sábado, 3 de novembro de 2007

Corrida de amanhã poderá ser a última da carreira de Alexandre Barros

A MotoGP encerra sua temporada 2007 neste domingo, com o Grande Prêmio de Valência. Para o brasileiro Alexandre Barros, a corrida pode marcar não só o fim de sua relação com a equipe Pramac D'Antin Ducati, mas também a última prova de sua longa carreira. Numa entrevista coletiva realizada ontem, Barros deixou claro que a aposentadoria é uma possibilidade muito provável:

"Tenho 90% de chance de parar", disse ele. Se, de fato, Barros abandonar as pistas, não terá sido por falta de opção: segundo informações recentes, o piloto brasileiro tem proposta para correr no Mundial de Superbikes em 2008. A categoria, porém, não seduz Barros, que parece estar conformado com o rumo de sua carreira: "Estou feliz. A vida não termina aqui".

O G.P. de Valência deste domingo será o 276º da carreira de Barros, caso sejam contadas todas as suas participações nas três categorias do Mundial de Motovelocidade. No total, ele venceu sete corridas, fez cinco pole positions, cravou catorze voltas mais rápidas, terminou 32 vezes no podium e marcou 2114 pontos. Em campeonatos, seu melhor resultado foi o quarto lugar, que ele conquistou em 1996, 2000, 2001, 2002 e 2004.

Nos últimos vinte anos, nenhum outro brasileiro chegou perto do sucesso de Barros no motociclismo mundial. Competindo na elite do esporte desde 1986 - quando contava apenas quinze anos de idade - ele tornou-se o piloto com maior número de largadas na história da competição. Sua aposentadoria é uma grande perda para o motociclismo brasileiro. Infelizmente, o Brasil não parece ter nenhuma jovem promessa capaz de substituí-lo.

Enquanto isso, a MotoGP definiu seu grid de largada para a corrida de amanhã, em Valência. A pole ficou com o piloto da casa e aposta do Blog, Daniel Pedrosa, que vai largar da posição de honra pela quarta vez consecutiva. O campeão antecipado de 2007, Casey Stoner, e o detentor do título de 2006, Nicky Hayden, vêm logo a seguir. Mais atrás, Alexandre Barros aparece em 12º.

Por sua vez, Valentino Rossi sofreu uma rara e grave queda, fraturando a mão direita em três pontos. Agora, o heptacampeão - apenas o 17º no treino classificatório - corre grande risco de não correr na prova deste domingo. Seria um capítulo final digno para a desastrosa temporada de Rossi, que esteve bem abaixo de sua capacidade ao longo do ano.

A seguir, o grid de largada para o Grande Prêmio de Valência da MotoGP:

1. Daniel Pedrosa/Espanha/Honda, 1:31.517s
2. Casey Stoner/Austrália/Ducati, 1:31.603s
3. Nicky Hayden/Estados Unidos/Honda, 1:31.903s
4. Randy de Puniet/França/Kawasaki, 1:31.963s
5. Sylvain Guintoli/França/Yamaha, 1:32.074s
6. Makoto Tamada/Japão/Yamaha, 1:32.151s
7. John Hopkins/Estados Unidos/Suzuki, 1:32.165s
8. Loris Capirossi/Itália/Honda, 1:32.261s
9. Carlos Checa/Espanha/Honda, 1:32.273s
10. Marco Melandri/Itália/Honda, 1:32.367s
12. Alexandre Barros/Brasil/Ducati, 1:32.714s

A largada do G.P. de Valência está marcada para as 11 horas de amanhã, com transmissão ao vivo do Sportv2. Até o fim do dia, o Blog volta comentando as principais notícias do mundo da velocidade. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: www.gpupdate.net

2 comentários:

savio disse...

Geralmente acompanho seu blog sem comentar mas agora preciso dizer algumas palavras. É uma pena que o Barros esteja se aposentando sem NENHUM apoio da mídia e dos patrocinadores brasileiros, ele é um talento e tanto apesar daqueles invejos que gostam de chamá-lo de "Rubinho da motovelocidade e merce continuar por muito tempo ainda disputando com Rossi, Stoner Pedrosa e companhia. Li em algum lugar que o Barros tem um filho que também compete, vamos torcer para que ele possa seguir os passos do pai que foram muito importantes para o Brasil!!

Felipe Maciel disse...

Vai valer a pena acompanhar a corrida, é uma pena mas acontece com todo piloto, chegou a vez do Barros. O importante é que ele vai saber lidar bem o fim da carreira, até porque é uma opção dele. Pior acontece para quem é obrigado a se demitir por falta de vaga, o que felizmente não é o caso.

O Sávio lembrou bem, o filho dele, o fã nº1, também quer seguir a trajetória do Alex. Vamos ver no que que dá.