terça-feira, 29 de abril de 2008

Red Bull propõe quatro carros por equipe na Fórmula 1

A Fórmula 1 pode viver uma tremenda revolução nos próximos anos. Dono da Red Bull e da Toro Rosso, o milionário Dietrich Mateschitz afirmou hoje que deseja uma mudança nas regras para permitir que cada equipe possa alinhar com quatro carros por corrida. Ao que parece, a idéia de Mateschitz deve ser apresentada a todas as demais escuderias, e poderia entrar em vigor num futuro próximo.

"Minha proposta é liberar quatro carros por equipe. Quero manter meus dois times, mas nas regras atuais isso não faz sentido porque a Toro Rosso não pode aproveitar a tecnologia da Red Bull", afirmou Mateschitz ao jornal austríaco Salzburger Nachrichten. No último mês, inclusive, a Toro Rosso foi colocada à venda, e deve trocar de comando até o fim de 2009 caso não haja nenhuma mudança no regulamento.

É claro que a possibilidade de ver o projeto de Mateschitz aprovado é muito, muito pequena. Mesmo assim, não deixa de ser interessante pensar como seria a Fórmula 1 nesse cenário. A Ferrari, por exemplo, teria condições de formar um verdadeiro time dos sonhos. Além dos atuais titulares Kimi Raikkonen e Felipe Massa, a equipe vermelha também poderia contratar nomes como Fernando Alonso e Sebastian Vettel, que dificilmente recusariam um convite.

Alguém consegue imaginar esses quatro juntos na mesma equipe?




A melhor entrevista do dia foi de Anthony Davidson, em resposta às declarações de David Coulthard. Irritado com a lentidão da Super Aguri, que estaria atrapalhando os pilotos mais rápidos, Coulthard chamou a equipe de "Stupid Aguri" ("Aguri Idiota"). O contra-ataque de Davidson não demorou: "Quando você mal consegue ver a pista de tanto que o carro balança, sua última preocupação será dar passagem aos outros carros. Caras como Coulthard deveriam calar a boca". Bem feito, escocês. Essa foi merecida.

Segundo as últimas informações, a situação financeira da Super Aguri permanece desesperadora, mas a equipe ganhou um fio de esperança nesta terça. De acordo com o site Autosport, uma companhia automotiva alemã estaria interessada em investir na Aguri para garantir a sobrevivência do time. O dinheiro, porém, não seria suficiente para o restante desta temporada, e sim para algumas corridas apenas. Pelo visto, a Aguri vai continuar correndo atrás de novos patrocinadores...

Para fechar o dia, vale mencionar o comunicado distribuído pela Ferrari logo após o G.P. da Espanha, com declarações de Kimi Raikkonen. Para o finlandês, a prova de Barcelona foi simplesmente a melhor da sua carreira. "Eu sempre saio do carro com a sensação de que poderia ter feito mais. Dessa vez, porém, não senti nada. Não é possível atingir a perfeição na Fórmula 1, mas cheguei bem perto disso".

Uma boa notícia para Felipe Massa, portanto. Mesmo com Raikkonen "perfeito", a diferença entre os dois não foi tão grande assim.



O vídeo do dia já deve ter sido divulgado em alguns fóruns e blogs pela internet, mas merece menção aqui também. Trata-se da mais recente animação do grupo "Los Quemagomas", que faz as charges mais geniais sobre o mundo da Fórmula 1. Esta aí foi ao ar logo antes do G.P. da Espanha:



Nos vemos por aí!

Crédito das fotos: http://www.gpupdate.net/

8 comentários:

Priscila disse...

O vídeo do dia é divertidíssimo! Adorei! O Kimi tá por cima pra valer... acha até que foi perfeito! Se continuar assim, tenho que admitir que ele leva o título.
Até!

Priscilla Bar disse...

Que idéia essa do Dietrich...

Imagina a Ferrari com um 1º piloto e três atrás fazendo "barreira" pro demais...Afff..

"Los quemagomas", demais né?!Apesar de que esse foi o mais normalzinho até agora...

Adalberto Althoff Jr. disse...

Eu gosto da idéia....

Net Esportes disse...

idéia legal..... acho que 3 seria mais interessante mas é inviável

Ron Groo disse...

Não sei se quatro carros seria de alguma relevancia. Com dois eles já deixam um para trás, com quatro só serão aumentados os numeros de pilotos esquecidos em prol de uma unica estrela...
3 Rubinhos para um Shumacher.

Guilherme (RJ) disse...

Uma proposta que não faz sentido, principalmente de onde partiu. Quantos pontos teria RedBull e Toro Rosso se cada equipe tivesse 4 pilotos? Zero ou algo parecido! A não ser que pontuassem os 12 ou 15 primeiros...

Aliás, está na regra uma equipe ser obrigada a colocar os 2 carros no grid? Se não, a Super Aguri poderia manter apenas o Sato e dispensar o outro piloto para não fechar as portas por falta de dinheiro.

Nelson disse...

Acho que seria interessante abrir a possibilidade de ter mais carros por equipe, como menos também, é um dos pontos fortes da Indy, na minha opinião, o dono da Red Bull quer ter quatro carros? OK, que se permita então, ao invés de fazer o que ele faz hoje, a Honda poderia colocar o terceiro para o Sato, as outras equipes não seriam obrigadas a mudar a quantidade de carros na pista...

Tomara que o dia perfeito do Kimi se repita mais vezes na temporada... pelo menos as coisas vão ficar emboladas, abrindo 5s6 para o quarto colocado na corrida inteira (ok, teve o SC... mas menos, Kimi), ele foi perfeito, para mim, no Japão/05.

Abraço,
Nelson

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens!

Priscila: Eu também estou apostando no Kimi, desde o início do ano. Mas vamos ver se o Massa consegue reverter a situação...

Guilherme: Provavelmente esta regra só seria aproveitada por equipes endinheiradas e loucas para aparecer, como Red Bull e Force India. Duvido que a Ferrari, por exemplo, fosse gastar tanto dinheiro para colocar quatro carros na pista...

Nelson: Concordo com você: a grande performance do Kimi foi aquela no Japão. A ultrapassagem sobre o Fisichella na última volta está entre as mais sensacionais da história...

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho