domingo, 25 de maio de 2008

Análise do Grande Prêmio - Mônaco/Monte Carlo (25/05/2008)

Análise dos pilotos:

Lewis Hamilton
Após beijar o guardrail no início, não perdeu a concentração e conseguiu a vitória numa reação espetacular. Lidera o campeonato com méritos.
Nota: 9

Robert Kubica
Desempenho seguro e consistente. Kubica já tem pose de piloto de ponta. Cada vez mais, o polonês se estabelece como o líder da equipe BMW.
Nota: 9

Felipe Massa
Só não venceu por culpa da Ferrari e do safety car. Foi perfeito na classificação, mas a corrida fugiu ao seu controle. Mesmo assim, calou os críticos porque mostrou que é bom em Mônaco e na chuva.
Nota: 8

Mark Webber
Marcou pontos pela quinta corrida consecutiva, um recorde na sua carreira. Vive excelente fase, e está facilmente destruindo Coulthard na disputa interna da Red Bull
Nota: 9

Sebastian Vettel
Na pista molhada é simplesmente fantástico. Largando da última fila, foi galgando posições com a paciência de um veterano. Tem tudo para substituir Coulthard na Red Bull na próxima temporada.
Nota: 9

Rubens Barrichello
Já estava na hora de quebrar o jejum de pontos. Na chuva de Mônaco, fez valer a sua experiência e conquistou um merecido sexto lugar.
Nota: 8

Kazuki Nakajima
Salvou a honra da Williams, no 600º G.P. da equipe. Por incrível que pareça, não cometeu absolutamente nenhum erro ao longo da prova. Está amadurecendo de maneira rápida e impressionante.
Nota: 8

Heikki Kovalainen
Nas últimas três corridas, vem tendo uma maré de má sorte persistente. Depois de ficar parado no grid, não desistiu nunca e somou um suado pontinho.
Nota: 7

Kimi Raikkonen
Prejudicado por um erro da Ferrari na formação do grid, também fez suas pataquadas na corrida. No final, o acidente com Sutil deve ter custado alguns fãs.
Nota: 2

Fernando Alonso
Bateu sozinho logo no começo da corrida, e depois causou um acidente evitável com o inocente Heidfeld. Na ânsia de compensar a falta de performance da Renault, tentou andar mais do que o carro e se deu mal.
Nota: 3

Jenson Button
Não conseguiu escapar de um acidente já na primeira volta. A partir daí, lutou para se recuperar, mas em Mônaco isso é muito difícil. Embora seja bom na chuva, não aproveitou a oportunidade.
Nota: 4

Timo Glock
Nessa altura, a Toyota já deve estar quase arrependida de ter contratado o alemão. Em Mônaco, foram três rodadas ao longo da corrida. Glock já começa a se queimar na Fórmula 1.
Nota: 2

Jarno Trulli
Trulli nunca foi um fenômeno na chuva. Dessa vez, ao menos, não comprometeu. Em condições normais, certamente teria pontuado, mas a pista molhada atrapalhou.
Nota: 4

Nick Heidfeld
Fim de semana de cão para Heidfeld. Deu tudo errado para o alemão desde o início. Classificação ruim, corrida cheia de incidentes e várias paradas de box não programadas. Não poderia ter sido muito pior.
Nota: 3

Adrian Sutil
O abandono no final foi de cortar o coração, mas o alemão ainda sai de Mônaco com um saldo muito positivo. Antes ameaçado de demissão, Sutil salvou a carreira com a heróica atuação deste domingo.
Nota: 10

Nico Rosberg
Excelente posição de grid estragada por uma precipitação na primeira volta. Ainda teria pontuado, mas errou no final e acabou destruindo o carro no guard rail de Mônaco.
Nota: 5

Nelsinho Piquet
Fez um tremendo esforço para manter-se na corrida com pneus de chuva, numa pista cada vez mais seca. Mais tarde, bateu num momento em que a sua frustração já era evidente.
Nota: 5

Giancarlo Fisichella
No seu 200º Grande Prêmio, foi muito discreto. Ofuscado pelo companheiro Sutil, vinha no meio do pelotão quando sofreu uma falha mecânica.
Nota: 4

David Coulthard
Destruiu o carro duas vezes em apenas um fim de semana. Está tomando uma verdadeira lavada de Webber. Nesse ritmo, não continua na Fórmula 1 no ano que vem.
Nota: 1

