terça-feira, 9 de outubro de 2007

Williams confirma Kazuki Nakajima para o Grande Prêmio do Brasil

Não durou muito a minha esperança de ver Nelsinho Piquet fazendo sua estréia na Fórmula 1 pela Williams no próximo Grande Prêmio do Brasil. Na manhã desta terça, a equipe inglesa anunciou o piloto de testes Kazuki Nakajima como substituto do austríaco Alexander Wurz, que se aposentou subitamente após o último G.P. da China.

Herdeiro de Satoru - ex-piloto de Lotus e Tyrrel entre 1987 e 1991 - Kazuki Nakajima começou sua carreira no automobilismo em 2002, aos 17 anos de idade, quando estreou na Fórmula Toyota. No ano seguinte, o jovem piloto venceu o campeonato e, desde então, nunca mais deixou de receber o apoio da montadora.

Em 2004 e 2005, Nakajima correu na Fórmula 3 Japonesa, onde conseguiu quatro vitórias e um vice-campeonato. Com os bons resultados, ele subiu para a Fórmula 3 Européia, terminando o certame do ano passado em sétimo lugar, com um triunfo. Na atual temporada, o japonês competiu com destaque na GP2, fazendo seis podiuns e ganhando o título de "novato do ano".

A ligação de Nakajima com a Williams teve início em novembro de 2006, quando a equipe inglesa - pressionada pela Toyota, sua fornecedora de motores - contratou o japonês como piloto de testes. Desempenhos rápidos e consistentes ajudaram Nakajima a superar a desconfiança inicial de parte do time, que passou a ver nele uma futura promessa.

Agora, sua promoção a titular gera uma situação curiosa. Pela segunda vez na história - a outra foi com Damon Hill e Jacques Villeneuve, na própria Williams, em 1996 - uma equipe tem dois herdeiros de ex-pilotos formando sua dupla titular. Vale lembrar que o companheiro de Nakajima, Nico Rosberg, é filho do campeão mundial de 1982, Keke. Em pensar que o outro candidato à vaga, Nelson Angelo Piquet, também é de segunda geração...

No fim, a opção da Williams foi a mais óbvia e sensata. Apesar da minha torcida por Nelsinho, reconheço que a equipe inglesa está certa em escolher Nakajima como substituto de Wurz. O japonês - fortíssimo candidato a titular do time de Frank Williams em 2008 - vai ter a chance de vivenciar pela primeira vez um fim de semana completo de Fórmula 1, já preparando-se para o ano que vem.

A Nelsinho, resta esperar pela decisão da Renault...

Crédito das fotos: http://www.gpupdate.net/

(Um recado para o internauta Guilherme: sua sugestão de comparar a decisão da atual temporada com a de 1986 está guardada. Eu escreveria o post hoje, mas fiquei sem tempo. Amanhã falo sobre o assunto!)

13 comentários:

angelo disse...

Eu também torcia pelo Nelsinho, até porque seria muito massa ver a estréia dele ao vivo (eu vou em Interlagos no Setor B!!). Agora tomara que o Briatore escolhe ele para piloto da Renault em 2008. Continuar com aquele Fisichela é brincadeira!

andré disse...

Pra cima deles, japa!!

Maragato disse...

uia...

Será que o Briatore vai cumprir oq prometeu!? Nelsinho no GP Brasil.

acho que não!!!

o Nelsinho vai ficar chupando dedo...

hahahahaha

Guilherme (RJ) disse...

A decisão pelo Nakajima foi lógica, mesmo.

Imagina se o Nelsinho corre esse ano em Interlagos!?!
Por todas as razões críticas já comentadas pelo Felipe Maciel no outro post, acho que ele só teria a perder. Melhor vê-lo em Interlagos/2008.

Vai que o Nelsinho se enrosca com o ‘Barrica’ numa das curvas... ou pior ainda, chega atrás dele!!!

Imagina a cara do Nelsão (que foi meu 1º grande ídolo na F1):
- Meu filho, que decepção! Não vai ganhar presente de Natal este ano.

PS1) Ver o pai ser campeão, e agora o filho iniciando a carreira. E estou chegando aos 40 agora.

PS2) Gustavo: Não tenha pressa. Como te enviei os 4 vídeos, podes fazer com calma, relatando um de cada vez, a cada 2 dias, ou como achar melhor. Assim daria pra acompanhar aquela temporada espetacular, enquanto esta não se encerra.

Abraços

Lúcio disse...

A Willians em 1996 teve como dupla o Damon Hill e o Jacques Villenneuve. Portanto a primeira dupla titular de herdeiros foi essa e não a formada por Rosberg e Nakajima certo??

Blog F1 Grand Prix disse...

Lúcio,

É verdade, falha nossa. Vou corrigir já. Fiz uma pesquisa apenas superficial e deixei passar essa, foi mal!

Grande abraço!

Gustavo

Raissa Póvoa disse...

É uma pena mesmo o Nelsinho não correr, mas oportunidades não faltaram e concerteza mais breve do que pensamos, veremos o Nelsinho colocar a bandeira brasileira no lugar mais alto do pódio

Pantaneiro disse...

A indicação do Nelsinho seria uma boa pista pra gente tentar advinhar o caminho do Alonso....

Fleetmaster disse...

Eu ainda estou curioso para saber qual vai ser o line-up completo de 2008,

Leandro disse...

O moleque parece ser bom, podia bater no Raikkonen e no Alonso na largada pra deixar a marca dele como ele deixa na GP2 (Chandhok e mtos outros q o digam)
Tb estou ansioso pra ver como vão ser as equipes ano q vem, to querendo ver esses antigoes fora e novos pilotos, principalmente os da GP2
Ateh!

Felipe Maciel disse...

Gustavo,
se você já fez sua aposta, eu não prestei muita atenção, mas diz aí: Renault ou Williams, o que acha que acontece com Nelsinho ano que vem?

Abs

psdriver disse...

A Williams fez a decisão correta. É melhor para o Nelsinho esperar por 2008, ele vai ter uma chance melhor no ano que vem na Renault eu acho.

Valeu!

Net Esportes disse...

Se ele fizer as mesmas coisas que o Satoru fazia será um espetáculo a parte !!!!!!!!! kkkkk