quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Os 10+ do Blog F1 Grand Prix: Os Dez Melhores Pilotos do Ano Fora da Fórmula 1 - Números 6, 5 e 4

Continuamos, hoje, mais uma lista dedicada a fazer uma balanço da temporada 2007. Dessa vez, o foco está nos pilotos que se destacaram fora da Fórmula 1, nas diversas variadas categorias do automobilismo mundial. Sem enrolar mais, vamos em frente:

10. Marko Asmer, Fórmula 3 Inglesa
9. Mattias Ekström, DTM
8. Marcus Grönholm, Mundial de Rally
7. Timo Glock, GP2
SEXTO COLOCADO - Andy Priaulx, Mundial de Turismo

Talvez seja um pouco de exagero colocar Andy Priaulx no sexto lugar deste ranking. Afinal, o inglês esteve longe de ser o grande dominador do Mundial de Turismo, embora tenha saído com o título no fim das contas. Mesmo assim, o inglês conseguiu em 2007 uma verdadeira façanha: continuar como o único campeão da fase atual da categoria.

Desde que foi reestabelecido, em 2005, o Mundial de Turismo já teve três edições. Em todas, o piloto que se deu melhor no final foi o mesmo: Andy Priaulx. Mas o título desta temporada não foi nada fácil. Para levar o troféu, o inglês precisou derrotar seus dois companheiros de equipe na BMW - o brasileiro Augusto Farfus Jr. e o alemão Jörg Müller - além dos fortes esquadrões de SEAT, Chevrolet e Alfa Romeo.

Priaulx, como nenhum outro, entendeu perfeitamente as regras do Mundial de Turismo, que incluem grids invertidos e utilização de lastros para os líderes do campeonato. Acumulando pontos ao longo da temporada - com raros momentos de erro ou falta de sorte- o inglês chegou ao título, superando o francês Yvan Muller na finalíssima em Macau. No total, foram 92 pontos, três vitórias e oito podiuns em 22 etapas.

Considerando o regulamento estapafúrdio do Mundial de Turismo, um desempenho absolutamente brilhante.

No início do ano: Favorito ao título do Mundial de Turismo
Desempenho em 2007: Campeão do Mundial de Turismo pelo terceiro ano consecutivo, com 92 pontos, três vitórias e oito podiuns em 22 etapas
Perspectivas para 2008: Titular confirmado da BMW no Mundial de Turismo. Forte candidato ao tetracampeonato.

QUINTO COLOCADO - Cacá Bueno, Stock Car

Cacá Bueno experimentou, como pouquíssimos pilotos na história recente do automobilismo, uma série de fracassos amargantes. Entre 2003 e 2005, o carioca foi três vezes seguidas vice-campeão da Stock Car, perdendo o título sempre de maneira dolorosa e decepcionante. A partir do ano passado, porém, as coisas começaram a mudar. E, agora, Cacá é o homem a ser batido na categoria.

O título de 2006 encerrou a seqüência de derrotas e antecipou o domínio absoluto da atual temporada. No início deste ano, Cacá era o principal favorito, mas ninguém pensava que ele fosse conquistar o troféu de campeão com tamanha facilidade. Afinal, mesmo precisando disputar a tal "superfinal", Cacá ainda conseguiu fechar o campeonato com uma etapa de antecipação.

Faltando ainda uma corrida para o encerramento da temporada 2007 da Stock Car, o piloto da equipe Eurofarma conta 278 pontos, três vitórias e cinco podiuns em apenas onze provas. Ou seja: Cacá terminou entre os três primeiros em praticamente 50% das etapas deste ano. De fato, nenhum adversário chegou perto de ameaçar a hegemonia do agora bicampeão.

Atualmente, não há ex-piloto de Fórmula 1, "dinossauro" ou "integrante da nova geração" capaz de rivalizar com Cacá Bueno na Stock Car.

