sábado, 26 de julho de 2008

Rumo ao título, Dixon vence mais uma na Fórmula Indy

A quatro corridas do fim da temporada, nada parece capaz de impedir o bicampeonato de Scott Dixon na Fórmula Indy. Neste sábado, o neozelandês conquistou sua quinta vitória do ano ao vencer a etapa de Edmonton, no Canadá. Largando da quarta posição do grid, Dixon assumiu a liderança após a última rodada de pit stops e só precisou administrou a ponta até a bandeirada, resistindo aos ataques do brasileiro Helio Castroneves.

Segundo colocado no campeonato, Helinho contava com a prova de Edmonton para diminuir a vantagem de Dixon. O piloto da Penske liderou boa parte da corrida e parecia rumo a uma vitória categórica. Infelizmente para Helinho, as bandeiras amarelas eliminaram os quase dez segundos de distância que chegou a abrir para Dixon. E, quando a dupla entrou junta para o derradeiro pit stop da prova, a equipe Ganassi trabalhou mais rápido e devolveu Dixon na primeira posição.

O inglês Justin Wilson fechou o podium, com o veterano Paul Tracy aparecendo num surpreendente quarto, após um bom tempo afastado das pistas. Saindo do fim do grid em virtude de uma troca de motor, Tony Kanaan lutou muito e salvou um nono lugar. Os outros brasileiros não passaram das posições intermediárias. No campeonato, Dixon abriu 65 pontos de distância para Helinho, uma vantagem que dificilmente será revertida pelo brasileiro.

Logo abaixo, os dez primeiros em Edmonton:

1. Scott Dixon/Nova Zelândia/Ganassi, 91 voltas em 1h51:05.7039
2. Hélio Castroneves/Brasil/Penske, a 5.9237
3. Justin Wilson/Inglaterra/Newman-Haas-Lanigan, a 13.4009
4. Paul Tracy/Canadá/Vision, a 28.1462
5. Oriol Servia/Espanha/KV, a 28.7132
6. Ryan Briscoe/Austrália/Penske, a 36.8816
7. Dan Wheldon/Inglaterra/Ganassi, a 41.8281
8. Ryan Hunter-Reay/Estados Unidos/Rahal-Letterman, a 42.1294
9. Tony Kanaan/Brasil/Andretti-Green, a 43.0732
10. Darren Manning/Inglaterra/Foyt, a 43.3363


A próxima prova da Fórmula Indy acontece em Kentucky, no dia 9 de agosto.



Aproveitando um sábado não muito animado em notícias, vamos direto ao vídeo do dia. Considerado um dos últimos playboys da Fórmula 1, o irlandês Eddie Irvine confirma a fama ao interromper uma entrevista para passar uma cantada numa grid girl:



Até mais!

Crédito das fotos:
www.indycar.com

5 comentários:

Daniel Médici disse...

Vai que é tua, Eddie!

nelson disse...

Foi uma corrida interessante em Edmonton, a pista é absurdamente larga em alguns pontos como a reta de largada, deve ser difícil para os pilotos estabelecerem uma referência para a frenagem, fica o lado ruim pela limitação de tempo da prova, por mais que somente 4 voltas tenham sido perdidas.

Scott Dixon só confirma a massacrante temporada que faz, vencendo muito bem num final de semana em que parecia apagado, será o campeão.

Helinho vem lutando como pode, mas... apesar de ser muito consistente no ano, conseguiu o sexto segundo lugar, ele precisa vencer se quiser pensar em título.

Péssimo final de semana da Andretti-Green, coroado com a bobagem do Andretti neto com a Danica, passando pela batida do piloto Honda, pelo menos TK salvou um top ten... ficou no lucro, saindo de último.

Muito bom ver a NHL de volta ao pódio, espero que no ano que vem eles voltem à luta pelas vitórias, uma equipe com a NHL não merece andar no meio do pelotão.

Paul Tracy surpreendente mesmo, não esperava uma atuaçao consistente do veterano, principalmente pela forma rechonchuda apresentada por ele...

E o Ernesto Viso fez mais uma vítima, quando alguém vai colocar na cabeça dele que ele não pode ficar tirando os outros das corridas? Ou pode? Coitado do Graham Rahal nessa...

A KV também é um equipe a se olhar para a temporada que vem, está sempre entre os melhores resultados dentre as equipes ex-CC.

É triste ver um piloto da competência do Bruno Junqueira sofrendo com a incompetência da Dale Coyne, ele merece uma equipe melhor, pra ontem...

Abraços,
Nelson

Marcos Antônio Filho disse...

Scott tá com a mão na taça,essa vitória foi fundamental pras pretensões dele.Helinho terá que se desdobrar pra conseguir o título agora.

e o Eddie Irvine nunca perdeu uma oportunidade de pegar mulher na f1...rsrsrs

abraços!

Thiago Fagnani disse...

Ter cinco vitórias na temporada da Indy é meio caminho andado para o título.

abraços

Blog F1 Grand Prix disse...

Nelson,

Edmonton é uma pista estranha mesmo. Não vi essa prova ao vivo, mas no ano passado pude acompanhar a etapa da ChampCar. Na reta de largada, cabem seis ou sete carros lado a lado! Sobre o campeonato, é exatamente isso que vc falou: a consistência do Helinho é notável, mas ele precisa começar a vencer para ter uma chance de título.

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho