segunda-feira, 30 de março de 2009

Brawn demite funcionários, mas fica perto de fechar patrocínio milionário

Nem tudo são flores na Brawn GP.

Apenas um dia após a espetacular dobradinha no GP da Austrália, a equipe anunciou a demissão de 270 funcionários por conta de um "projeto de reestruturação".

Um atitude justificável e compreensível, mas que é uma pena.

Centenas de pessoas que trabalharam arduamente e ajudaram a escrever uma das páginas mais belas da história da Fórmula 1 não terão a oportunidade de permanecer no time para celebrar as próximas conquistas da Brawn, que certamente virão.

A equipe, ao menos, já começa a se estruturar para permanecer na F-1 de maneira sólida.

O contrato inicial com o Virgin Group, que era de apenas duas corridas, já está para ser renovado.

Principal nome da Virgin, o empresário Richard Branson declarou que a Brawn parece "muito boa para ser verdade".

E deve investir ainda muito mais na equipe, que pode até adotar o nome "Virgin" num futuro não lá tão distante.

A Brawn GP, que começou o ano com dinheiro para apenas esta temporada, já está para fechar um dos contratos de patrocínio mais vantajosos da Fórmula 1 atual.

--

A punição que tirou o terceiro lugar de Jarno Trulli foi uma dessas coisas estúpidas que somente os comissários da FIA conseguem produzir.

O italiano saiu da pista a duas voltas do fim, já com o safety car na pista após a pancada de Vettel e Kubica.

Hamilton tentou reduzir, mas fez a ultrapassagem e passou a terceiro.

Avisado pela McLaren, que temeu uma punição, o inglês diminui imediatamente e deixou Trulli passar.

O piloto da Toyota recuperou o terceiro posto e ali recebeu a bandeirada.

De nada valeu.

Punido por ter passado Hamilton no safety car, Trulli recebeu 25 segundos no tempo final da prova e caiu para 12º.

Hamilton já admitiu que o italiano não teve culpa, mas não vai adiantar nada.

Não há possibilidade de recurso, diz o regulamento, para o tipo de penalisação que Trulli recebeu.

E, assim, em mais um flagrante de incompetência dos comissários, o azarado Jarno viu escapar o excelente resultado que havia conquistado em Melbourne...

--

Bruno Senna na Force India?

É o que aponta o próprio chefe da equipe indiana, Vijay Mallya.

O bilionário indiano já deu a entender que não fica com Giancarlo Fisichella em 2010.

Para o lugar do veterano, deve entrar o piloto de testes Vitantonio Liuzzi, que já tem contrato para ser titular da Force India na próxima temporada.

Assim, Senna só teria chance caso a equipe troque os dois pilotos.

Não é tão improvável assim.

O alemão Adrian Sutil não tem lá todo esse prestígio com o chefe e o nome de Senna, certamente, é visto com bastante interesse para o próximo ano.

Resta saber se esta seria a melhor opção para o brasileiro.

Prestes a se tornar piloto oficial da Mercedes no Campeonato Alemão de Turismo, Senna também poderia sonhar com chances na Brawn GP e na McLaren, que usam os propulsores da marca alemã.

Na Brawn, após a esnobada que tomou há algumas semanas, fica difícil imaginar Senna.

Na McLaren, nada é impossível.

Heikki Kovalainen começou mal o campeonato e tem só este ano a cumprir de contrato com o time prateado.

Trocar o irregular finlandês pelo promissor sobrinho de Ayrton é uma hipótese que certamente já passou pela cabeça de Ron Dennis.

Entre McLaren e Force India, não há nem como discutir qual seria a melhor aposta para Bruno.

--

Você gostou do GP da Austrália? Então, certamente, vai adorar o GP da Malásia...

Lá vem ela de novo, para embaralhar ainda mais as cartas.

A chuva.

Sim, tem chovido quase diariamente em Sepang, onde acontece a corrida do próximo domingo.

