quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Dicas úteis para quem vai ao Grande Prêmio do Brasil (reprise)

(Este post já foi publicado no dia 11 de agosto, quando a Fórmula 1 estava no meio das férias de verão da Europa e a falta de assunto era latente. Agora, com a proximidade do G.P. Brasil, é hora de reapresentar as dicas para aqueles que não viram na época...).

Do "alto" das minhas sete experiências no Grande Prêmio do Brasil em Interlagos - esse ano vai ser a oitava - segue abaixo uma pequena listinha de dicas bastante úteis para quem vai à corrida. Acreditem, cada uma delas faz diferença:

1) Chegue cedo: Essa é óbvia para todos que já foram ao G.P. Se você é novato, tente chegar, no máximo, até as 10 horas da manhã. Depois disso, esqueça. Só vai arranjar um lugarzinho bom, no alto da arquibancada e vendo o telão, se fizer amizade com a galera que está lá desde a madrugada. Tecnicamente, os ingressos desse ano têm lugar marcado. O que não deve passar de pura decoração, é claro.

2) Compre um protetor para o ouvido: Até o ano passado, eu nunca havia achado necessário comprar a tal espuminha para colocar na orelha. Fui isso que disse aos meus primos mineiros quando fomos juntos à corrida de 2006. Até hoje, eles ainda não me perdoaram. Portanto, se você faz a sua estréia, compre e veja se precisa você mesmo.

3) Leve almofadas: Parece frescura mas não é nem um pouco. Já experimentou ficar sentado de cinco a seis horas na confortável arquibancada de Interlagos? Além disso, as almofadas desempenham uma outra tarefa importantíssima: guardam o lugar quando é preciso ir ao banheiro. Para não sujar aquela que está no sofá, improvise o acolchoado da cadeira da piscina, por exemplo.

4) Não esqueça o protetor solar: Outro item de vital importância. Você não pode se preocupar apenas com os biscoitos e a máquina digital. Se estiver indo de arquibancada descoberta e esquecer o protetor, nem os zilhões de bonezinhos da Ferrari vendidos ao redor do autódromo vão te salvar.

5) Compre os tickets antes: Essa é de extrema importância. Logo depois de arrumar o seu lugar na arquibancada, dirija-se ao local das bebidas e das comidas. Abasteça-se de 15 a 20 tickets para depois, na hora da muvuca, não ter de passar pela primeira fila. Mesmo assim, é praticamente impossível escapar do empurra-empurra. Ainda mais depois que a galera se anima com a cerveja, não é?

6) Não leve a irmã, prima, namorada, noiva, mulher, mãe, etc, etc: Erro fatal cometido por estreantes. Se não bastassem as cantadas dos homens - que estão numa proporção de 50 para 1 mulher - ainda é um tanto desconfortável, para as moças, encarar o escatológico banheiro químico. Só leve uma acompanhante se ela for muito cuca fresca. Ou se, digamos, os atributos físicos não chamem muita atenção...

7) Use o transporte especial do evento: Vários ônibus ficam estacionadas do lado de fora do autódromo e saem para locais chaves de São Paulo - como o aeroporto - assim que ficam cheios. É mais rápido e prático do que ficar procurando um táxi ou esperando aquele cara que parou atrás de você no estacionamento.

8) Evite ir de avião...: Em todos os meus sete anos de experiência no G.P. Brasil, a situação do aeroporto de Congonhas após a corrida era um caos. Neste ano, então, o local estará próximo do apocalipse. Se você, assim como eu, não é de São Paulo, prefira algum outro meio de transporte.

9) ... mas se não tiver outro jeito: Passe no aeroporto antes da corrida e deixe suas malas no Guarda-Volumes. Assim, você não precisa voltar ao seu hotel após o G.P. Só tome cuidado para não chegar muito tarde no autódromo.

10) Vá preparado para levar um ferro: Dica puramente psicológica. Se você está esperando gastar apenas um pouco mais do que o preço do ingresso, vá tirando seu cavalinho da chuva. Tudo lá dentro é absurdamente caro. Até um copo de água sem gás dói no bolso. Mas fique com uma certeza: por mais que você leve prejuízo, tudo vale muito, muito a pena!

