terça-feira, 10 de junho de 2008

Hamilton: "Não há quem possa parar a McLaren"

Apenas dois dias após abandonar o G.P. do Canadá de forma vergonhosa, Lewis Hamilton transbordou de otimismo em entrevista ao jornal Daily Express desta terça. Sem medir palavras, o inglês afirmou categoricamente que a McLaren não terá adversários se mantiver o mesmo ritmo de Montreal. Por causa do acidente com Kimi Raikkonen, Hamilton vai perder dez posições no grid do G.P. da França, mas nem isso parece afetar sua confiança:

"Meu astral para as próximas corrida é muito forte. Nós destruímos a concorrência no último fim de semana. Com esse carro, não há quem possa parar a McLaren", afirmou Hamilton. Além disso, o inglês também criticou a regra do safety car, que complicou sua corrida no Canadá: "Nesse ponto, o regulamento é bobo. Se estamos no meio de uma prova, por que precisamos ser parados no fim do pit lane? Mas a regra é assim, e eu respeito. Só acho que os comissários foram muito rigorosos comigo na punição".

Reclamações à parte, Hamilton sabe que não será tão fácil assim garantir o título da atual temporada. Na França, o inglês vai precisar fazer uma difícil corrida de recuperação, saindo do meio do grid. Vale lembrar que, no ano passado, Fernando Alonso largou de décimo e - mesmo fazendo prova bastante agressiva - não passou de sétimo. Apesar disso, Hamilton continua firme na disputa pelo campeonato.

Mas a bobagem em Montreal pode custar muito, muito caro.



A Toro Rosso acaba de ganhar mais uma compradora em potencial. Agora, quem aparece como mais nova candidata a adquirir o time de Vettel e Bourdais é a Ultimate, equipe presente em categorias de base como a World Series e a Fórmula 3 Inglesa. "Estamos negociando. Se tudo der certo, o objetivo é colocar nossa escuderia no grid da Fórmula 1 já em 2009", revelou o dono da Ultimate, Barry Walsh, à Autosport. Ter uma equipe novata com pedigree no esporte a motor seria uma ótima notícia.

Na Renault, o clima é de total desilução com a péssima fase que o time atravessa. Nesta terça, o grande astro da escuderia francesa, Fernando Alonso, deu os primeiros indícios de que pode estar jogando a toalha: "Teremos algumas novidades para as próximas corridas. Se o pacote não funcionar, porém, a temporada já estaria encerrada. Aí, seria o caso de começar a planejar o ano que vem", disse Alonso. Mas será que o bicampeão vai aceitar permanecer na instável Renault em 2009?

Para fechar o giro pelas notícias do dia, vale registrar a volta de Lucas di Grassi à GP2. Atual vice-campeão da categoria, o brasileiro vinha exercendo o cargo de piloto de testes da Renault, sem muita visibilidade. Até ontem, quando foi anunciado que di Grassi vai substituir o inglês Ben Hanley na equipe Campos, uma das principais da GP2. O líder do campeonato, Bruno Senna, soma 24 pontos após três etapas. Faltam mais sete para o encerramento da temporada.

Será que dá tempo para Lucas entrar na briga pelo título?



O vídeo do dia mostra a ultrapassagem do ano até aqui. Felipe Massa sobre Heikki Kovalainen e Rubens Barrichello, ao mesmo tempo, no hairpin do circuito Gilles Villeneuve. Vale a pena conferir:



Até a próxima!

Crédito das fotos:
www.gpupdate.net

10 comentários:

Dé Palmeira disse...

Acho que um pouco de humildade é sempre bom.
Hamilton já disse que estaria presente em todos os pódios até o final da temporada e queimou a língua no Domingo.

Dizer que ninguém segura a McLaren pode ser interpretado como uma certa arrogância, além disso esse é o campeonato mais disputado dos últimos anos e esses pontos perdidos no Canadá podem fazer falta no final.

Quatro pilotos estão lutando pelo título de campeão e provavelmente a briga será decidida ponto a ponto nas últimas provas.

Dé Palmeira disse...

A ultrapassagem do Massa em cima do Barrichelo e Kovalein foi simplesmente sensacional.

Parecia que o Honda e o McLaren estavam parados, Felipe chegou e passou com toda facilidade, no ponto mais difícil do circuito.

Nunca fui muito fã do Massa mas tenho que reconhecer que esse ano ele tem feito ótimas corridas.

Luis Carvalho disse...

Sem palavras no que diz respeito à ultrapassagem. Massa em grande...

Quanto ao Hamilton... Só no fim do campeonato é que vamos ver quem vai parar quem..

GiglioF1 disse...

Gustavo,

O Massa mostrou que ganhou muita confianca e afiou seu senso de oportunidade... Na França acho que pode ser dele..!!

abraço!

F1 + disse...

Eh ele realmente "destruiu" a concorrência no final de semana!!!

Bem colocado Hamilton!

Abraços,

Rodrigo Segura

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens!

Dé Palmeira: Também me lembrei da declaração do Hamilton sobre os podiuns depois de publicar este post. O inglês está exagerando um pouco nas suas palavras. Excesso de otimismo é um péssimo sinal. No ano passado, Hamilton não era assim...

Grande abraço a todos,

Gustavo Coelho

Guga Schultze disse...

Acho que o erro de Raikkonem em Mônaco está dentro da normalidade, mas o erro de Hamilton não. Porque Raikkonem vinha saindo do túnel, pé embaixo e talvez tenha acionado o freio forte demais, porque o Sutil diminuiu muito pra fazer a gincane, à sua frente. Ou seja, o Raikkonem viu o carro do Sutil e tentou evitar. O Hamilton não viu nada, nem luz vermelha, nem dois carros parados bem na sua frente...
Na França os favoritos serão os mesmos: Massa, Raikkonem, Kubica... e Hamilton, apesar da punição no grid.

GiglioF1 disse...

Gustavo,

Algo mais do Giglio...Hamilton tem toda a razao....Ninguém para a McLaren este ano!!!..Nem mesmo 2 carros parados esperando o verde!!!!

Abraco!

Speeder_76 disse...

A ultrapassagem é excelente. E digo mais: o grande beneficiado no meio disto tudo tem sido o Massa (para além do Kubica, claro). Se o brasileiro ganhar em Magny-Cours, podem considerá-lo como sério candidato ao título!


Em relação ao Hamilton... pela boca morre o peixe, não é?

Speeder_76 disse...

Só mais uma: a Ultimate é patrocinada pela gasolineira angolana Sonangol, que está a deitar milhões na equipa. portanto, a ideia de no futuro ter algo português não deve ser colocada totalemte de parte...