Sebastien Bourdais
Performance decente na classificação. Na corrida, não conseguiu evitar um erro já nas primeiras voltas. Pela falta de experiência em Mônaco, não foi uma grande surpresa.
Nota: 3

Análise das equipes:

Ferrari
Perdeu a corrida por causa de um erro de tática com Massa. E a bobagem que rendeu um drive through a Raikkonen é indesculpável.
Cotação: **

McLaren
Só não ganha a nota máxima porque o carro de Kovalainen ficou parado no grid. Mas a estratégia de Hamilton foi certeira, e determinante para que o inglês se recuperasse do acidente no início.
Cotação: ****

BMW
É uma equipe séria e trabalhadora, que não costuma inventar. Teria pontuado com os dois carros se Heidfeld não estivesse num dia tão infeliz. Falta um pouco de sorte para a primeira vitória.
Cotação: ****

Williams
Na 600ª corrida da equipe de Frank Williams, Nakajima salvou a honra da casa. Rosberg provavelmente marcaria pontos, mas se desconcentrou e destruiu o carro no final.
Cotação: ***

Red Bull
Além de rápido, o carro da Red Bull neste ano também é confiável. Pena que apenas um dos pilotos esteja aproveitando as oportunidades para pontuar. A equipe já deve estar perdendo a paciência com Coulthard.
Cotação: ****

Toyota
O mau desempenho foi culpa principal dos pilotos. Trulli nunca se entendeu com a chuva, e Glock provou também não ser um talento na pista molhada. Só hoje, o alemão rodou pelo menos três vezes.
Cotação: *

Renault
Inventou uma estratégia arriscada demais para Nelsinho, que estragou a corrida do brasileiro. Alonso tinha potencial para terminar no podium, mas atrapalhou-se sozinho.
Cotação: *

Toro Rosso
Excelente quinto lugar para Vettel, mérito principal do piloto. Bourdais abandonou cedo, por erro próprio. O carro novo da Toro já chegou marcando quatro pontos, mas isso não deve ser rotina.
Cotação: ****

Honda
Dessa vez, não fez bobagem na estratégia de Rubinho. E o veterano, finalmente, quebrou o jejum de pontos. Já Button poderia ter chegado entre os oito primeiros, mas o acidente no início atrapalhou.
Cotação: ***

Force India
O melhor desempenho da curta história da Force India, embora tudo tenha terminado em decepção para o time indiano. Tática perfeita para que Sutil fizesse a corrida de sua vida.
Cotação: ****

Análise da corrida:

Corrida com chuva já costuma ser boa. Em Mônaco, então, vira ótima. Com vários pequenos acidentes, incontáveis quebras de bico e algumas trocas de liderança, a prova deste domingo esteve indefinida até o final. Hamilton venceu, mas Massa e Kubica também chegaram perto do triunfo. No pelotão intermediário, drama e até manobras de ultrapassagem. Valeu a pena acordar cedo para assistir à corrida do Principado.
Nível da corrida: Ótima

Análise do campeonato:

Os quatro primeiros na classificação estão separados por apenas seis pontos. Todos eles - Hamilton, Raikkonen, Massa e Kubica - têm motivos para sonhar com o título. O piloto da BMW possui menos chances, é claro, mas os outros três estão firmes na briga. Por incrível que pareça, Hamilton repete o papel de Raikkonen no ano passado: agora, o inglês é o azarão na disputa que também envolve os dois pilotos da equipe favorita.
Nível do campeonato: Ótimo

Balanço dos Palpites:

Vitória: Lewis Hamilton. Na mosca
Pole position: Kimi Raikkonen. Foi quase. O finlandês perdeu a pole por apenas três centésimos
Primeiro abandono: Nick Heidfeld. Também não passei longe. David Coulthard e Sebastien Bourdais foram os primeiros a abandonar, mas o piloto mais azarado do dia talvez tenha sido Heidfeld. O alemão teve um domingo realmente terrível
Decepção do G.P.: Toyota. Mais uma aposta bem feita. A Toyota tinha carro para pontuar, mas os seus pilotos não se entenderam com a chuva. Ao lado da Ferrari e da Renault, a equipe japonesa foi a maior decepção de Mônaco
Zona de pontuação:
1. Lewis Hamilton (PALPITE CORRETO). E Hamilton foi o grande vencedor
2. Kimi Raikkonen (Robert Kubica). Raikkonen ficou fora dos pontos, por erros da equipe e dele próprio
3. Fernando Alonso (Felipe Massa). Aposta furada. Alonso teve um G.P. para esquecer
4. Felipe Massa (Mark Webber). Foi quase: Massa ficou em terceiro
5. Robert Kubica (Sebastian Vettel). Mais uma vez, Kubica supera minhas expectativas
6. Heikki Kovalainen (Rubens Barrichello). Dia complicado para Kovalainen, mas ele ainda salvou um ponto
7. Nico Rosberg (Kazuki Nakajima). Troquei um piloto da Williams pelo outro
8. Rubens Barrichello (Heikki Kovalainen). Bingo! Já estava mesmo na hora de Rubinho conseguir uns pontinhos

De modo geral, o Blog foi muito bem nos palpites dessa vez. Além de acertar a vitória de Hamilton, ainda apostei numa corrida com pontos para Rubinho, o que também aconteceu. As tradicionais secadas funcionaram: a Toyota não andou nada, como eu previ, e Nick Heidfeld teve um fim de semana cheio de problemas, embora não tenha sido o primeiro abandono da corrida. Se os meus palpites fossem sempre assim, eu estaria muito satisfeito.
Nível dos palpites: Muito bom

Até o fim do dia, o Blog volta comentando o resultado das 500 Milhas de Indianapolis. Até mais!

6 comentários:

Esteban disse...

Hola.

?Cuál la razión que los diarios de brasil Seleccionan que fue defective de Equipo de Ferrari razión que señor massa fue tercer lugar
para nosotros los diarios de brasil buscan una Excusa .
para nosotros no fue defective de equipo de Ferrari y si fue Incopetencia de brasileño massa.
la verdad es muy sinples, massa es un incopetente y no tiene condicion de ser canpeón en formula uno.
Nosotros somos hinchas de Alonso.

brasileño massa "NO" . No somos hinchas de brasileños.

brasileños son fracazados.
un saludo.
Esteban
cordoba

Emanuel disse...

Gustavo,
valeu a nota 10 para o Adrian Sotil, mas daria 10 também para o Lewis Hamilton. Ele bateu por imperícia, certo, mas mesmo assim ganhou. Ou seja, teve talento e garra necessárias para vencer o GP de Mônaco. Deu espetáculo. Aumenta a nota dele, vai!

Maragato disse...

Esteban, Alonso tb é um Maricón Chorão, e nota 0 para ele. pq fez muita merda na corrida.

flw!

Guilherme (RJ) disse...

Olha só.... pega esse pontinho que você deu pro Couthard (mesmo que você explique o porquê eu não vou entender mesmo) e repasse pro Hamilton que merece nota 10 pelo fato de mesmo ter batido, foi pro boxes e fez uma corrida correta e irretocável, de acordo com a estratégia da McLaren.

No mais, tudo beleza.

Abraços!

Leandrus disse...

10, nota 10 para o Sutil! Confesso que xinguei muito o Raikkonen quando ele praticamente atropelou o Sutil nas últimas voltas; se eu fosse alemão, choraria junto com o rapaz...
Vettel também fez uma corrida para calar os críticos que já começavam a questioná-lo.
E se alguém que não seja fã do Nelsinho Piquet ler o seu comentário sobre o Nakajima...vai falar tanto quanto o espanhol acima...

Ateh!

GiglioF1 disse...

Gustavo,

Primeiro uma palavra de alento neste mundo rapido , dinamico e anonimo da internet...Este psicopata Esteban nao pode evitar que bloggeros de nível como voce se fechem e filtrem comentários...mesmo ufanistas e sectaristas como este...pessoal sério...esquecam!!

Brasileiros sao fracassados...imaginam se fossem exitosos?!!...Se voces lerem os comentarios dos artigos dos principais meios espanhóis , verao que eles mesmo estao se comendo entre si , Alonsinstas e normais...

Pessoalmente acho que um 4 estaria bom pro Piquet ,e apesar da excelente corrida do Sutil , esta manha veio a tona a possibilidade ou indicios dele haver ultrapassado muitos com bandera amarela....Mas como foi eliminado sem pontos , nao foi adiante o tema.
Concordo com voce: Glock ,Bourdais e Piquet na corda " quase" bamba.

Abraco do Giglio!