domingo, 27 de abril de 2008

Raikkonen vence G.P. da Espanha marcado por forte acidente de Kovalainen

Os dois finlandeses da Fórmula 1 foram os grandes protagonistas do Grande Prêmio da Espanha deste domingo. Largando da pole, Kimi Raikkonen venceu com absoluta autoridade, sem jamais ser ameaçado pelo companheiro Felipe Massa, que precisou se contentar com a segunda posição. Por outro lado, Heikki Kovalainen precisou ser levado ao hospital após sofrer um fortíssimo acidente na curva nove de Barcelona, culpa de um provável furo de pneu.

Para quem esperava um G.P. da Espanha chato como de costume, até que ele não foi tão monótono assim. As ultrapassagens foram praticamente inexistentes, mas o elevado número de abandonos e as duas entradas de safety car animaram uma prova que poderia ter sido uma irritante procissão. No grupo da frente, porém, as posições só foram alteradas nas paradas de pit stop.

Na largada, Raikkonen não partiu muito bem, mas conseguiu manter a vantagem da pole position. Ao mesmo tempo, Massa superou Fernando Alonso na luta pela segunda posição, para desapontamento da torcida espanhola que lotou o circuito de Barcelona. Mais trás, Lewis Hamilton foi outro que teve uma boa saída, batendo Robert Kubica pelo quarto lugar.

Em péssima fase, Adrian Sutil tentou ganhar várias posições já na primeira volta e se deu mal. O piloto da Force India tocou em Jenson Button e rodou no meio da pista. Sem ter como desviar, o azarado Sebastian Vettel acertou seu compatriota, causando o imediato abandono de ambos e a primeira interferência do safety car. Para Vettel, foi a quarta desistência em quatro provas. Até agora, o jovem alemão é o único que ainda não completou uma corrida sequer nesta temporada.

As posições se estabeleceram e parecia que não haveria mudanças até a primeira rodada de paradas. Nelsinho Piquet, porém, cometeu um erro bobo na quinta volta e saiu da pista, caindo para o 18º lugar. Não seria o único deslize do piloto brasileiro no dia. Dois giros depois, Nelsinho foi para cima de Sebastien Bourdais, e colocou por dentro no grampo da curva 10. O francês não viu e os dois se chocaram. Resultado: fim de corrida para a dupla também.

Lá na frente, Raikkonen não demorou a abrir uma pequena mas crucial vantagem de três segundos para Massa, que sofria uma leve pressão de Alonso. O bicampeão inaugurou a rodada de paradas na 15ª volta, provando que estava mesmo bastante leve. Depois que os quatro primeiros fizeram suas paradas, Heikki Kovalainen tomou a liderança, com Nick Heidfeld em segundo.

Foi aí que tudo deu errado para o finlandês da McLaren. Quando já se preparava para fazer seu pit stop, Kovalainen escapou de repente na curva nove, em altíssima velocidade. O choque com a barreira de pneus foi brutal. Pelas imagens de TV, não ficou claro o que causou o acidente, mas um furo no pneu dianteiro esquerdo pareceu ter sido a causa. Certo mesmo é que a frente da McLaren destruiu-se completamente, o que trouxe preocupações sobre o estado de saúde de Kovalainen.

O safety e o medical car vieram para a pista, juntando todo o pelotão. Com a demora para o reinício da prova, Heidfeld precisou fazer seu pit stop quando os boxes estavam fechados. Assim como Rubens Barrichello no G.P. da Austrália, o alemão foi premiado com um stop & go, saindo da luta por pontos. Enquanto isso, Raikkonen retomou a liderança, seguido de perto por Massa, Hamilton, Kubica e Alonso.

Nos boxes, mais agitação. Os veteranos Rubinho e Giancarlo Fisichella saíram juntos de suas paradas, sem perceberem a presença um do outro. Fisichella fechou Rubinho, que perdeu o bico e precisou voltar ao pit lane na volta seguinte. Infelizmente para o brasileiro, o dano na sua Honda acabou sendo forte demais, e ele foi forçado a desistir da prova na volta 34. Pouco depois, um outro abandono trouxe bem mais comoção aos torcedores que assistiam à prova nas arquibancadas.

Andando em quinto, Alonso estacionou seu carro subitamente na curva três, vitimado por um problema de motor. Mais tarde, Nico Rosberg também se retiraria por conta de uma falha de propulsor, algo raro em Barcelona. Antes do fim da corrida, ainda haveria tempo para uma rápida disputa entre Timo Glock e David Coulthard, que terminou mal para os dois. O alemão perdeu o bico, enquanto o escocês teve um pneu furado. Na conta de Coulthard, este foi o quarto acidente em quatro provas...

