terça-feira, 21 de abril de 2009

Sebastian Vettel já se credencia como candidato ao título

Quando o alemão Sebastian Vettel foi confirmado como titular da Red Bull em meados do ano passado, a equipe austríaca vinha em certa decadência enquanto a surpreendente Toro Rosso ia acumulando bons resultados.

Poucas semanas após o anúncio, Vettel venceu o GP da Itália e a inevitável pergunta veio à tona: teria o jovem piloto feito a escolha errada ao trocar a "filial" pela "matriz"?

Nessa altura, já se tornou claro que Vettel não cometeu nenhum deslize.

A Toro Rosso, de fato, construiu um carro muito rápido no ano passado. Mas o ingrediente que fazia a diferença era aquele que sentava entre o volante e o motor e atendia pelo nome de Sebastian Vettel.

Agora, na Red Bull, o alemão repete o que já havia conseguido na Toro Rosso: causar um impacto na equipe e promover um salto de performance grande e repentino.

Quantos pilotos, na Fórmula 1 atual, têm essa característica tão especial de mudar o desempenho de uma escuderia apenas com a sua presença?

São muito poucos, e Vettel já está entre eles.

Com a vitória no GP da China, o alemão já se credencia como candidato ao título deste ano.

A Red Bull ainda tem uma desvantagem para a Brawn GP, mas nada impede que a distância seja cortada.

Se a equipe de Vettel já vem andando tão bem sem o milagroso difusor, imagine então quando a peça for instalada no carro.

Além de bem nascido, o carro da Red Bull possui uma longa curva de desenvolvimento, ou seja, ainda pode melhorar bastante.

Se igualar a performance da Brawn, o palpite deste blogueiro é que Vettel, frente aos veteranos Button, Barrichello e Webber, vira o favorito na disputa pelo troféu de campeão.

--

Pode ainda ser cedo para dizer, mas Vettel já começa a se tornar centro de uma briga que promete explodir no fim de 2010, quando acaba o seu contrato com a Red Bull.

Não é segredo nenhum que o alemão é desejado por Ferrari e BMW.

E, agora, a McLaren - através da Mercedes - também admite que sonha contar com a presença de Vettel.

Para onde iria o alemão? Não dá para saber nessa altura.

Até porque também existiria a possibilidade de Vettel permanecer na própria Red Bull.

Principalmente se, nos próximos dois anos, ele se sagrar campeão com a equipe das bebidas energéticas.

Impossível? Nem tanto.

Ninguém ousaria apostar num título para a Red Bull com Mark Webber e David Coulthard ao volante.

Mas, com Vettel, a história é diferente...

4 comentários:

Blog F1 Trulli disse...

Vettel é muito rápido e arrojado na pista. É um nome "certo" pra ser campeão no "futuro" bem próximo.
+ ñ se deve descartar Webber, alem do +, com a red Bull andando tão bem assim, essa é a grande chance dele na F1 (ao contrário d Coulthard q já ñ rendia nada)

Abração
http://f1trulli.blogspot.com/

Fábio Andrade disse...

Caramba, todo mundo falando do Vettel hoje...

Não sei se chega a ser candidato ao título, mas parece certo que o moleque ainda vai vencer mais provas nesse ano.

Paulo Maeda™ disse...

haha tb neh Fábio, o "cara das bolas" mandou bem novamente, tomara que ele consiga um carro campeão, esse vai dar trabalho. Qto ao Webber, nunca fui com a cara dele, e vai ser o escudeiro do Vettel se o alemão tiver mais sorte neste ano.

Anônimo disse...

Ainda acho Webber mais piloto que Vettel, que mostra ser excepcional piloto em pista molhada. Mas todos sabemos que Webber é o piloto mais rápido da Fórmula 1 atual, e é bom de volante, falta mais regularidade ao australiano que esse ano pode ter mais sorte