sábado, 15 de novembro de 2008

Helinho Castroneves enfrenta possibilidade de encerrar carreira

Não é só Rubens Barrichello que parece próximo de encerrar a carreira.

Enquanto o veterano ainda negocia com a Honda, do outro lado do Atlântico há um piloto em situação bem mais complicada.

É claro que estamos falando de Helio Castroneves.

Acusado de sonegação fiscal pela Corte da Flórida, Helinho corre risco de ficar preso por até 35 anos.

O julgamento foi marcado para março de 2009, o piloto tentou adiar para novembro e não conseguiu.

Agora, espera-se que a Penske interrompa o contrato de Helinho a qualquer momento.

Se o brasileiro for condenado - o que é o mais provável - não disputaria nem as primeiras corridas da próxima temporada da F-Indy.

A Penske já corre atrás de um substituto para Helinho, que enfrenta a forte possibilidade de ser obrigado a suspender a carreira por causa dos problemas fiscais.

Livrar-se da Receita Federal dos Estados Unidos não é nada fácil.

Helinho muito dificilmente vai receber a pena máxima de 35 anos, mas deve encarar algum tempo atrás das grades.

Toda a nossa torcida é para que isso não aconteça.

As evidências, porém, sugerem que Helinho foi negligente ou conivente com as artimanhas de seu advogado, que montou uma empresa de fachada para esconder ganhos com salários e patrocinadores.

Resta esperar pelo veredito da Corte da Flórida.

Mas, infelizmente, Helinho jamais terá a mesma credibilidade com o público e os patrocinadores.

Um comentário:

Paulo Maeda™ disse...

Infelizmente a carreira do Hélio jah está acabada. Dificilmente ele conseguirá se reerguer. Na vdd não estou torcendo nem pró nem contra sua condenação. Se por conivência ou completa responsabilidade ele deve ser punido sim.

Uma pessoa com a reputação q conquistou nos EUA nunca poderia ter caído numa situação dessas.