anima com super-mega eventos tipo f-1. Essa 1000 milhas era especial como voce disse, se fosse eu paulista lá estava!!!

caio disse...

Otima a existencia dessa corrida para o Brasil. Faltam corridas de importancia aqui no Brasil, tomara que essas Mil Milhas sejam um início. Os Peogeot eram um espetáculo! Fantasticos mesmo. Pareciam flutuar na pista, quando o Lamy foi recuperando as posições no inicio parecia que os outros carros estavam parados, foi até engraçado. Ano que vem se eu estiver disponível vou lá ver a corrida, principalmente se o ingresso ainda der direito a visitação dos pits, tudo o que eu quero é ver essas maquinas lindas!

Anônimo disse...

Olá, gostaria de saber, se você joga BATracer, você joga?

Blog F1 Grand Prix disse...

Anônimo,

Nunca joguei não, como é esse game?

Grande abraço!

Gustavo coelho