segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Confirmado: Timo Glock é o novo titular da Toyota

Mais uma peça se encaixa no quebra-cabeças da Fórmula 1. Na manhã desta segunda, a Toyota anunciou oficialmente a contratação de Timo Glock como titular para 2008. Campeão da última temporada da GP2, o alemão vai substituir seu compatriota Ralf Schumacher no time nipônico, fazendo companhia ao italiano Jarno Trulli.

"Voltar para a Fórmula 1 é um desafio que me deixa muito ansioso. Agora, espero impressionar no ano que vem", disse Glock. No mesmo comunicado em que anuncia o nome da alemão, a Toyota também se manifesta de maneira otimista. Segundo o diretor Tadashi Yamashina, "Glock tem potencial para evoluir junto com o time. Ele era o homem certo para a vaga".

O nome de Bernie Ecclestone não foi mencionado na trajetória da negociação, mas é provável que o todo-poderoso da Fórmula 1 tenha influenciado na escolha da Toyota. Desde que passou a administrar a GP2, em 2005, Ecclestone já emplacou vários nomes da categoria-escola na Fórmula 1. Depois de Nico Rosberg, Heikki Kovalainen e Lewis Hamilton, por exemplo, agora é a vez de Timo Glock ganhar uma merecida chance.

Para quem não lembra, o alemão já correu quatro vezes pela Jordan, há três anos. Marcou dois pontos, mas não segurou sua vaga na Fórmula 1. Sem espaço na Europa, Glock rumou para os Estados Unidos, onde fez sucesso na ChampCar em 2005. Seu desempenho abriu novas portas no Velho Continente, e Glock assinou contrato como piloto de testes da BMW, ao mesmo tempo em que passou a correr na GP2.

Após terminar na quarta posição em 2006, Glock conquistou o título da categoria-escola neste ano. O interesse da Toyota foi divulgado em meados de agosto, mas a negociação só pôde ser concluída depois que Glock livrou-se de seu contrato de piloto de testes com a BMW. Ao lado de Jarno Trulli, o alemão forma uma dupla longe de ser fraca. De qualquer maneira, os dois dificilmente farão a diferença na Toyota.

A certeza é que o anúncio de Glock fecha mais uma porta para Fernando Alonso, que também já havia perdido a Williams como opção para 2008. Agora, restam apenas Renault e Red Bull. Das duas, a equipe francesa aparece como franca favorita para contratar o bicampeão. Mas Alonso é um sujeito completamente imprevisível.

O espanhol ainda pode bagunçar o quebra-cabeças da Fórmula 1.

Crédito das fotos: www.motorsport.com

4 comentários:

maurício disse...

eh concordo com você, Gustavão. Ainda acho que o Alonso pode arrumar uma surpresas, já pensou se ele assina com uma Prodrive da vida???? Nâo sei vamos ver, também acho a Renault a possibilidade mais óbvia mas aquela história de "tenha um sonho, um objetivo em 2008" do Alonso me deixou com a pulga atrás da orelha. BMW???

Blog F1 Grand Prix disse...

Maurício,

Estou com você: o discurso de Alonso foi muito estranho, e gerou mais perguntas do que respostas. A BMW, para mim, não é mais opção, mas a Renault não pode considerar a contratação de Alonso como fato consolidado. É como eu disse ali na última frase: o espanhol ainda pode bagunçar o quebra-cabeças" da Fórmula 1 se resolver aprontar alguma.

Grande abraço!

Gustavo Coelho

alex disse...

O Timo é fraquinho, fraquinho cara!!! A Toyota se continuar assim vai continuar no meião, que nem sempre. Eles precisam de alguém como Alonso, Nelsinho, Schumacher (o Michael) até po, eles precisam de alguém que mude alguma coisa lá!!! O Glock vai andar juntinho com o Truli e só!!!

Anônimo disse...

I am reading this article second time today, you have to be more careful with content leakers. If I will fount it again I will send you a link