domingo, 11 de maio de 2008

Vitória de Felipe Massa no Grande Prêmio da Turquia

A pista de Istambul Park tem dono. Pelo terceiro ano consecutivo, Felipe Massa dominou o Grande Prêmio da Turquia, vencendo a prova deste domingo com bastante autoridade. O piloto brasileiro precisou derrotar a inesperada oposição de Lewis Hamilton, que chegou a liderar parte da corrida e terminou num promissor segundo lugar. Kimi Raikkonen ficou limitado ao terceiro posto, enquanto Rubens Barrichello e Nelsinho Piquet não passaram das posições intermediárias.

O dia amanheceu ensolarado em Istambul, embora a temperatura continuasse fria como no restante do fim de semana. Já no grid de largada, a Ferrari mostrou que apostaria numa tática diferente. Ao contrário dos adversários, a equipe italiana optou por calçar seus pilotos com pneus macios desde o início. BMW e McLaren davam pinta de usar uma estratégia idêntica, começando com compostos duros para fazer duas paradas ao longo da prova. Mas não seria bem assim para o time prateado.

Na largada, Massa saiu bem e manteve a ponta com certa facilidade. Ao mesmo tempo, Hamilton pulou melhor do que Heikki Kovalainen, tomando a segunda posição antes mesmo da primeira curva. Kovalainen ficou lado a lado com Robert Kubica, mas conseguiu segurar a terceira posição. Pior para Kimi Raikkonen, que ficou espremido e acabou perdendo o quinto lugar para Fernando Alonso. Mais atrás, um acidente obrigou a entrada do safety car.

Saindo de último, Giancarlo Fisichella tentou recuperar o prejuízo rápido demais e se deu mal. O italiano acertou a traseira de Kazuki Nakajima, encerrando a corrida dos dois já de cara. A Force India de Fisichella espalhou vários detritos na pista, o que forçou a intervenção do safety car. Outros que ficaram para trás logo no início foram Timo Glock e Nelsinho Piquet. O alemão teve uma largada horrorosa e atrapalhou Nelsinho, que vinha justamente atrás no grid. Na saída da primeira curva, os dois já haviam caídos para as últimas posições.

Não durou mais do que duas voltas o período de safety na pista. O carro de segurança entrou nos boxes de repente, e pegou a McLaren de surpresa. Momentos antes, o time prateado havia chamado Kovalainen para um pit stop estratégico, que acabou se revelando um desastre. A nova tática derrubou o finlandês para o fim do pelotão, e estragou o ótimo desempenho na classificação de ontem. Menos mal que a McLaren ainda contava com Hamilton, que mantinha um ritmo semelhante ao do líder Massa.

Os dois primeiros andaram colados até a primeira rodada de pit stops, sem jamais ficarem separados por mais de um segundo e meio. Enquanto isso, Raikkonen enfrentava dificuldades atrás de Alonso, na disputa pelo quinto lugar. Após algumas voltas atrás do espanhol, Raikkonen conseguiu uma bela manobra na reta oposta de Istambul, subindo para quarto. Mas o finlandês já estava distante demais para lutar pela vitória.

Alonso foi o primeiro piloto a visitar os boxes, na volta 15. Logo depois, Hamilton fez o mesmo, saindo em apenas 6.4s. A curta parada, porém, não foi suficiente para que o inglês ganhasse a liderança, já que Massa abriu uma pequena distância nas voltas que antecederam seu pit stop. O piloto brasileiro retornou logo à frente de Hamilton, mas o inglês estava claramente mais rápido. Pela primeira vez em um bom tempo, a briga pela liderança era na pista.

Sem hesitar, Hamilton partiu para cima de Massa. O inglês realizou sua manobra no fim da reta oposta, arriscando tudo para tomar a primeira posição. Talvez pensando na corrida, Massa não resistiu como seria esperado, e Hamilton tomou a ponta. Nas voltas seguintes, o inglês disparou na liderança, com uma seqüência de voltas extremamente rápida. Logo ficou claro que Hamilton e a McLaren haviam feito uma mudança de estratégia, apostando em três paradas para superar Raikkonen, que vinha em terceiro após superar Kubica na primeira rodada de paradas.

No meio do pelotão, as brigas eram animadas. Precisando se recuperar após o erro estratégico da McLaren, Kovalainen vinha fazendo várias ultrapassagens. Ao longo da prova, o finlandês realizou manobras difíceis sobre Sebastian Vettel, Timo Glock e David Coulthard, sempre ajudado pela impressionante potência do motor Mercedes. Por sua vez, Sebastien Bourdais tornou-se o terceiro e último abandono do dia, após rodar por causa de um problema mecânico na sua Toro Rosso.

