segunda-feira, 20 de abril de 2009

Barrichello e Nelsinho arriscados de demissão?

À exceção de Felipe Massa, todos os outros brasileiros envolvidos com a Fórmula 1 frequentaram o noticiário desta segunda-feira.

Até Lucas di Grassi, que andava meio esquecido meio ultimamente, voltou a ser citado.

Segundo a agência SID, Rubens Barrichello corre risco de ser dispensado pela Brawn GP porque não consegue acompanhar o ritmo de Jenson Button. E seu substituto seria Bruno Senna, que recusou um contrato para correr o Campeonato Alemão de Turismo para ficar mais perto da F-1.

Após três corridas, é realmente fato que Barrichello está tendo dificuldades para igualar as performances do companheiro Button.

Mesmo assim, é muito difícil acreditar numa demissão de Rubinho nessa altura da temporada.

O veterano não foi brilhante, mas também não teve um desempenho ruim. Não a ponto de motivar Ross Brawn a querer uma troca.

Na Brawn GP, por enquanto, Bruno Senna não tem muitas chances.

Dizem que o brasileiro também poderia conseguir uma oportunidade na Toro Rosso, onde o posto de Sebastien Bourdais estaria ameaçado, mas essa possibilidade também é remota.

O piloto francês, assim como Rubinho, não está tão mal assim. A Toro Rosso, até agora, não emitiu qualquer sinal de que pretende mandar Bourdais embora.

De todos os boatos que circulam pela Fórmula 1 atualmente, o mais concreto é aquele que coloca o emprego de Nelsinho Piquet em risco.

Segundo os jornais espanhóis As e Marca, o brasileiro tem uma cláusula de desempenho com a Renault que estipula o número de pontos que ele deve alcançar nas primeiras cinco provas do ano para ter a vaga de titular assegurada até o fim do campeonato.

Como Nelsinho está indo muito mal, a Renault ficaria livre para substituí-lo depois do GP da Espanha, quinta etapa da temporada.

Levando em consideração o desprezo de Flavio Briatore com suas performances e o pouco apoio que vem recebendo da Renault, Nelsinho tem motivos para ficar realmente preocupado.

No caso de uma demissão, algo que está longe de ser improvável, há quatro candidatos a substituir Nelsinho.

Senna e o japonês Takuma Sato são considerados os mais fortes. Correm por fora o francês Romain Grosjean e outro brasileiro, Lucas di Grassi.

Nenhum deles é favorito, todos têm alguma chance.

Mas, primeiro, Nelsinho precisaria perder o emprego.

Será que ele vai conseguir se recuperar?

O tempo e a paciência de Briatore já estão se esgotando.

8 comentários:

Beatle Ed disse...

Essas notícias não merecem muito crédito, é só especulação.

Rubens não tem seu emprego ameaçado, ele está a apenas seis pontos do seu companheiro de equipe e isso não é exatamente uma tragédia.

Nelson Piquet tem sua saída da F1 dada como certa desde a primeira corida do ano passado! Seu desempenho tem sido mediocre, isto é fato mas acho que até o meio da temporada ele consegue melhorar.

Senna deve conseguir uma vaga a partir do ano que vem.
Toro Rosso, é uma boa opção.

Ron Groo disse...

Creio que há mais verdade na noticia sobre Piquetzinho do que sobre 1B.
Se bem que também corrrem boatos de que ele pagou pra correr, logo, acabando a Brawn procuraria outro que desse mais retorno financeiro.
Só que é só especulação.

Edgard disse...

Será que o primeiro-sobrinho tem essa moral toda no exterior, como acham que tem aqui no Brasil? Com a fila de test-drivers na Renault porque contratariam logo ele, que nunca passou pela porta da fábrica? isso se o Nelson Angelo for demitido, o que eu duvido...

Henry disse...

Assim como foi ridícula a narração do GP pela GLOBO, é ridículo o GLOBOESPORTE.COM divulgar os tradicionais boatos da 2a.feira pós-corrida.

Jobson disse...

As maiores decepções são Ângelo Piquet e Kazuki Nakajima e acho que são os mais ameaçados de desemprego. Apesar de ter mostrado pouco, Bourdais não está tão ameaçado assim e muito menos Barrichello!

Guilherme disse...

Já que o assunto é demissão, o que dizer do italiano Fisichella???

Piloto em fim de carreira, com o pior carro do grid, tomando pau nas 3 corridas de seu companheiro de equipe e quase sem nenhuma perspectiva de pontuar ou terminar as provas.

Se a Force Indian não demite o Fisichella e nem o 'Físico' pede as contas, não vejo porque algum piloto saia ou seja demitido da F1 antes do meio da temporada, por mais fraco que seja o rendimento do carro ou por erros de pilotagem.

ivan disse...

Bom dia
Se existe uma clausula no contrato do Nelson A. Piquet, que estipula uma certa quantidade de pontos neste inicio de campeonato, com certeza existe uma outra clausula que diz que seu equipamento tem que ser igual ao de seu companheiro. Porque nota-se claramente em suas declaracoes essa falta de condicao, e que a equipe nao pode lhe cobrar resultados tendo seu equipamento inferiorizado. E o Briatore isso reconhece, tanto que em sua declaracao diz que ficou decepcionado por nao poder ter lhe dado o mesmo equipamento utilizado pelo Alonso, nesta corrida da China.
E se dizem que ele e um piloto pagante, entao esta traquilo, vai correr todas as provas sem medo de ser substituido, mesmo correndo la no fundo. Vc acredita nisso?
Abs

vanessa disse...

Eu e maioria dos brasileiros esperamos q o nelsinho piquet seja demitido!

Todos sabem q se ele chegou a formula 1 é pq o pai dele deu suporte para isso!

Pq todos sabemos q ele não tem talento, se toda a vida ele teve bom carro é pq o pai investia nele para q ele chegasse onde chegou chegou!

E q na pista a gente não ganha pontos e pódios com sobrenome e sim se tiver talento e confiança!

Q já provou em rede nacional e internacional q ele tá longe de ser o pai dele foi, o ayrton senna foi...

Tem q dar oportunidade para o bruno senna e lucas di grassi...

O publico brasileiro está esperando q esse dia chegue logo!


Nelsinho Piquet virou chacota da galera...
Basta olhar em todos os sites em tudo q se relaciona a ele!

Dá para perceber q as pessoas não gostam dele e torce para q outra pessoa ocupa o lugar dele!