sábado, 17 de novembro de 2007

Rodrigo Sperafico crava a pole para a etapa carioca da Stock Car

O paranaense Ricardo Sperafico marcou a pole position para a etapa deste domingo da Stock Car, no Rio de Janeiro. A prova - penúltima do calendário da categoria - pode dar o título de forma antecipada a Cacá Bueno, que precisa apenas terminar à frente de seus rivais diretos na briga pelo troféu de campeão. No treino classificatório, porém, o líder do campeonato não passou de 16º.

Desde o início, a sessão que definiu o grid foi bastante equilibrada. Uma série de pilotos se revezaram na ponta, até Ricardo Sperafico cravar uma volta voadora nos últimos minutos. O paranaense da WA Mattheis, aliás, foi o único a virar na casa de 1:20s. Apenas dois décimos mais lento, Ricardo Maurício completa a primeira fila, com Duda Pamplona e Rubem Fontes logo atrás.

Em quinto, Antonio Pizzonia surpreendeu com um ótimo desempenho. De longe, essa é a melhor posição de largada do amazonense no ano. Rodrigo Sperafico sai do sexto lugar no grid, com David Muffato - outro destaque da classificação - aparecendo no sétimo posto. Na seqüência, completando os dez primeiros, vêm Ricardo Zonta, Popó Bueno e Luciano Burti.

A sessão foi especialmente difícil para os pilotos que disputam a chamada "superfinal". Dos dez, apenas Ricardo Maurício e Rodrigo Sperafico conseguiram lugar no top 10. Os outros encontraram enormes dificuldades. O líder Cacá Bueno, por exemplo, sofreu para achar um bom acerto, ficando apenas em 16º. Ao seu lado, em 15º, está o seu principal adversário na batalha pelo título, Thiago Camilo.

Vale registrar que a classificação teve uma boa dose de incidentes. Logo no início, Beto Giorgi e Rubem Fontes bateram um contra o outro. Mais tarde, Ricardo Zonta, Thiago Medeiros e Alan Hellmeiter saíram da pista, trazendo bastante sujeira para o asfalto. Pior, porém, foi a fumaça que começou a aparecer da Arena Multiuso, uma das construções que impedem a utilização do traçado completo de Jacarepaguá.

Chegou-se a pensar que se tratava de um incêndio. No fim, o esclarecimento: era apenas uma dedetização. Agora, a Stock Car concentra suas atenções na etapa de amanhã, que pode consagrar Cacá Bueno pelo segundo ano consecutivo. Para o atual campeão e líder do campeonato, basta terminar à frente de Thiago Camilo e Rodrigo Sperafico, os únicos que ainda podem roubar o seu título.

Logo abaixo, o grid de largada para a etapa da Stock Car em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro:

1. Rodrigo Sperafico/Paraná/Volkswagen Bora, 1:20.844s
2. Ricardo Mauricio/São Paulo/Chevrolet Astra, 1:21.048s
3. Duda Pamplona/Rio de Janeiro/Mitsubishi Lancer, 1:21.163s
4. Rubem Fontes/Goiás/Peugeot 307, 1:21.163s
5. Antonio Pizzonia/Amazonas/Volkswagen Bora, 1:21.247s
6. Rodrigo Sperafico/Paraná/Volkswagen Bora, 1:21.256s
7. David Muffato/Paraná/Peugeot 307, 1:21.294s
8. Ricardo Zonta/Paraná/Peugeot 307, 1:21.708s
9. Popó Bueno/Rio de Janeiro/Chevrolet Astra, 1:21.786s
10. Luciano Burti/São Paulo/Volkswagen Bora, 1:22.238s

A Rede Globo transmite a corrida de amanhã a partir das 11 horas de Brasília. Até o fim do dia de hoje, o Blog volta comentando as atividades do Mundial de Rally e as principais notícias do dia. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: www.stockcar.com.br

3 comentários:

caio disse...

Estranho o Cacá ir mal e justamente na casa dele. Sei lá, se chover amanhã a corrida vai ser um bate bate danado.

ricardo disse...

Uma vergonha esse traçado usado pela Stock, já é o segundo ano seguido e nem a CBA e nem a FAERJ fazem alguma coisa para mudar a situação. Jacarepaugá não merece ficar com esse traçado totalmente ridículo, que corta todo o setor norte, que pena que esse incêndio não foi de verdade, se fosse eu estaria aqui pulando de alegria! E olha que eu duvido que as coisas mudem nos próximos tempos, duvido que a Stock, mesmo sendo dona Stock com as 12 corridas transmitidas pela senhora Rede Globo, consiga mudar a situação, ano que vem mesmo que a tal corrida dos milhões seja no Rio vai continuar sendo no traçado menor porque ninguem tem VERGONHA NA CARA para ir lá em Jacarepagua e fazer uma mudança que realmente mude alguma coisa. Desculpe o desabafo mas eu que já vi Lauda, Vileneve, Senna, Emerson, Peterson, Piquet e tantos outros correram no traçado antigo e sensacional de Jacarepaguá, dá pena, muita pena mesmo ver o estado triste e mutilado em que esta a nossa querida pista, a unica do Rio.

Blog F1 Grand Prix disse...

Caio,

Concordo com você: se chover, vira loteria.

Ricardo,

Entendo perfeitamente o seu desabafo. Infelizmente, as perspectivas para Jacarepaguá não são mesmo nada boas...

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho