terça-feira, 5 de agosto de 2008

Bruno Senna cada vez mais perto da Fórmula 1

Uma reportagem da GPWeek desta semana deve ter deixado Bruno Senna otimista. Segundo a revista, nada menos do que metade do grid da Fórmula 1 estaria interessada nos serviços do brasileiro. Williams e Honda duelam não só pelo piloto brasileiro, mas também pelo fornecimento de combustível da Petrobras.

O boato do momento é que a equipe escolhida por Bruno também ganharia um contrato com a petrolífera brasileira.

A Petrobras completou dez anos com a Williams agora em 2008, mas parece tentada a deixar o time. E o destino poderia ser a Honda caso Bruno se transfira para a equipe japonesa. Mas a própria Williams também tem interesse no sobrinho de Senna, o que embola ainda mais o cenário.

Além de Williams e Honda, outras duas equipes estariam considerando contratar Bruno como piloto de testes - BMW e Toyota. Já a Toro Rosso acena com a possibilidade oferecer uma vaga de titular.

De tudo isso, só há uma conclusão: o prestígio de Bruno vai crescendo bastante entre os chefes de equipe. Caso conquiste o título da GP2, não há dúvidas de que ele estará na Fórmula 1 em 2009.

Se como titular ou piloto de testes, vai depender da escolha do próprio piloto.

5 comentários:

Saraiva disse...

Legal...
Mas se fosse pra promover um piloto da GP2, acho que o Di Grassi deveria ser o escolhido para isso. Uma pena que ele não tem um sobrenome famoso.

ottherside™ disse...

também acho q o di Grassi merecia uma oportunidade também. Pelo menos antes do Bruno.

Gustavo, vlw por favoritar meu blog.

Grid GP disse...

Lucas di Grassi é fera, sem dúvida. Mas fiquem tranquilos pois, pelo que está guiando, sua hora vai chegar. E não demora muito.

Apesar dos pesares, temos no mínimo 2 brasileiros com ótimas chances de entrar na F1!

Abraços! Parabéns pelo blog, que já está adicionado também no Grid GP.

Fábio

Blog F1-V8 disse...

Seria ótimo ver Di Grassi e Senna na F1 em 2009! Bruno conquistou respeito e prestígio depois das atuações em Mônaco e em Silverstone. O sobrenome famoso ajuda, mas ele tem se saido muito bem da GP2. Se tivesse que apostar, apostaria que ele será titular na Toro Rosso. Mas se fosse ele, pescaria a vaga de piloto de testes da BMW e esperava para estrear lá em 2010.

GiglioF1 disse...

Gustavo,
Acho que vai mesmo sem título!!!
Abraco!!