terça-feira, 9 de outubro de 2007

McLaren e Prodrive não devem mais firmar acordo de parceria

As negociações entre McLaren e Prodrive, que visavam firmar um acordo de parceria para 2008, sofreram uma reviravolta nesta terça. Segundo o site Autosport, as conversas - antes dadas como bastante avançadas por parte da mídia especializada - não chegaram a lugar nenhum.

Agora, a Prodrive, que estréia na Fórmula 1 no ano que vem, não deve mais receber chassis, motores e até pilotos emprestados da McLaren. E, assim, o time novato - a ser dirigido pelo experiente David Richards - vai se tornando uma incógnita cada vez maior. Por enquanto, quase nada foi confirmado sobre a equipe.

Com o fracasso do acordo com a McLaren, fica a dúvida se a Prodrive terá condições, inclusive, de alinhar no grid da Fórmula 1 em 2008. Afinal de contas, o time novato parece não ter intenção de construir seu próprio chassis, indo contra a regra do atual Pacto da Concórdia. David Richards chegou a dizer que conta com a abertura de uma brecha no regulamento, mas nada foi garantido pela FIA ainda.

Sem o apoio da McLaren, a Prodrive precisa buscar novas possibilidades de parceria. Uma delas é a Renault, embora pouco tenha sido falado sobre essa chance. Certo, mesmo é que a equipe estreante vai ter de comparecer à Corte de Apelações da FIA no dia 24 de outubro, para dar explicações sobre seus planos para a próxima temporada.

A convocação veio após um protesto em conjunto de algumas escuderias, lideradas por Williams, Spyker e Ferrari. De acordo com as insatisfeitas, a entrada na Prodrive na Fórmula 1 vai contra as regras do Mundial de Construtores. Explicando melhor: o time novato, se realmente competisse com chassis desenvolvido por outra parte, não poderia contar pontos para o campeonato de equipes. Que confusão...

Nem entrou na Fórmula 1 e a Prodrive já causa bastante polêmica nos bastidores da categoria. Mais uma vez, a FIA comprova sua incrível capacidade de se enrolar nas tarefas mais importantes. Vale lembrar que, em meados do ano passado, 22 equipes candidataram-se à vaga aberta de 12ª escuderia da Fórmula 1. A entidade máxima analisou todas e, após uma longa novela, escolheu a Prodrive.

Fica a pergunta: será mesmo que não havia nenhuma outra candidata menos complicada?


Os boatos da silly season da Fórmula 1 não páram. Nesta terça, a bola da vez foi Sebastian Vettel. Apenas alguns dias depois de sua espetacular atuação no Grande Prêmio da China - em que foi quarto com um carro da Toro Rosso - o jovem alemão foi apontado como possível substituto de Fernando Alonso na McLaren.

Porém, a hipótese, levantada pelo diário germânico Bild, não demorou muito a ser desmentida. Dessa vez, quem veio a público negar os rumores foi Norbert Haug, principal dirigente da Mercedes, a parceira da McLaren. Pelo visto, Vettel não tem mesmo muita chance de correr no time prateado em 2008. Mas seu passe já está bem mais valorizado.

Outro que tem tido seu nome envolvido em vários rumores é Ralf Schumacher. O alemão, que recentemente confirmou sua saída da Toyota no fim do ano, está sendo ligado a três equipe: Williams, Spyker e Prodrive. Uma situação bastante irônica para alguém que, na opinião de muitos, não merece mais um lugar na Fórmula 1. Nessa altura, entretanto, a experiência de Ralf está fazendo diferença.

Esse seria o principal fator do suposto interesse de Williams e Prodrive no alemão: ambas as equipes estariam contando com sua vasta quilometragem para ajudar no desenvolvimento de seus carros. Um acordo com a Spyker, por outro lado, aconteceria por motivos diferentes: basta dizer que Ralf é amigo íntimo do novo dono do time laranja, o milionário indiano Vijay Mallya.

Pois é... pelo visto, aqueles que não agüentam ver o Schumacher mais novo na Fórmula 1 ainda devem precisar aturá-lo por algum tempo...


