quinta-feira, 12 de junho de 2008

Ferrari abre testes de Barcelona na liderança

Luca Badoer foi o mais rápido no primeiro dia de testes em Barcelona, onde a Fórmula 1 inicia sua preparação para o Grande Prêmio da França. O piloto reserva da Ferrari liderou a tabela de tempos desde a manhã, e finalizou as atividades com dois décimos de vantagem para seu adversário mais próximo, Robert Kubica. Completando os três melhores, veio a Red Bull de David Coulthard.

Os testes de hoje transcorreram com relativa tranqüilidade. Não houve registros de problemas mecânicos ou saídas de pistas relevantes, e a bandeira vermelha não precisou ser acionada. À exceção de BMW e Red Bull, as equipes optaram por escalar apenas pilotos de testes. Apontado pela imprensa européia como possível titular da Renault na próxima temporada, o francês Romain Grosjean fez sua estréia com o modelo R28 da equipe francesa, e fechou na oitava posição.

Na Honda, a novidade foi o retorno de Anthony Davidson, piloto de testes da escuderia entre 2001 e 2006. Desempregado desde a falência da Super Aguri, o inglês voltou a guiar um Fórmula 1 pela primeira vez em dois meses, terminando em sexto lugar. Apesar da presença em Barcelona, Davidson vem sendo ignorado nos boatos de meio de temporada, e dificilmente vai ganhar outra chance como titular tão cedo.

A seguir, os tempos desta quinta:

1. Luca Badoer/Itália/Ferrari, 1:22.412s (82 voltas)
2. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:22.682s (69)
3. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:22.724s (21)
4. Sebastien Buemi/Suíça/Red Bull, 1:22.764s (79)
5. Gary Paffett/Inglaterra/McLaren, 1:22.938s (36)
6. Anthony Davidson/Inglaterra/Honda, 1:23.208s (81)
7. Nico Hulkenberg/Alemanha/Williams, 1:23.619s (112)
8. Romain Grosjean/França/Renault, 1:23.899s (60)
9. Kamui Kobayashi/Japão/Toyota, 1:24.442s (82)

A bateria de testes em Barcelona prossegue amanhã e encerra-se no próximo sábado.



Robert Kubica acaba de vencer o G.P. do Canadá e lidera o campeonato da Fórmula 1. Mas isso não significa que o polonês vai ganhar todos os privilégios dentro da BMW. Ao menos, é isso o que garante o chefe de equipe Mario Theissen. "Não vamos mudar de estratégia nas próximas corridas. Os pilotos terão o mesmo equipamento e vão receber tratamento idêntico por parte do time", disse Theissen ao site Autosport.

Na Renault, a notícia do dia foi uma reportagem do Diario Sport. Segundo a publicação, Fernando Alonso teria recebido um prazo para comunicar à equipe se permanece ou não na próxima temporada. Como a Renault não cumpriu as metas estipuladas no contrato do bicampeão, Alonso estaria livre para deixar o time francês, mas deve revelar sua decisão até o dia 31 de julho. O destino do espanhol, a princípio, seria a BMW.

Em Le Mans, a Peugeot confirmou seu favoritismo e conquistou os três primeiros lugares no grid de largada para a legendária prova das 24 Horas. Na pole, aparece o experiente trio Stephane Sarrazin/Pedro Lamy/Alexander Wurz. O brasileiro Ricardo Zonta sai de segundo, enquanto o campeão Jacques Villeneuve lidera a formação da Peugeot que larga da terceira colocação. Principal adversária da marca francesa, a Audi colocou seus representantes em quarto, quinto e sexto no grid.

As 24 Horas de Le Mans têm largada marcada para as 10 horas da manhã no próximo sábado, horário de Brasília.



O vídeo do dia mostra que Lewis Hamilton não é talentoso apenas atrás do volante. No violento esporte bretão, o inglês também mostra habilidade. A dica é do ótimo blog Voando Baixo:



Até mais!

Crédito das fotos:
www.gpupdate.net e www.motorsport.com

2 comentários:

Blog F1 Trulli disse...

esse treino foram escalados, os reservas dos reservas (bem fraco)... huahauhau

BMW...ñ cometeriam a burrice de ñ trabalhara agora focados em Kubica (só ñ vai admitir)...

Toyota, corrida q Trulli tinha grandes chances (Mônaco) da td errado e justamente na pista q tava TUDO dando errado (sem falar q Trulli "detesta" Canadá) acaba saindo o melhor result (pra Toyota) hauahuahuahauhau

abraços
Até +

Loucos por F-1 disse...

Acho muito difícil a BMW não favorecer Kubica na briga pelo título. Esta declaração foi apenas para abafar o caso.

Abraços!

Leandro Montianele