quarta-feira, 9 de abril de 2008

Destino de Max Mosley será decidido em votação secreta

A Federação Internacional de Automobilismo anunciou hoje que a reunião da Assembléia Geral Extraordinária - convocada para analisar o escândalo sexual do presidente Max Mosley - vai acontecer apenas no dia 3 de junho, em Paris. No total, duzentos membros da FIA estão sendo chamados a participar de uma votação secreta, que decidirá sobre a saída ou permanência de Mosley à frente da entidade.

Se depender da vontade de ex-pilotos, representantes de montadoras e membros da imprensa em geral, a renúncia de Mosley já teria sido sacramentada. Com a decisão por uma votação secreta, porém, a FIA abre espaço para uma zebra nos resultados, o que permitiria a Mosley cumprir seu mandato até o fim deste ano. Seria uma solução política engenhosa, mas uma afronta ao desejo da ampla maioria da comunidade automobilística.

Nesta quinta, por exemplo, a federação da Nova Zelândia revelou que pediu o cancelamento de uma visita que Mosley faria ainda neste ano ao país. Ao mesmo tempo, a Associação Canadense de Automobilismo veio a público fazer pressão pela saída de Mosley, juntando-se ao grupo que já conta com as federações de Alemanha, Áustria, Estados Unidos e França, entre várias outras.

No fim das contas, Mosley pode até conseguir continuar no seu cargo. Mas ele não vai contar mais com nenhum pingo de respeito e lealdade por parte dos seus subordinados.


Mais uma vez, a direção do autódromo de Indianapolis acena com a possibilidade de voltar a receber a Fórmula 1. Falando à imprensa americana, o presidente do lendário complexo de Indy, Joie Chitwood, reafirmou hoje que a categoria continua com espaço nos Estados Unidos. "A porta está aberta. Acreditamos que a Fórmula 1 é fenomenal, e não deve ficar longe daqui". Agora, é torcer para que Indianapolis não perca sua vaga para mais um milionário paraíso financeiro do Oriente Médio, por exemplo.

Enquanto isso, os pilotos resolveram aumentar a pressão sobre os comissários da FIA para que sejam feitas mudanças na regra do safety car. Em entrevista ao site Autosport, Mark Webber revelou que algumas modificações no regulamento podem estar em curso: "Precisamos discutir a questão do fechamento do pit lane nos momentos em que o carro de segurança é acionado. Queremos uma volta ao sistema anterior", disse Webber, presidente da Associação dos Pilotos.

Para terminar o giro pelas notícias o dia, vale registrar uma declaração do diretor técnico da Renault, Pat Symonds, a respeito do polonês Robert Kubica. "Ele fez parte do nosso programa de desenvolvimento de pilotos, mas saiu quando houve uma reestruturação. Queríamos fazer algo com Kubica, só que aí descobrimos que havia um contato entre ele e a BMW. Nesse sentido, acredito que foi Kubica quem nos deixou", afirmou Symonds.

Isso tudo foi em meados de 2005. Agora, fica a pergunta: será que o polonês fez o melhor negócio? Se depender das problemáticas experiências iniciais de Heikki Kovalainen e Nelsinho Piquet na Fórmula 1, parece que sim...


O vídeo do dia mostra um lance raro: a bela disputa entre Ayrton Senna e Mika Hakkinen na última volta do G.P. da Bélgica de 1992. Ainda que a ultrapassagem de Senna não tenha sido tão difícil assim, vale a pena conferir as imagens pela plasticidade da manobra, e pelo espetacular visual dos dois pilotos lado a lado no fim da reta mais rápida de Spa-Francochamps:


Esse eu vi na Comunidade F1 Brasil do Orkut

Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:

8 comentários:

Maragato disse...

Queria ver os carros correndo no oval de indianápolis...

pelo menos essa única etapa...

não podem nem reclamar que terão que mudar todos os carros e bla bla bla..

já gastam horrores mesmo, mudar um ou outro aerofólio não iria arrancar pedaço de equipe nenhuma...

ai sim a F1 seria uma categoria completa.

vendo o vídeo, nem me lembrava que o hakkinen tinha corrido em outra equipe que não fosse a mclaren...
que equipe era aquela?

[]'s

Blog F1 Trulli disse...

Max Mosley...

é o q eu falei em outro blog, ñ sei pq ainda ñ afastaram Max Mosley (msm q ainda fosse ouvido, ou ainda fosse apurado o caso e etc, deveriam ter afastado imediatamente ele e abafaria um pouco o caso).

escapou d uma... melhor como ta msm ahuahuaha

muito massa o vídeo, vale apena re-ver (ñ no meu caso q ñ acompanhava a F1 na época rs) a F1 com ultrapassagens d antigamente

abraço

Ciro

Net Esportes disse...

eu acho que já falei mas vale ressaltar: FORA MOSLEY !!!! he he he !!!!

Sensacional mesmo o video, uma época incrível........ !!!!

Guilherme (RJ) disse...

Ah, Gustavo... até você!!!
“Ainda que a ultrapassagem de Senna não tenha sido tão difícil assim...”

A princípio parece um vídeo simples com uma ultrapassagem normal, né?

O título já estava decidido a favor do Mansell, era a última volta, pista úmida, Hakkinen (que seria um bicampeão) fecha a porta na 1ª tentativa, Senna coloca por fora e... o desfecho foi o que se viu.

Realmente para o Senna tudo parecia muito fácil mesmo...

Abraços!!!

PS1) Foi a 1ª vitória do Schummy na F1.

PS2) Será que até o final do ano não daria pra reativar a Seção 10+ do blog? eheheh... Brincadeira... mas um dos assuntos era algo relacionado ao Senna.

GiglioF1 disse...

Gustavo,
Muito feliz o video...Que saudade!!!!...e o schumi comecando a ganhar... Sobre o Alonso, agora é a hora de mostrar o que sabe para desenvolver um carro..Cuidado!!!..."afinar" um setup bom é uma coisa...ele sabe fazer bem...desenvolver um carro é outra coisa!!!...prova dos 9...

Beleza de postagem,
abraco do Giglio!

Vitor disse...

Fala Gustavo, beleza? Bom, sobre o Mosley, apesar de tudo que ele fez e de toda a polêmica envolvida (a qual não vou entrar no mérito), tenho a seguinte opinião: cada um com os seus problemas. Deixa o cara...

Até porque o que deve ter de coisa pior por aí... A única diferença é que nem sempre esses momentos são documentados, hehehe!

E pelo visto a Renault perdeu uma bela oportunidade de ter Kubica em seu cockpit... Já pensou, uma dupla Alonso e Kubica? Acho que o espanhol teria tantos problemas quanto teve com Hamilton, hehehehe!

Abraço!

Leandrus disse...

A última corrida em Indianapolis até que não foi ruim; o circuito merece ficar no calendário da F-1, já que é melhor que algumas corridas caça-níqueis promovidas no Oriente Médio. Mas vai falar isso pro ($$$)Ecclestone($$$)!

Ateh!

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado por todas as mensagens, e desculpe pela demora em respondê-las!

Jairo: O Hakkinen chegou a correr pela Lotus em 1991 e 1992. Era a fase decadente da tradicional equipe inglesa, quando ela já estava à beira da falência.

Guilherme: Pode ter certeza que a primeira mudança que eu faria se arranjasse mais tempo para fazer o Blog seria a volta das seção dos 10+. Por enquanto não dá, mas quem sabe no futuro...

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho