sábado, 28 de junho de 2008

Tony Kanaan lidera dobradinha brasileira em Richmond

O jejum de vitórias brasileiras na Fórmula Indy já estava incomodando. Na noite deste sábado, Tony Kanaan finalmente conquistou o primeiro triunfo brazuca na temporada ao vencer de forma dominante a etapa de Richmond. De quebra, Helio Castroneves completou a dobradinha verde e amarela, após fazer ótima corrida de recuperação. O neozelandês Scott Dixon fechou o podium e se manteve na liderança do campeonato.

A prova de Richmond foi um grande teste de sobrevivência para pilotos e equipes. No total, foram nove bandeiras amarelas, superando até o número de interrupções nas 500 Milhas de Indianapolis. Largando da pole, Tony Kanaan comandou o pelotão de início, mas perdeu a ponta numa das rodadas de pit stop. A primeira posição caiu no colo do novato Jaime Camara, que liderou durante 45 voltas por ter visitado os boxes antes da maioria do pelotão.

Depois da segunda parada de Camara, Marco Andretti tomou a ponta. O americano parecia imbatível, mas precisou fazer um pit stop em bandeira verde. Se a prova não tivesse mais acidentes, Andretti venceria sem maiores dificuldades. Mas foi aí que Camara chocou-se contra o muro sozinho, encerrando sua brilhante atuação e mudando o destino da corrida. Andretti caiu para uma volta atrás dos líderes, e não mais teve condições de discutir a vitória.

Kanaan passou para primeiro na última rodada de paradas. Nas últimas voltas, o baiano só precisou administrar a vantagem para Helinho Castroneves, que saiu do 18º lugar do grid para um excelente segundo. Atrás da dupla brasileira, Scott Dixon sobreviveu às confusões e conseguiu mais um bom resultado. Por sua vez, a musa Danica Patrick finalizou em sexto. A seguir, os dez primeiros em Richmond:

1. Tony Kanaan/Brasil/Andretti-Green, 300 voltas em 2h04:05.5111s
2. Helio Castroneves/Brasil/Penske, a 4.7691s
3. Scott Dixon/Nova Zelândia/Ganassi, a 6.6504s
4. Dan Wheldon/Inglaterra/Ganassi, a 7.7270s
5. Oriol Servia/Espanha/KV, a 10.7701s
6. Danica Patrick/Estados Unidos/Andretti-Green, a 10.9198s
7. Justin Wilson/Inglaterra/Newman-Haas-Lanigan, a 16.3094s
8. Townsend Bell/Estados Unidos/Dreyer & Reinbold, a 17.5175s
9. Marco Andretti/Estados Unidos/Andretti-Green, a 1 volta
10. Ernesto Viso/Venezuela/HVM, a 2 voltas

Agora, a próxima etapa da Fórmula Indy acontece no próximo dia 6 de julho, em Watkins Glen.



O australiano Casey Stoner venceu com absoluta facilidade o G.P. da Holanda da MotoGP, em Assen. Após largar da pole position, o atual campeão liderou de ponta a ponta para conquistar seu segundo triunfo consecutivo, se colocando de vez na briga pelo título. Sem condições de rivalizar com Stoner, Daniel Pedrosa contentou-se com o segundo lugar, suficiente para assumir a ponta no campeonato. Logo atrás do espanhol, o americano Colin Edwards fechou o podium.

Por sua vez, Valentino Rossi teve um dia desastroso. O italiano envolvou-se num acidente com o francês Randy de Puniet já no início, e não passou de 11º. No campeonato, Pedrosa lidera com 171 pontos, apenas cinco a mais do que Rossi. Em alta, Stoner aparece em terceiro, somando 142 pontos. Após ficar de fora do G.P. da Catulunha por estar machucado, Jorge Lorenzo ficou para trás, mas ainda é o quarto colocado com 114 pontos.

A próxima parada da MotoGP é o G.P. da Alemanha, em Sachsenring, no dia 13 de julho.



O video do dia é um tributo a um dos personagens mais simpáticos que já passaram pela Fórmula 1: o japonês Satoru Nakajima. As imagens abaixo provam que - ao contrário do que muitos pensam - ele não era tão ruim assim:


Esse eu vi na Comunidade F1 Brasil do Orkut

Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: www.indycar.com e www.motorsport.com

5 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Finalmente o jejum de vitórias de um brasileiro na Indy terminou. Merecida vitória do TK. Sensacional performance do Helinho que saiu de 18º rumo ao segundo lugar.

Abraços!

Leandro Montianele

Rodrigo Morano disse...

Melhor de tudo foi a transmissão da Band: 20minutos mostrou a corrida inteira. Pra fazer igual o SBT fazia com as transmissões da falecida CART melhor nem mostrar.

Marcos Antônio Filho disse...

eu postei tb esse tributo ao Satoru no meu blog.cpros padrões japoneses ele era muito bom,mas para os padrões da F1 era mediano pra ruim.Mas era uma figura bastante carismática.

abraços!

nelson disse...

Ainda bem que eu moro por aqui e tem o PlayTV... vira e mexe a Band manda a corrida para o PlayTV e no streaming do canal só passam programas produzidos por eles mesmos...

Quem não tem e não assina o Bandsports pode acompanhar no site através do video streaming e do live timing, tá certo que o video streaming do site da categoria é horrível, mas é melhor do que nada.

O bom é que faz algum tempo que não temos de aturar o Luciano com aquela corrida lendária em Recife, neste ano ainda...

Sobre a corrida, ela foi chata, a primeira metade foi quase inteira em amarela, corridas em ovais curtos podem ter disso (vide Iowa 07, se bem que esta foi bem mais interessante do que aquela).

Vale destacar a ótima atuação de Jaime Camara, achei que fosse cair vertiginosamente assim que houvesse a relargada, mas se manteve bem na corrida mesmo em bandeira verde, uma pena ter batido.

Lamentável também a batida de Rahal, não sei o porquê, mas tenho uma torcida pelas equipes "da ChampCar"...

Hélio também teve atuação notável, se mantém vivo no campeonato com esse resultado, mas ainda acho que vai para o Scott Dixon, incrível como ele sempre termina na frente, parece o Franchitti no ano passado.

Marco vinha forte para brigar pela vitória, acho que errou ao mudar de estratégia, isso é coisa para quem está atrás, que não tem muito a perder.

Dá dó ver a maior parte das arquibancadas praticamente vazias, espero que a IndyCar volte a crescer no ano que vem...

Semana que vem, finalmente voltaremos aos mistos, em grande estilo, creio que será uma corrida muito melhor que a última.

E para não perder o costume, aqueles Dallara são horríveis!

Abraços,
Nelson

GiglioF1 disse...

Gustavo,

Uma dobradinha brasuka sempre é uma boa...mas só na IRL , por que na F1 só por milagre!!!

Tony merecia já uma vitória!!

Abraco!!