Com o controle absoluto da corrida, Raikkonen apenas conduziu até a bandeirada, com Massa fechando a dobradinha da Ferrari. Após duas corridas fora da podium, Hamilton finalizou em terceiro, seguido por Kubica. Na seqüência, Mark Webber, Jenson Button, Kazuki Nakajima e Jarno Trulli completaram a zona de pontuação, todos com performances muito elogiáveis. A seguir, a classificação final do Grande Prêmio da Espanha:

1. Kimi Raikkonen/Finlândia;Ferrari, 66 voltas em 1h38:19.051s
2. Felipe Massa/Brasil/Ferrari, a 3.228s
3. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, a 4.187s
4. Robert Kubica/Polônia/BMW, a 5.694s
5. Mark Webber/Austrália/Red Bull, a 35.938s
6. Jenson Button/Inglaterra/Honda, a 53.010s
7. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, a 58.244s
8. Jarno Trulli/Itália/Toyota, a 59.435s
9. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, a 1:03.073s
10. Giancarlo Fisichella/Itália/Force India, a 1 volta
11. Timo Glock/Alemanha/Toyota, a 1 volta
12. David Coulthard/Escócia/Red Bull, a 1 volta
13. Takuma Sato/Japão/Super Aguri, a 1 volta
Não classificados:
Nico Rosberg/Alemanha/Williams, problema mecânico na volta 42
Fernando Alonso/Espanha/Renault, problema mecânico na volta 35
Rubens Barrichello/Brasil/Honda, acidente na volta 34
Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, acidente na volta 22
Anthony Davidson/Inglaterra/Super Aguri, problema mecânico na volta 9
Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, acidente na volta 7
Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, acidente na volta 7
Sebastian Vettel/Alemanha/Toro Rosso, acidente na volta 1
Adrian Sutil/Alemanha/Force India, acidente na volta 1

Mundial de Pilotos: 1. RAIKKONEN, 29 pts; 2. Hamilton, 20 pts; 3. Kubica, 19 pts; 4. Massa, 18 pts; 5. Heidfeld, 16 pts; 6. Kovalainen, 14 pts; 7. Trulli, 9 pts; 8. Webber, 8 pts; 9. Rosberg, 7 pts; 10. Alonso, 6 pts; 11. Nakajima, 5 pts; 12. Button, 3 pts; 13. Bourdais, 2 pts; 14. Coulthard, Glock, Barrichello, Piquet, Fisichella, Davidson, Sato, Sutil e Vettel, 0 pts

Mundial de Construtores: 1. FERRARI, 47 pts; 2. BMW, 35 pts; 3. McLaren, 34 pts; 4. Williams, 12 pts; 5. Toyota, 9 pts; 6. Red Bull, 8 pts; 7. Renault, 6 pts; 8. Honda, 3 pts;. 9. Toro Rosso, 2 pts; 10. Force India e Super Aguri, 0 pts

Heikki Kovalainen foi levado ao hospital mais próximo de Barcelona, onde permanece até agora. O finlandês queixa-se de dores no cotovelo, e os médicos suspeitam de concussão. A McLaren declarou estar confiante em contar com Kovalainen no próximo G.P. da Turquia, mas isso ainda não é garantido.

A próxima corrida no calendário da Fórmula 1 acontece no dia 11 de maio, na Turquia. Em instantes, o Blog volta com a seção Análise do Grande Prêmio, repercutindo as atuações de pilotos e equipes no G.P. da Espanha. Até mais!

Crédito das fotos: http://www.gpupdate.net/

7 comentários:

Guilherme (RJ) disse...

A corrida foi melhor do que se esperava.

Fiquei frustrado:
1)Pelos abandonos do Alonso e do Rosberg;
2)Pelo Heidfeld não ter marcado um pontinho sequer.

Fiquei satisfeito:
1)Pelo Button ter pontuado.
2)Pelo Massa, Hamilton e Kubica não terem deixado o Kimi abrir larga vantagem.

Já imaginava os seguintes problemas:
1)Rubinho x Boxes!
2)Coulthard x Alguém!

Gostei da constância do Webber e do Trulli nos pontos.

Aguardando as notas...

Abraços!

GiglioF1 disse...

Gustavo,

Concordo...GP Espanha nao tao chato como edicoes anteriores...

Me preocupei pelo Heikki...Demorou para a televisao mostrar o cara, mergulhado nos pneus...

Acho que o Kimi nao foi tao absoluto , e o Massa dancou na qualificacao...fez seu papael ao passar Alonso na Largada!!!( ...Gracas ao fato de ser longa a reta em Montmeló antes da curva....)
Abraco do Giglio

kimi_cris disse...

Grane vitoria de Raikkonen foi ver e vencer. O acidente de Kovaleinen foi muito brusco, o finalndes vai passar a noite no hospital.

Grande Abraço!

Kimi_Cris

Daniel Médici disse...

Acho que eu já falei em algum lugar que a corrida foi menos chata não pelo que aconteceu na pista, mas nas suas laterais...

Ron Groo disse...

Marcado por forte acidente e grande tedio...
corridinha chata esta, sempre!

Marcos Antônio Filho disse...

Corrida na Espanha é smepre a mesma coisa.Mas a pancada do Kova foi forte.Gustavo, você sabe porque a FOM não mostra mais o atendimento ao piloto?

vlw abraços!

Marcelonso disse...

Salve Gustavo

Como é praxe,na Espanha quem larga na pole vence,em 12 ediçoes o pole venceu 11,e as ultrapassagens são raras.
Massa foi bem,mas se queria algo deveria a meu ver,passar Alonso na largada,isso ele fez,acompanhar kimi no cangote,isso ele não fez,e fazer voltas rápidas antes das paradas,isso tb não fez.Resultado Kimi venceu com o pé nas costas,e economizando equipamento.
Nelsinho,só fez bobagem em 7 voltas atirou pela janela tudo que fez no fim de semana inteiro e ainda por cima pela terceira vez seguida ,não quer falar com a imprensa brasileira.Esse guri tá estrela demais sem ter feito nada ainda,alguém precisa avisar pra ele que não é dessa forma que se conquista a simpatia de uma nação.