No início do ano: Favorito ao título da Stock Car
Desempenho em 2007: Campeão da Stock Car pelo segundo ano consecutivo, com 278 pontos, três vitórias e cinco podiuns em onze etapas, faltando ainda mais uma para o encerramente do campeonato
Perspectivas para 2008: Titular garantido da equipe Eurofarma na Stock Car e favorito destacado ao título

QUARTO COLOCADO - Sebastien Bourdais, ChampCar

O quarto lugar neste ranking é o mínimo que merece Sebastien Bourdais. Mais uma vez, o francês dominou amplamente a temporada da ChampCar, conquistando um impressionante tetracampeonato consecutivo. De quebra, Bourdais ainda realizou o grande sonho de sua carreira: conseguir uma vaga de titular numa equipe de Fórmula 1.

Dos pilotos que chegaram à principal categoria do automobilismo mundial nos últimos anos, nenhum lutou tanto por uma oportunidade quanto Bourdais. Por algum motivo, os chefes de equipe da Fórmula 1 pareciam não enxergar o talento do francês. Finalmente, porém, a Toro Rosso resolveu oferecer uma chance ao esforçado Bourdais, justamente quando ele já perdia suas últimas esperanças.

Sobre o desempenho do francês na ChampCar, nem há muito o que comentar. Dando seqüência às atuações dos anos anteriores, a campanha de Bourdais em 2007 foi absolutamente arrasadora: em 14 corridas, foram 364 pontos, oito vitórias e nove podiuns. Simples assim: em mais da metade das provas da ChampCar em 2007, o francês saiu vencedor. Um domínio acachapante, e que leva a uma fácil conclusão.

Ao lado do quase-xará Sebastian Vettel, na Toro Rosso, Bourdais vai formar uma das duplas mais fortes da próxima temporada.

No início do ano: Favorito destacado ao título da ChampCar
Desempenho em 2007: Campeão da ChampCar pelo quarto ano consecutivo, com 364 pontos, oito vitórias e nove podiuns em 14 etapas
Perspectivas para 2008: Titular garantido da Toro Rosso na Fórmula 1

A seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix volta amanhã, com os números 3, 2 e 1 da lista dos Dez Melhores Pilotos do Ano Fora da Fórmula 1. E hoje, ao longo do dia, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até mais!

Crédito das fotos:
Andy Priaulx e Sebastien Bourdais - www.motorsport.com

5 comentários:

enrique disse...

Colocar o Cacá e o Priaux na frente do Gronholm e do Glock é um pouco discutivel mas entendo o seu ponto de vista. Apesar de estarem em categorias menos importantes, esses dois realmente foram muito bem em 2007. Os tres primeiros acho que não são dificeis: Franchiti, Stoner e Jimmy Johnson?

marcos disse...

acho que o enrique matou os tres primieros não consigo pensar em mais ninguem. Concordo em tudo o que voce disse sobre o Bourdais, está aí um piloto que eu respeito. E muito engraçada essa foto dele com oculos no carro, como disse o Capelli há um tempos ele é o protótipo do nerd rsrs..

maurício disse...

Se os tres primeiros forem esses tres aí de cima, o Bourdais merecia mais hein!! O cara ganhou 8 de 14 corridas, não é mole não haha!!

Abs

Felipe Maciel disse...

Eu tava meio que sumido nesses dias, mas vamos lá.

Gustavo, gostei de ver a posição do Cacá na lista. Muita gente gente não reconhece a competência dele, mas sem dúvida é um piloto excepcional, guia muito realmente. São já 5(?) anos seguidos brigando pelo título, um grande vencedor e um competidor bastante regular numa categoria em que 1 décimo de segundo vale muito, talvez mais até que na F-1.

abs

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado por todas as mensagens!

Enrique: Não vou fazer mistério não: os três primeiros são realmente esses. Mas qual será a ordem deles?

Marcos: Também guardo um profundo respeito pelo Bourdais. O francês conseguiu provar que, às vezes, a Fórmula 1 é capaz de dar uma segunda chance a pilotos que mal haviam recebido uma primeira oportunidade...

Maurício: É como eu disse: quarto lugar é o mínimo para Bourdais. Acontece que o francês "apenas" manteve seu nível neste ano, enquanto os outros conseguiram feitos que a maioria duvidava.

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho