sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Um panorama do mercado de pilotos após a saída de Alonso da McLaren

Fernando Alonso não corre pela McLaren em 2008. Isso, a maioria de vocês já deve saber. As dúvidas, agora, são outras. Continua totalmente indefinida, por exemplo, qual será a equipe do espanhol no ano que vem. Seu substituto na McLaren, aliás, é outra enorme incógnita. Para tentar esclarecer um pouco a situação, o Blog traça um panorama dos cenários atuais:

Cenário 1 - Alonso vai para a Renault. Nesse caso, Heikki Kovalainen passa a ser o favorito a substituir o espanhol na McLaren. Ao mesmo tempo, Giancarlo Fisichella e Nelsinho Piquet brigam pela segunda vaga na Renault, com o perdedor possivelmente parando na Williams. Nico Rosberg fica onde está, a Red Bull não troca sua dupla e a Toyota assina com Timo Glock.
Possibilidade deste cenário vir a se concretizar: Média

Cenário 2 - Alonso vai para a Williams. Aí, Nico Rosberg vira quase uma certeza como companheiro de equipe de Lewis Hamilton. Na Renault, Heikki Kovalainen faz dupla com Nelsinho Piquet e Giancarlo Fisichella sai, podendo parar como parceiro de Alonso na Williams. A Red Bull não troca a sua dupla e a Toyota assina com Timo Glock.
Possibilidade deste cenário vir a se concretizar: Média

Cenário 3 - Alonso vai para a Red Bull. David Coulthard perde seu lugar na Fórmula 1 e é forçado a se aposentar. Heikki Kovalainen e Nelsinho Piquet fazem a dupla da Renault, enquanto Giancarlo Fisichella luta para arranjar um lugar livre em outra equipe. Nico Rosberg permanece na Williams, a Toyota assina com Timo Glock e o segundo piloto da McLaren vira uma grande incerteza, podendo ser desde Sebastian Vettel até Pedro de la Rosa.
Possibilidade deste cenário vir a se concretizar: Alta

Cenário 4 - Alonso vai para a Toyota. Se isso acontecer, Timo Glock roda. O resto é bem parecido com o cenário 3: Heikki Kovalainen e Nelsinho Piquet formam a dupla da Renault, e Giancarlo Fisichella fica em situação difícil. Nico Rosberg continua na Williams e o substituto de Alonso na McLaren se torna uma total incógnita. Na Red Bull, nada muda.
Possibilidade deste cenário vir a se concretizar: Média

Cenário 5 - Alonso tira um ano sabático ou se retira da Fórmula 1. A possibilidade é insignificante, mas pode acontecer. De qualquer maneira, não muda muita coisa em relação a outros cenários: Heikki Kovalainen e Nelsinho Piquet devem correr pela Renault, Giancarlo Fisichella é deixado à pé, Nico Rosberg fica na Williams, a Red Bull não troca seus pilotos e a Toyota assina com Timo Glock.
Possibilidade deste cenário vir a se concretizar: Muito baixa

São muitas perguntas e pouquíssimas respostas. É possível, inclusive, que uma possibilidade não considerada aqui venha a se concretizer. De qualquer maneira, o Blog precisa fazer sua aposta. Será que eu vou acertar? Não faço a menor idéia. É como eu costume dizer: qualquer palpite não passa de mero chute. Mas eu não posso fugir à regra. Sem enrolar mais, lá vão as minhas previsões:

O palpite do Blog para o futuro de Fernando Alonso: o espanhol - fazendo jus à sua personalidade briguenta - consegue realizar quase todos os seus principais desejos. Acerta com a Renault, a melhor de suas opções em termos de competitividade, para ser companheiro do amigável Giancarlo Fisichella. O contrato é de três anos. Assim, em 2010, Alonso está livre para tomar o lugar de Felipe Massa na Ferrari.

O palpite do Blog para o futuro dos outros pilotos: Heikki Kovalainen vai para a McLaren, repetindo os passos de seus compatriotas Mika Hakkinen e Kimi Raikkonen. Por sua vez, Nelsinho Piquet assina com a Williams, para fazer uma dupla fortíssima com Nico Rosberg. Assim, Kazuki Nakajima permanece como piloto de testes, a menos que Timo Glock não acerte com a Toyota.

Agora, é a vez de vocês. Façam suas apostas.


O rompimento entre Fernando Alonso e a McLaren ofuscou todas as outras notícias desta sexta. Mesmo assim, duas delas ainda merecem ser mencionadas:

Segundo o jornal Daily Telegraph, o Grande Prêmio da Austrália pode ter uma nova casa a partir de 2011. De acordo com a reportagem, a corrida que é hoje realizada em Melbourne tem chance de transferir-se para o belíssimo circuito de rua de Surfers Paradise. Seria uma excelente troca tanto para a Austrália quanto para a Fórmula 1.

Há algumas semanas, nada menos do que 300.000 pessoas à corrida da ChampCar em Surfers, um número que contrasta com as arquibancadas esvaziadas de Melbourne. Sem dúvida alguma, uma prova da Fórmula 1 no cenário espetacular de Surfers seria um sucesso garantido. E um desafio e tanto para Ferrari, McLaren e companhia, que precisariam encarar um traçado de rara dificuldade.

Também nesta sexta, uma matéria do diário Bild Zeitung colocou um ponto de interrogação sobre o futuro de Timo Glock. Ao que parece, o alemão - campeão da recém-encerrada temporada da GP2 - assinou dois contratos válidos para 2008, um para exercer o cargo de piloto de testes da BMW e o outro que lhe dava a condição de titular na Toyota.

Pelo visto, uma falha de comunicação levou Glock a acreditar que poderia acertar com a Toyota sem comunicar sua decisão à BMW, equipe com a qual tem contrato há alguns anos. Só que a BMW não desistiu de Glock, e cogita estender o caso ao Tribunal de Reconhecimento de Contrato (CRB, na sigla em inglês). Agora, o impasse pode prejudicar o alemão, que havia melhorado bastante sua reputação com o título da GP2.

Para Timo Glock, perder a oportunidade de correr pela Toyota seria um desastre. Afinal, o contrato com o time nipônico talvez seja sua última chance de fazer carreira na Fórmula 1.


A sexta-feira foi agitada no mundo da velocidade. Sem perder muito tempo, vamos a um rápido giro pelas categorias que estiveram em atividade no dia de hoje:

No circuito francês de Paul Ricard, a GP2 encerrou sua primeira semana de testes de pré-temporada, já visando o campeonato do ano que vem. O austríaco Andreas Zuber, correndo pela equipe Supernova, liderou os ensaios de hoje, que marcaram a despedida do carro que vinha sendo usado pela GP2 desde 2005.

Logo a seguir, vieram o venezuelano Pastor Maldonado (Minardi by Piquet) e o francês Romain Grosjean (Racing Engineering), que terminou como o melhor novato do dia. Os brasileiros ficaram mais para trás: Bruno Senna (iSport) foi 13º e Alberto Valério fechou em 17º (Racing Engineering). Dessa vez, a suíça Simona de Silvestro - primeira mulher a andar com um carro da GP2 - não participou dos testes. Agora, a GP2 só volta à pista em 2008.

Enquanto isso, no circuito Ricardo Tormo, a MotoGP realizou seus primeiros treinos livres para o Grande Prêmio de Valência, que encerra sua temporada 2007. O campeão antecipado Casey Stoner foi o mais rápido, seguido de Sylvian Guintoli e do palpite do Blog, Daniel Pedrosa. Em sétimo, o brasileiro Alexandre Barros terminou à frente de Valentino Rossi, que não passou de oitavo.

Ao mesmo tempo, a Nascar definiu seu grid de largada para a etapa deste domingo, no super-oval do Texas. Na classificação de hoje, Martin Truex Jr. levou a melhor e cravou a pole position. Em segundo, vem a aposta do Blog, Jeff Gordon. Imediatamente atrás, Juan Pablo Montoya conseguiu um excelente terceiro lugar. Por sua vez, o atual campeão Jimmie Johnson vai largar de oitavo.

Por fim, a GT3 Brasil deu início às suas atividades em Goiânia, que recebe a quarta rodada dupla da temporada inaugural da categoria. Nos ensaios de hoje, Walter Derani/Claudio Ricci (Ferrari 430) terminaram com o primeiro tempo. A seguir, vieram Paulo Bonifácio/Alceu Feldmann (Lamborghini Gallardo) - uma das apostas do Blog - e Rafael Derani/Alencar Jr. (Ferrari 430). O outro palpite do Blog, a dupla Xandy Negrão/Andreas Mattheis (Lamborghini Gallardo), fechou em quarto.


Seguindo uma dica do internauta Guilherme, o Blog fez ontem uma pequena homenagem a Nelson Piquet, que conquistou seu tricampeonato há exatos vinte anos. O vídeo do dia de hoje é mais um tributo a Piquet: dessa vez, as raríssimas imagens mostram uma histórica largada da Fórmula Vê, a categoria que formou diversos talentos do automobilismo brasileiro na década de 70. Piquet é o pole. Vale a pena dar uma conferida, até para relembrar o antigo e espetacular traçado de Interlagos:



Neste sábado, o Blog volta falando das atividades da GT3 Brasil e da MotoGP. E, mais tarde, comentários sobre as principais notícias do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Surfers Paradise: www.champcarworldseries.com

9 comentários:

tiago disse...

Muito bom o post. Eu ficaria com o cenário 3, onde só faltou citar a possibilidade do Ross Brown ir para a Red Bull também. Eu torço pra isso, teríamos mais uma equipe na fórmula-1 com o trio Newey-Alonso-Brawn.

[]s

marcos disse...

Eu estava com muita preguiça de comentar mas já que voce pediu veja só: o Alonso vai pra Toyota, to sentindo isso, o Nico vai pra a McLaren e o Nelsinho para a Williams.

Felipe Maciel disse...

A 3 foi justamente a que eu achei menos provável hehehe

Também fiz minha aposta no blog, para mim Alonso vai para a Renault, que é a única equipe que pode lutar pelo campeonato ano que vem.

