segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Alonso insinua que McLaren não o quer em 2008

Mais um capítulo da novela "Para onde vai Fernando Alonso?". Nesta segunda, o espanhol mostrou todo o seu ressentimento com a McLaren ao afirmar que o time prateado não parece ter vontade de mantê-lo na próxima temporada. O desabafo veio numa entrevista ao site Sportinglife, a apenas seis dias da finalíssima do campeonato, o Grande Prêmio do Brasil.

"Pelo visto, a McLaren já está satisfeita com um de seus pilotos", ironizou Alonso, para depois completar num tom desafiador: "Mas não tenho problema com isso. Existem dez ou mais equipes interessadas em mim".

De fato, praticamente todas as equipes da Fórmula 1 - com exceção, talvez, da Ferrari - devem sonhar com a possibilidade de contar com o bi-campeão no futuro. Afinal de contas, Alonso não é um piloto a ser desprezado, apesar de sua personalidade bastante complicada. O espanhol pode ser difícil de lidar, mas é indiscutivelmente um piloto que faz diferença na pista.

Fica na McLaren, volta para a Renault ou apronta uma surpresa e vai para uma outra equipe? É essa a pergunta que está travando o mercado de pilotos e fazendo a festa da indústria de boatos da Fórmula 1. Até pouco tempo, eu ainda apostava na permanência de Alonso no time prateado. Agora, já mudei de idéia.

Desprestigiado dentro de seu próprio time, o bi-campeão só teria razão para ficar se a McLaren continuasse com o melhor carro do pelotão. Não é isso que se pronuncia para o ano que vem. A multa de 100 milhões de dólares imposta pela FIA em virtude do caso de espionagem vai, sim, atrapalhar o time prateado em 2008. E Alonso tem consciência disso.

Ao mesmo tempo, a Renault assinala com uma boa possibilidade de retornar aos dias de vitória na próxima temporada, com um carro que vem sendo desenvolvido desde a primeira metade do atual campeonato. Isso sem falar, é claro, no status de piloto principal que Alonso teria na equipe francesa.

Para mim, parece claro que o desejo do espanhol é voltar à Renault, e não apenas pressionar a McLaren em busca de mais apoio.


É cada vez mais complicada a situação da Prodrive, equipe que deveria estrear na Fórmula 1 na próxima temporada. Contestada por uma legião de times independentes - liderada pela Williams - a escuderia novata corre sério risco de não alinhar no grid em 2008. A discussão sobre a legalidade da Prodrive pode acabar, inclusive, na Justiça Comum.

A equipe estreante pretende usar chassis comprados, o que é proibido pelo atual Pacto da Concórdia. O presidente da FIA, Max Mosley, está ao lado da Prodrive, mas o seu apoio pode não ser suficiente para convencer os outros times da Fórmula 1. Para decidir o impasse, uma audiência na Corte de Apelações da entidade, em Paris, foi marcada para o dia 24 de outubro.

Nesta segunda, porém, a Williams anunciou que não vai comparecer à audiência da FIA por não considerar legítimo o veredito da reuinão. O argumento do time de Nico Rosberg e Kazuki Nakajima é que o Pacto da Concórdia não pode ser alterado apenas para facilitar a entrada da Prodrive. Uma postura - é preciso que se diga - muito correta.

Para fazer valer seus interesses, a Williams também confirmou que está disposta a levar a indefinição à Justiça Comum, caso a FIA tome uma medida independente. Mais do que nunca, a situação da Prodrive é bem complicada. Nessa altura, se precisasse apostar, diria que a equipe estreante não consegue estrear em 2008. O apoio de Max Mosley é importante, mas não faz toda essa diferença.

Se ainda fosse Bernie Ecclestone negociando no lugar do presidente da FIA...


O mercado de pilotos está em compasso de espera por causa da indefinição de Fernando Alonso e do impasse da Prodrive. Apesar disso, a slly season da Fórmula 1 continua a todo vapor. Hoje mesmo, o jornal Welt am Sonntag garantiu que Nico Rosberg teria recebido uma oferta de 21 milhões de dólares da Toyota. Dá para acreditar?

Acho que não. Rosberg tem contrato com a Williams até o fim de 2008. Antes disso, dificilmente sai da equipe inglesa. E a Toyota também está praticamenta acertada com outro piloto germânico, Timo Glock, para substituir o dispensado Ralf Schumacher. O campeão do recém-encerrado campeonato da GP2 está pertinho de assinar com a escuderia japonesa.

Outro nome também cotado para um cockpit na Toyota era o de Adrian Sutil. Era. Também nesta segunda, o piloto da Spyker negou estar em negociações com o time nipônico. A razão: Sutil quer uma vaga numa equipe de ponta e a Toyota, atualmente, não chega ao nível pretendido pelo alemão. Os dirigentes da equipe japonesa, coitados, tomaram uma bela esnobada.

Enquanto isso, Sebastian Vettel continua com o prestígio em alta na Toro Rosso. Em entrevista ao periódico alemão Express, publicada ontem, um dos principais dirigentes da equipe, Gerhard Berger, rasgou elogios à jovem revelação. Disse que pretende mantê-lo na Toro por muito tempo e que Vettel, no futuro, será um piloto de ponta.

Eu assino embaixo.


Dando seqüência ao aquecimento para o Grande Prêmio do Brasil, o vídeo do dia é um resumo de uma das edições mais memoráveis da prova, a de 2003. Quem viu, certamente, não vai mais esquecer. Vale a pena relembrar os melhores momentos da corrida, narrados por Galvão Bueno:



Eu estava li, no ponto exato em que bateram Mark Webber e Fernando Alonso. Desci as escadas mas, "infelizmente", não havia voado nenhum pedaço de carro para as arquibancadas. Precisei voltar para casa sem nenhum souvenir...

Nesta terça, o Blog volta com a seção Os 10+ do Blog F1 Grand Prix, apresentando o número cinco da lista dos Dez Acidentes Mais Espetaculares da História. E, ao longo do dia, comentários sobre as notícias mais recentes do mundo da velocidade. Até amanhã!

Crédito das fotos: http://www.gpupdate.net/

3 comentários:

psdriver disse...

Estou com voce, Gustavo,o ALonso vai para a Renault em 2008 para mim também. Sobre Prodrive, ainda acho que ela entra no ano que vem, e coloco Glock ao lado de Trulli na Toyota.

Gostei do vídeo essa corrida foi ótima realmente.

alex disse...

Faaala Gustavo. Só cheguei do feriadão agora a noite de segunda e pelo visto voce nem descansou euheuhe

Não vou comentar nos outros posts porque voce escreveu pra caramba mas vou ler tudinho...

Sensacional essa vídeo, principalmente a parte que o Rubinho fica parado e o Galvão fica com uma voz de enterro sem saber o que falar uehuehe

Maragato disse...

bom vídeo como sempre..

Agora, que estou de volta, depois de 1 semana na estrada... vou ter bastante coisa para ler...

hehehehe

mas indo ao assunto Alonso "chorão" X McLaren X Renault, acho que ele vai para a Renault e a Renaul não sei se terá um bom carro para o ano que vem, eu ao menos não levo mta fé, pois se Alonso ir para a Renault, ela vai ficar "lisa" e acho que não terá recursos financeiros para um bom desenvolvimento do carro.

Como sempre, o Blog nota 10!!!

[]'s