terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Nick Heidfeld: será que um dia ele chega lá?

A BMW começa a temporada 2009 mais forte do que jamais esteve na Fórmula 1.

A equipe conquistou sua primeira vitória no ano passado e, se mantiver a evolução, vai no mínimo disputar acirradamente o título contra Ferrari e McLaren.

É se notar que todo mundo - de jornalistas a torcedores, passando até por membros da própria BMW - parecem depositar muito mais esperanças em Robert Kubica do que em Nick Heidfeld.

Mas será o alemão é um peso tão morto assim dentro da escuderia?

Com mais de 153 GPs da carreira, 200 pontos e um total de 11 pódios, Heidfeld é provavelmente um dos melhores pilotos da história da Fórmula 1 que nunca obteve uma única vitória.

No GP do Canadá do ano passado, vinha em ótima posição para quebrar o tabu, mas deixou Kubica passar sem que a equipe mandasse e viu o polonês roubar o primeiro posto.

A partir dali, Heidfeld se reduziu a segundo piloto da BMW e não mais conseguiu igualar Kubica até o fim do ano.

Terminado o campeonato, a BMW saiu mais forte do que entrou e já é cotada para disputar o troféu de campeão em 2009. Com Kubica, é claro, e não com Heidfeld.

Pois nesta terça o alemão resolveu dar um recado. Em entrevista à imprensa europeia, Heidfeld afirmou que não quer somente vencer uma corrida.

O objetivo dele é ser campeão.

Ganhar um campeonato da Fórmula 1 é o sonho de todo piloto da categoria, mas poucos podem almejar o título de forma realista.

Seriam as palavras de Heidfeld apenas um delírio de piloto decadente ou o prenúncio de uma grande surpresa?

Vale lembrar que a entrada do "KERS" no carro deste ano trouxe um aumento de cerca de 30 kg no peso total do bólido.

Pilotos altos e corpulentos como Kubica vão levar alguma desvantagem.

Os baixos e franzinos como Heidfeld tendem a se dar bem.

E se a BMW fizer um carro realmente bom, melhor do que qualquer outro, e Kubica encontrar dificuldade por causa do peso extra? Quem sabe...

Será que Heidfeld poderia chegar lá?

É difícil, para não dizer quase impossível, imaginar o alemão como campeão da Fórmula 1 neste ano.

Mas não seria nenhum absurdo apostar que Heidfeld vai, ao menos, quebrar a barreira da vitória.

Já passou da hora disso e, se Heidfeld quer mesmo sonhar com título, precisa começar a ganhar GPs.

Se o alemão não vencer uma corrida em 2009, nunca mais vai conseguir...

4 comentários:

Daniel Médici disse...

A respeito do Heidfeld, escrevi sobre ele estes dias:

http://cadernosdoautomobilismo.blogspot.com/2009/01/recorde-para-o-alemao.html

No fim de 2008, o alemão se tornou detentor de um obscuro recorde: o de piloto que se classificou ao fim de mais Grandes Prêmios seguidos. Foram 28 até agora, e ainda pode aumentar.

Ron Groo disse...

Ele só chegará lá se o 'lá' não for muito exigente. Já que parece que o alemão não trabalha bem sob pressão.

F-1 A.L.C. disse...

olha, a SAUBER sempre prezou por um piloto estável e outro osado, era assim com villeneuve e Massa

O valor de Heidfeld é a regularidade, mesmo que isso não foi muito asim em 2008. o alemão vai ficar na equipe enquanto fique na zona de pontos.

agora se a regularidade vai coroada de varios pódios, vai ser um serio rival ao campeonato, pois no ano pasado só com o fim do TC vimos muitos campeões fora do asfalto.

Ylan Marcel disse...

Acho o Heidfeld simpático até, mas para ser campeão acho que não dá mais pra ele, não.
www.motorizado.wordpress.com