sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Renault nega uso de informações confidenciais da McLaren

Está apenas começando o novo escândalo de espionagem da Fórmula 1. Convocada à prestar esclarecimentos ao Conselho Mundial da FIA no dia 6 de dezembro, a Renault - acusada de utilizar dados secretos da McLaren - divulgou hoje um comunicado negando a denúncia. A equipe francesa, porém, admitiu que um de seus funcionários realmente tinha posse das informações confidenciais do time prateado.

Phil Mackereth é o nome dele. Empregado da McLaren até setembro de 2006, o engenheiro transferiu-se para a Renault levando consigo uma série de disquetes com segredos aerodinâmicos de sua ex-equipe. Nas palavras da escuderia francesa, "os dados ficaram restritos à área de atuação de Mackereth, sem influir nas decisões relacionados ao desenho dos carros da Renault".

No fim da nota, a Renault revela que já afastou Mackereth de suas funções e se coloca à disposição tanto da McLaren quanto da FIA para maiores esclarecimentos. Pelo visto, a equipe francesa dificilmente sofrerá alguma forte punição da entidade, até porque o desempenho da Renault em 2007 não foi nada especial. Mesmo assim, o novo caso de espionagem já tem suas primeiras conseqüências.

Entre elas, o atraso na negociação entre Fernando Alonso e a Renault. O acordo, que parecia prestes a ser anunciado, pode demorar mais algumas semanas para ser selado. Enquanto isso, as duas partes seguem negando qualquer acerto. Nesta sexta, por exemplo, o presidente da Renault, Carlos Ghosn, afirmou rapidamente à rede francesa BFM: "Não posso anunciar Alonso porque a negociação não está concluída".

Parece claro, ao menos, que a Renault não mantém a dupla deste ano em 2008. Pela primeira vez, Giancarlo Fisichella admitiu estar "conversando com outras equipes", segundo falou seu empresário hoje ao Corriere dello Sport. Ao mesmo tempo, Heikki Kovalainen disse à revista Formule 1 Race Report não aceitar o status de segundo piloto, que a Renault pode impôr caso Alonso seja mesmo contratado.

Assim, o finlandês aproxima-se mais ainda da McLaren, onde teria, a princípio, o mesmo tratamento de Lewis Hamilton. Na próxima semana, ao menos, Kovalainen vai continuar seus trabalhos pela Renault: em Barcelona, ele deve se juntar a Nelsinho Piquet nos primeiros testes de inverno da Fórmula 1. Depois de tantas movimentações nos bastidores, os motores vão voltar a roncar.

Finalmente. Já estávamos com saudades.


É complicada a situação de Vitantonio Liuzzi para 2008. O italiano - dispensando da Toro Rosso após duas temporadas apagadas pela "filial da Red Bull" - ainda não sabe se vai ter um cockpit na próxima temporada. Em entrevista ao site formula1.com, Liuzzi admitiu estar numa posição bastante desconfortável: "Nesse momento, não faço idéia do meu futuro. Só espero que seja na Fórmula 1...", disse ele.

Enquanto isso, seu futuro substituto na Toro Rosso, Sebastien Bourdais, reagiu com bom-humor aos recentes boatos de que poderia ter seu contrato com a equipe cancelado: "Daqui a pouco vão falar que eu vou correr na Arca (divisão inferior da Nascar). Durante essa época do ano, os pilotos são os últimos a saber dessas negociações, não é mesmo?", brincou Bourdais.

De fato, é praticamente impossível que o francês perca seu lugar na Toro. Sem dúvidas, Bourdais já está garantido. Por outro lado, Liuzzi vai precisar lutar muito para continuar na Fórmula 1. A vaga de segundo piloto da Williams - uma das esperanças do italiano - já foi para o espaço. Agora, as esperanças de Liuzzi estão na estreante Force India, que ainda não confirmou seus planos para a próxima temporada.

Para terminar o giro pelas notícias da Fórmula 1, vale fazer um rápido registro: segundo o jornal espanhol As, o Real Madrid quer contratar o psicólogo que Lewis Hamilton usou na última temporada. O objetivo, de acordo com a assessoria do time madrilenho, seria "fortalecer o equilíbrio mental dos jogadores mais jovens da equipe". Será que vai dar certo?

A julgar pelo desempenho de Hamilton nas corridas decisivas do campeonato... não sei não, hein?