Lá na frente, o líder Hamilton visitou os boxes pela segunda vez na volta 32, retornando em terceiro lugar. Depois que Massa e Raikkonen fizeram suas últimas paradas, o inglês voltou a assumir a ponta. Mais uma vez andando no limite, Hamilton conseguiu abrir vantagem suficiente para bater Raikkonen na luta pelo segundo lugar. A vitória, entretanto, estava nas mãos de Massa. O piloto brasileiro apenas administrou o primeiro lugar nas últimas voltas, vencendo com uma tranqüila distância para Hamilton. Mas, para o inglês, o segundo lugar já foi um excelente resultado.

Atrás do burocrático Raikkonen, a BMW fez uma corrida bastante discreta. Como vem sendo usual nesta temporada, Kubica superou Nick Heidfeld sem problemas. O polonês ficou em quarto, enquanto o alemão finalizou em quinto. Na seqüência, Fernando Alonso conseguiu um suado sexto lugar, tirando o máximo que o carro da Renault permite. Por fim, Mark Webber e Nico Rosberg fecharam a zona de pontução, com performances seguras e sem erros.

Após ser ultrapassado por Button na largada, Rubens Barrichello acompanhou o companheiro ao longo de toda a prova. As paradas de pit stop terminaram não sendo boas para o veterano, que perdeu posições e não passou de 14º na classificação final. Já Nelsinho Piquet encerrou a prova apenas no 15º lugar, culpa da péssima posição de largada e do tempo perdido logo na primeira volta. Logo abaixo, o resultado completo do Grande Prêmio da Turquia:

1. Felipe Massa/Brasil/Ferrari, 58 voltas em 1h26:49.451s
2. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, a 3.779s
3. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, a 4.271s
4. Robert Kubica/Polônia/BMW, a 21.945s
5. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, a 38.741s
6. Fernando Alonso/Espanha/Renault, a 53.724s
7. Mark Webber/Austrália/Red Bull, a 1:04.229s
8. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, a 1:11.406s
9. David Coulthard/Escócia/Red Bull, a 1:15.270s
10. Jarno Trulli/Itália/Toyota, a 1:16.344s
11. Jenson Button/Inglaterra/Honda, a 1 volta
12. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, a 1 volta
13. Timo Glock/Alemanha/Toyota, a 1 volta
14. Rubens Barrichello/Brasil/Honda, a 1 volta
15. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, a 1 volta
16. Adrian Sutil/Alemanha/Force India, a 1 volta
17. Sebastian Vettel/Alemanha/Toro Rosso, a 1 volta
Não classificados:
Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, Problema mecânico na volta 24
Kazuki Nakajima/Japão/Williams, Acidente na volta 1
Giancarlo Fisichella/Itália/Force India, Acidente na volta 1
Volta mais rápida: Kimi Raikkonen, 1:26.506s na volta 20

Mundial de Pilotos: 1. RAIKKONEN, 35 pts; 2. Massa e Hamilton, 28 pts; 4. Kubica, 24 pts; 5. Heidfeld, 20 pts; 6. Kovalainen, 14 pts; 7. Webber, 10 pts; 8. Alonso e Trulli, 9 pts; 10. Rosberg, 8 pts; 11. Nakajima, 5 pts; 12. Button, 3 pts; 13. Bourdais, 2 pts; 14. Coulthard, Glock, Fisichella, Barrichello, Piquet, Sato, Davidson, Sutil e Vettel, 0 pts.

Mundial de Construtores: 1. FERRARI, 63 pts; 2. BMW, 44 pts; 3. McLaren, 42 pts; 4. Williams, 13 pts; 5. Red Bull, 10 pts; 6. Renault, 9 pts; 7. Toyota, 9 pts; 8. Honda, 3 pts; 9. Toro Rosso, 2 pts; 10. Force India e Super Aguri, 0 pts

A próxima parada da Fórmula 1 é em Mônaco, no dia 25 de maio. Logo mais, o Blog volta com a seção Análise do Grande Prêmio, repercutindo os desempenhos de pilotos e equipes na Turquia. Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: www.gpupdate.net

9 comentários:

Guilherme (RJ) disse...

E aí, Gustavo...

Estou de alma lavada pela estratégia da McLaren por ter arriscado 3 paradas para o Hamilton.

Já havia torcido por essa tática no GP Espanha quando Alonso veio bem leve, mas não ousou as 3 paradas. Outro que pode (e deve) tentar isso é o Kubica.

Pra mim, o Hamilton foi o nome do dia. Muito bom nos treinos, ótima largada e excelente corrida. A alegria dele no podium constata isso.

Não fosse na Turquia onde o Massa realmente impera, o inglês ganharia essa prova.

PS1): Você colocou o Alonso com 9 pontos na disputa do Mundial de Construtores!!!
Foi equívoco ou provocação ao Nelsinho???

PS2)O Massa foi engolido pelo Hamilton na ultrapassagem. Naquele momento não dava pra saber que o inglês vinha pra 3 paradas.

Esperando pelos comentários!!!

Abraços!!!

nelson disse...

Eu só acho que o Kovalainen parou no começo por estar com algum pneu furado, já que nem abasteceu e o Kimi disse na coletiva que fez a corrida com a asa dianteira danificada em vitrude de um toque com o compatriota, não sei se foi estratégica, vamos esperar... talvez isto explique a apatia do campeão do mundo.

Não nutro muita simpatia pelo Hamilton, mas devo admitir que fez uma grande corrida, diante da estratégia que adotou, li no Tazio que Dennis declarou que a McLaren foi forçada a optar por três paradas, temendo que com duas houvesse risco problemas graves com os pneus.

Bom o fato de ter acontecido várias ultrapassagens bonitas, como as do Kovalainen, a do Piquet sobre o Button, Kimi em Alonso, Hamilton em Massa... bom, essas são as que lembrei agora...

O Fisichella encarnou o Coulthard, visto que este terminou a corrida sem bater em ninguém.

BMW um pouco discreta hoje, pareceu não se encontrar na Turquia, torço para que voltem em Mônaco, mesmo assim é a terceira equipe com sobras, já que Nick chegou em quinto com facilidade vindo de nono, ainda é segunda nos construtores, mas não por muito tempo, acho.

Alonso leva a Renault nas costas, com ele, os franceses conseguem ser o melhor do resto, já com Piquet... sem comentários, apesar da bela ultrapassagem, o saldo começa a ficar devedor.

Webber muito consistente, parece estar motivado para as provas também, não é mais um leão de treinos.

A Williams já começa a ficar para trás, sem grana para desenvolver o carro fica difícil.

Sobre o Barrichello, sem comentários, corrida dentro do limite do seu carro, menção só pela quebra de recorde.

Abraço,
Nelson

Loucos por F-1 disse...

Massa se tornou o Imperador da Turquia mesmo. É a terceira vitória consecutiva do brasileiro em Istambul. Minha esperança agora é que o Massa mantenha a regularidade e encoste ainda mais em Raikkone na briga pelo título.

Foi uma ótima corrida de Hamilton e da McLaren. Parece que estão se recuperando no campeonato e me creio que serão favoritos em Mônaco.

Abraços!

Leandro Montianele

nelson disse...

Ah, claro, ótima corrida de Massa, não se vê domínio semelhante de um piloto em uma pista na F1 atual, talvez Kimi em Spa, mereceu a vitória, cada vez mais demonstra ter aprendido com os erros do começo do campeonato.

Leandrus disse...

Hamilton fez uma corrida para calar a boca dos críticos que tanto o criticavam ultimamente. Largou bem, foi para cima de Massa e fez o que pôde.

Não é perseguição, mas já tá na hora de Nelsinho começar a garantir posições melhores nas corridas. Tá certo que quase tudo deu errado para ele hoje, mas que a situação começa a ficar desconfortável, começa...

Ateh!

Guilherme (RJ) disse...

Já tem Resumo do GP Turquia:

http://br.youtube.com/watch?v=AYm5-WZCSGA

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens!

Guilherme: Valeu pela correção ali na tabela do Mundial de Construtores. Foi um lapso apenas, mas até eu ri do meu erro! Concordo com você: Hamilton foi o nome da corrida. Com um carro inferior, conseguiu superar o Raikkonen, o que não é pouca coisa. Sobre o vídeo: valeu pela dica, esse vai ao ar amanhã se não for retirado pela FOM até lá...

Nelson: Escrevi o texto sem saber desse toque entre os dois finlandeses que você mencionou. Isso explica muita coisa, mas vamos esperar pela confirmação. Coulthard, como você disse, dessa vez não acertou ninguém finalmente, e o Massa teve um desempenho digno de alguém que deseja lutar pelo título.

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho

Marcos Antônio Filho disse...

Boa vitória do Massa,mostrando que a Ferrari ainda sobra no campeonato.Em Mônaco as coisas vão ficar mais equilibradas,a não ser que chova,que ai vira loteria.Hamilton correu muito,me quebrou no bolão,eu ia acertar a Dobradinha!

E o Fisichella tem q ser punido,foi uma entrada criminosa no coitado do Kazuki!rs


abraços!

Notícias de Massa disse...

Opa! Tudo bem? Já deu para perceber que também é amante da F1.
Seu blog tá show! Dá uma passadinha lá no meu tbm.
http://paulamr-net.blogspot.com
Abraço.