Red Bull, Toyota e Williams são muito razoáveis pro meu gosto.
Só me perco um pouco na hora de pensar num futuro para o Fisico, esse é uma dúvida daquelas. Por mim ele poderia se aposentar junto com o Ralf, não faria a menor falta.

abs

nelson disse...

Sensacional, o vídeo... o post no geral ficou muito bom.

Meus chutes... (que não se anote nada, a probabilidade de eu advinhar o futuro é tão grande quanto a chance de Hamilton não ser piloto da McLaren no ano que vem)

Como eu falei no outro post, acho que ele pára na Red Bull, principalmente se o time das latinhas contratar Brown, contrato de um ano, dupla com Webber, Coulthard aposentado.

Williams, Rosberg e Nakajima, dupla veloz, com potencial e barata, do jeito que Frank gosta.

Renault, Nelsinho e Kovalainen, evolução natural das coisas, Alonso só quer passar 2008 para tentar vaga na Ferrari em 2009, a Renault o quer por três anos, impasse.

Toyota, Trulli e Glock, a não ser a BMW complicar as coisas para o alemão.

McLaren, Hamilton e Paffett, de la Rosa não tem mais pique para ser titular... Dennis não vai querer caçar alguém para rivalizar com seu pupilo, Paffett é de casa, é inglês, piloto da Mercedes... cairia como uma luva (sim, sim, sempre tem de haver algum chute meio doido, para garantir que não se acerte nada).

Outras perguntas que não querem calar: Quem será o companheiro de Sato? Quem será a dupla da Force India (pelos meus palpites, o Sutil continua por lá, sem lugar ele não pode ficar).

Abraços

João Álvaro disse...

Ferrari: Kimi/Massa
McLaren: Hamilton/de la Rosa
BMW: Heidfeld/Kubica
Renault: Kovaleinen/Nelsinho
Toyota: Alonso/Truli
Williams: Rosberg/Glock
Red Bull: Coulthard/Webber
Honda: Button/Zuber
Toro Rosso: Vettel/Bourdais
Super Aguri: Sato/Rubinho
Force India: Sutil/Liuzzi

Rio Kart disse...

Concordo que a finlandisse do Kova pode levá-lo até a McLaren. O seu talento também, claro.

Como já disse, no entanto, torço pelo Vettel na McLaren. Talvez seja vontade de colocar um alemão na vida do Hamilton, talvez também eu esteja prevendo uma maior cautela do Ron ao escolher o companehiro de equipe do Lewis. Acho que em 2008 ele não vai querer tanta confusão dentro de casa, portanto, melhor escolher Vettel do que o cara que correu pela Renault, que certemante já possui pretensões maiores dentro da F1.

Quanto ao Alonso... não sei. To gostanto deste trio da RBR, vou torcer por isso.

Nesta possibilidade o Nelsinho teria seu lugar na Renault, mas acredito que o Frank Williams prefira o brasileiro ao Nakajima, não é não?

Palpites vagos, eu sei. rs

Abraço!

Anônimo disse...

Celso Okubaro

Abrir mão de um bi-campeão mundial e algo realmente que fortalece a tese dos acordos de bastidores. Para a liberação de Alonso é lógico que deve haver alguma imposição sobre quais times ele poderia integrar. Isto inclusive foi comentários de outros blogs. A Red Bull se por enquanto não é uma equipe de ponta, esta se estruturando para isto e Alonso cairia como uma luva para a equipe. Além do que, poderá contar com Ross Brown, uma vez que na Ferrari nada muda e o ano sabático por assim dizer esta chegando ao fim. Um bom estrategista, um bom projetista e um bom piloto. Misture tudo isto e talvez a Red Bull tenha encontrado a fórmula para ser uma equipe de ponta. Torço para que isto aconteça e encaixaria David Coulthard na Mclaren. Para Hamilton não haveria melhor opção, pois apesar da idade, ele possui um bom acerto de carro e Hamilton pode aprender muito com ele.

Abraços

Blog F1 Grand Prix disse...

Amigos,

Muito obrigado por todas as opiniões! Infelizmente, não posso responder uma a uma porque a conexão de internet que estou usando é lenta demais e ainda preciso finalizar dois posts hoje. De qualquer maneira, valeu mesmo pelas mensagens!

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho

Guilherme (RJ) disse...

Se fosse jogar minhas fichas, apostaria na Renault como o destino de Alonso.
Além de receber todas as mordomias de 1º piloto, não é possível que a Renault não tenha um carro competitivo para 2008. Já acho que a ‘caída’ da equipe nesta temporada seja mais por causa dos pilotos do que queda de rendimento.
Alonso, com o Renault 2007, com certeza teria tempos melhores que o ‘Kova’ e talvez até brigasse pelo 3º lugar no geral.

Qualquer que seja o novo piloto da McLaren, além de precisar de tempo para se adaptar, não será tão bom quanto Alonso, e pode ficar pra trás no grid.

Torço para que Rosberg e Nelsinho formem a dupla da Williams.

Abraços!!!

PS1): Esse vídeo é mesmo uma relíquia, hein!!! Que o Nelsinho tenha metade do talento do pai. Já seria suficiente para 1 título pelo menos.