Até o final do dia, o Blog volta comentando as notícias desta quinta. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Protetor de ouvido - www.foxtrot.com.br
Protetor Solar - www.submarino.com.br
Torcida Feminina - www.folha.uol.com.br

15 comentários:

maurício disse...

eu já tinha visto mas nem lembrava mais. Vou tentar não esquecer esse post para qunando eu tiver indo na corrida de 2008...

Abs

júlio disse...

uma pergunta: demora muito pra ENTRAR no autódromo?

Blog F1 Grand Prix disse...

Júlio,

Geralmente, não mais do que 10 ou 15 minutos, dependendo do horário em que você chegar. Eu só tive problemas em 2000, quando as catracas quebraram, os ingressos passaram a ser conferidos manualmente, e uma fila quilométrica apareceu...

Mas fique tranqüilo, entrar no autódromo não demora nada!

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Café com F1 disse...

Hahahahaha....este é meu quarto ano, e o terceiro com minha esposa (que ano passado era noiva e ano retrasado namorada...)! Mas sou tranqüilo, vc poderia acrescentar na dica. "Mas se for levar, tenha espírito esportivo, vai de bem com a vida por que vai ter que agüentar)

Abraços!

Rio Kart disse...

Acessei seu blog pra te fazer uma pergunta sobra "ir ao GP Brasil" e olha o post que eu encontro! Lembro dele.

Diante do atual panorama (eu sem ingresso), estou pensando em me debandar até Interlagos e, infelizmente, recorrer aos cambistas. Quero saber se nos anos anteriores você chegou a reparar qual era a oferta desses ingressos, o preço... me disseram que muitos (cambistas) ficam com ingressos na mão no dia da corrida e vendem pelo preço que compraram. Será que dá pra comprar um ingresso não tão caro indo no domingo ou no sáb?

Enfim, é o desespero.]

Sem querer exigir demais,

Abraço!

Net Esportes disse...

Boas dicas, mas infelizmente eu não vou, espero que um dia eu possa ter essa alegria de ir !!!!

Lucas disse...

Uma pergunta... pode levar comida na mochila?

Pantaneiro disse...

Rio Kart, no site do Téo José ele fala em cambistas vendendo ingressos por até R$ 10.000,00.... por isso desanimei.

Pantaneiro disse...

Rio Kart, no site do Téo José ele fala em cambistas vendendo ingressos por até R$ 10.000,00.... por isso desanimei.

Pantaneiro disse...

P/ Rio Kart.... Fui ler a matéria ela tem ingresso ( o mais barato) de R$ 500,00.... explica que o valor original deste era de R$ 350,00
Ja da pra animar de novo....

Rio Kart disse...

Pantaneiro,

haha... 500 dá uma animada msm! Eu li a matéra do 10.000 (paddock), mas uma amiga de SP me disse q a história é outra, mais animadora do que os 500, diga-se de passagem.

Pantaneiro disse...

Rio Kart, tomara que voce tenha razão! Faço votos de que vc consiga ir e que de tudo certo. Infelizmente, foi comunicado pelo meu Patrão que irei a Fazenda amanhã cedo para resolver assuntos profissionais e só retornarei no Domingo a tarde. Este eu ja sei só vou ver pela TV.

Blog F1 Grand Prix disse...

Desculpe a demora nas respostas, é que só cheguei agora!

Fábio,

Sempre tem cambista em volta do autódromo. Os preços ficam por aí mesmo: o mais barato custa uns 500, o mais caro chega a 10000. Só não sei se os ingressos são mesmo válidos...

Lucas,

Em todos esses anos, nunca reteram biscoitos, salgadinhos e coisas do tipo. Eles só não deixam entrar garrafas de água mineral.

Grande abraço a todos!

Gustavo

Lucas disse...

faz 14 anos que vou a f1 e quem vai no setor A tem uma imensa enorme fila sim
já para quem vai comprar de cambistas na hora, aconselho a compra o ingresso bem em cima da hora mesmo, quando os carros saem dos boxes para se alinharem no grid, o preço ja abaixa e mto
abração

Felipe Maciel disse...

Lembro desse post, eu havia comentado que era outra lista de dicas das 10+ hehehe

Abs