E sempre no fim da tarde, quando vai acontecer a etapa malaia da Fórmula 1.

No momento, há nada menos do que 95% de chance de temporal no dia da corrida.

Melhor as equipes prepararem os guarda-chuvas...

8 comentários:

Jorge Barata disse...

Hamilton e Senna Juntos. É de prever dores de cabeça para o big boss da McLaren.

Uma abraço moçambicano

Paulo Maeda™ disse...

Senna e Hamilton não fariam uma dupla a là Senna/Prost, eu acho que seria mto bom para a Mclata. Mas agora, Senna correr na Force India... pra mim eh melhor ele ficar lah na DTM msm.

F-1 A.L.C. disse...

agora entendí o asunto de Trulli. por isso no video o que dá pra ver e O HAMILTON SOBREPASANDO A TRULLI, e não ao contrario.

definitivamente, uma coisa extremamente idiota.

ainda não entendo como vai fazer Branson para desculparse por ter mandado demitir 300 ingleses como parte da negociação com a Brawn. o povo lá na terra de Mansell deve tar bem bravo

Gavião Boemio disse...

Estão confundindo Ron Dennis com Frank Williams,Bruno Senna estrear na F1 na Mclaren? é mais improvável que nevar no nordeste brasileiro.
Quanto as demissões na Brawn, isso é reflexo do novo regulamento tec. que diminuiu os numeros de testes,obriga o motor a correr 3 provas,alem das limitações na aerodinamica,isso diminui bruscamente a demanda de fabricação de peças, e vamos concordar que equipe de f1 não é empresa pública.

Saraiva disse...

Em partes:

- Depois dessa dobradinha no gp da australia, não acho que vai faltar patrocínio pra Brawn.

- Realmente, foi um 'vacilo' aquela punição do Trulli. Você tem o vídeo do momento em que hamilton diminuiu propositadamente? vou dar uma procurada na net pois nao me lembro desse momento na corrida. De qualquer jeito, além dessa punição, outra desnecessária foi relativa ao Vettel, que estava defendendo sua posição e foi punido para a próxima corrida. COmo o schumcher mesmo disse "ele não poderia fazer o carro desaparecer dali".

- FInalmente, a primeira corrida com chuva do ano! No link que o JPezzolo postou em seu blog, indicava 60% de chuva no domingo. De qualquer jeito, fazendo uma média dessas 02 fontes, diria que há 77% de chuva no domingo :P

Ah, perguntei isso no site do pezzolo, e pergunto aqui também. Nao vai haver mais aquela 'aglomeração' de notas dos blogueiros (o 'trofeu blogueiros) do qual você fazia parte?

Ron Groo disse...

Pois é, e agora com o apoio da Mercedes, Bruno pode mesmo pintar na F1 logo, logo.
Porém penso que não da Fi e sim na Mclaren mesmo.
O golpe de marketing seria sensacional.

Pablo Carrilho disse...

só achei a ultrapassagem do Hamilton sobre o Trulli: http://www.youtube.com/watch?v=a-uDZJ2ls78
o curioso é que um outro carro escapa na mesma curva, justamente o Glock, tbm da Toyota.

Vale registrar que é um absurdo marcar essas corridas para as 17h. Em Melbourne, dava pra ver nas imagens on board que o Sol estava extremamente baixo. Por causa do forte calor e da elevada umidade, o GP da Malasia ainda tem o agravante das tempestades tropicais.

E os caras ficam perdendo tempo inventando punição...

Saraiva disse...

No blog da F1 da jovem pan (http://jovempan.uol.com.br/blogs/f1/) o jornalista lá, que está em Sepang, disse que:

"- Faz sempre muito calor. Termômetros variam de 29º a 33º. Esta é a tendência até domingo, dia da corrida. Possibilidade de chuva não é grande, com maior chance no sábado, dia da classificação."

=(
Bom, pelo menos chovendo no sábado já está de bom tamanho.