Agitação nos bastidores da MotoGP. Numa entrevista ao diário Gazzeta dello Sporto, Valentino Rossi manifestou a vontade de transferir-se para a Ducati - grande dominadora da última temporada - num futuro próximo. A princípio, o italiano tem contrato com a Yamaha até o fim do ano que vem. Depois disso, porém, ele estaria livre...

Se viesse a se concretizar, o acordo daria calafrios nos demais adversários. E seria garantia de um duelo fantástico: dentro da própria Ducati, Valentino Rossi e Casey Stoner formariam uma dupla fortíssima e explosiva. Qual dos dois venceria a disputa? Rossi, o já consagrado heptacampeão mundial? Ou Stoner, que deu um chocolate na oposição em 2007? A conferir...

Ao mesmo tempo, a Fórmula Truck se vê envolvida numa enorme polêmica. A partir do próximo ano, a categoria estará impedida de correr em Interlagos - o principal autódromo do país - por exceder o peso máximo permitido pela nova regulamentação da pista paulista. O argumento dos que já são a favor da proibição é que os caminhões são pesados demais e estragam o asfalto do circuito.

Eu, honestamente, penso o contrário. Na Europa, a F-Truck local corre em autódromos que também recebem a Fórmula 1, como Barcelona e Nurburgring. Além disso, segundo o Téo José, um laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas provou que o impacto dos caminhões é nulo para a superfície da pista. E - vamos ser honestos - o Brasil não tem capacidade de ficar limitando qualquer tipo de atividade automobilística.

Como um das únicas categorias decentes do esporte a motor nacional, a Fórmula Truck não merecia esse prejuízo.


O vídeo do dia deve saciar a curiosidade de muita gente. Afinal, como Michael Schumacher se saiu no teste que fez com a Ducati na semana passada, em Valência? Vejam vocês mesmo. Nas imagens a seguir, o alemão mostra que não é um mero "amador" não:



Aliás, sua melhor volta ficou a apenas seis segundos do recorde da pista, de Daniel Pedrosa. Um desempenho simplesmente assombroso...

Neste sábado, o Blog volta comentando as principais notícias do dia e as atividades de ChampCar e Fórmula Truck, além dos resultados da Mil Milhas Brasil. Vale lembrar que este espaço vai prosseguir num ritmo de atualizações mais lento até segunda, quando devo finalmente me livrar de algumas tarefas da faculdade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
Carlos Ghosn - www.leblogauto.com
Fórmula Truck - http://www.formulatruck.com/

7 comentários:

marcos disse...

Pelo visto esse seu trabalho da faculdade já era hein gustavo rs!

Rossi na Ducati? Já estou torcendo.
Bourdais na toro? Justo, mto justo.
Truck em Interlagos? Sei lá, um passo atrás..

tiago disse...

Concordo que a Truck deveria correr em Interlagos mas o prejuízo que ela terá ao não correr lá nem será tão grande. O forte da Truck é o publico que ela atrai no interior, acho que uma corrida em outros autodromos menos conhecidos iria atrair ainda mais gente do que essa etapa em SP

Leandro disse...

Uma pena a situação do Liuzzi, um dos meus pilotos favoritos. Se ele naum fosse taum afobado, teria resultados melhores esse ano, inclusive pontuado no GP de Montreal...e francamente, nunca uma vaga numa equipe horrivel foi taum disputada,rs...
Ateh!

Ron Groo disse...

Ai da Renault se não negasse...agora, tá ficando chato isto né? Antes todo mundo copiava todo mundo...agora é esta frescura...
SE der pode dar sua opinião sobre um texto meu no blog? Brigado

Garcia disse...

Na hora que acontece ninguém vem à imprensa se auto-delatar, né?

Esses dois casos ainda vão servir de desculpa para muitos outros!!

Felipe Maciel disse...

Vai dar em pizza, já tô até vendo.
Qaunto ao Kovalainen, começo a ter dúvidas que vá para a Renault. O Haug deu uma declaração sobre um outro piloto, fez mistério mas pode ser o Spengler, e o Kova falou sobre não aceitar ser segundo piloto do Alonso, dando a entender que ele espera continuar na Renault. Sei não hein, tá ficando cada vez mais imprevisível essa dança das cadeiras...

abs

Grünwald disse...

O Liuzzi sentou à mesa para conversar com o novo dono da Spyker. Essa cena eu vi com meus próprios olhos, no fim da tarde de sábado em Interlagos, ao lado do colega do Grande Prêmio Victor Martins. Dizem que foi ali que ele combinou um teste na Force India. Vamos ver...