E continua a baixaria nos bastidores na Fórmula 1. Agora, ganha destaque na mídia inglesa uma rixa entre o tri-campeão Jackie Stewart e o presidente da FIA, Mas Mosley. Tudo porque este último - irritado com as críticas do outro à decisão do Conselho Mundial no caso de espionagem - chamou o ex-piloto de a certified half wit (algo como "um imbecil com certificado, na tradução literal).

Stewart, evidentemente, não gostou nada e já considera processar Mosley. O presidente da FIA, porém, não se intimidou e respondeu de imediato à ameaça do tri-campeão, dizendo que "ninguém na Fórmula 1 leva a sério as opiniões dele (Stewart)" e que nem considera pedir desculpas ao escocês. Nossa, que dramático...

Ao mesmo tempo, o pivô do imbróglio de espionagem, Nigel Stepney, confirmou hoje que vai, sim, lançar sua auto-biografia no ano que vem. Após ter sido deixado de lado por sua antiga editora, que desistiu do acordo na última semana, o inglês anunciou a publicação de seu livro de forma independente.

Ninguém pode adivinhar o que virá nas páginas da obra de Stepney. Em entrevistas recentes, o ex-mecânico chefe da Ferrari atacou a equipe vermelha de maneira agressiva, dando a entender que o time de Maranello também teria os seus "segredos". Jean Todt e outros dirigentes da escuderia do cavalinho apressaram-se em negar as acusações que, por enquanto, ainda são totalmente infundadas.

De qualquer maneira, mesmo não tendo como provar suas palavras, Stepney representa um risco gigantesco à reputação da Ferrari.


Uma tragédia abalou o mundo do motociclismo no último domingo: a morte prematura de Norick Abe, após um acidente com um caminhão na cidade japonesa de Kawasaki, onde ele morava. Ao longo de sua carreira na antiga 500cc e na MotoGP, Abe participou de 144 GPs. e venceu três vezes. O vídeo abaixo é uma sincera homenagem do Blog. São cenas de seu maior triunfo, no G.P. do Japão de 1996, à frente de sua torcida:



Nesta quarta, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, apresentando o número 7 da lista dos Dez Acidentes Mais Espetaculares da História. E depois, ao longo do dia, comentários sobre as notícias mais recentes do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos:
David Richards - http://www.grandprix.com/
Carro da McLaren - http://www.gpupdate.net/
Sebastian Vettel - http://www.gpupdate.net/
Ralf Schumacher - http://www.gpupdate.net/
Jackie Stewart - http://www.abdn.ac.uk/

6 comentários:

yuri disse...

bela e merecida homenagem ao abe, essa vitória dele em suzuka eu não conhecia, mas foi um marco para os pilotos japoneses. muito triste a morte dele, era um dos melhores da sua geração e um dos melhores de seu país que já passaram pela motogp.

psdriver disse...

Sobre os boatos: acredito que o Vettel continua na Toro Rosso e que Ralf vai para a Spyker ou para a Prodrive. Não gosto do Ralf e torço para que ele abre espaço para outro piloto mais novo, mas se as equipes gostam dele ele continua.

Valeu!

Vinicius Grissi disse...

Acho que você acerta o palpite lá no Marcação Cerrada!

E na F1, realmente já esperava que podia não sair esta parceria. Me parece ter alguma coisa muito estranha nela.

Raissa Póvoa disse...

Ainda é cedo para ver o Vettel como um grande piloto, sem falar que isso pode prejudica-lo pois a pressão vai ficar grande demais.
Acho que se for para alguem substituir Alonso esta mais para Rosberg.

alex disse...

Vettel na McLaren?? Ihh, agora eu quero ver Hamilton!! Só espero que o Ralf não arrume lugar, ele não merece!!

Felipe Maciel disse...

também achei absurda a atitude do Mosley e, pra variar, ele não voltou atrás! Sujeitinho mais arrogante, não tem um pingo de respeito com aqueles que são muito mais dignos que ele. Tomara que o Stewart processe mesmo, aproveitando que ele tá pedindo.

Sobre a Prodrive, não sabemos se ele estréia ano que vem, o certo é que Paffett, Spengler e de la Rosa estão fora. Acho que podem firmar um acordo com a Reanult e salvar a pele de Ralf e Fisico, embora seja cedo pra dizer.