sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Sobre o futuro de Nelsinho Piquet

A imprensa internacional insiste em colocar o francês Grosjean como substituto de Nelsinho em 2009. O brasileiro só continuaria na Renault caso Alonso saia para a Honda, o que parece improvável.

Nesta sexta, a equipe francesa adiou a definição sobre o futuro de Nelsinho e os boatos sobre a dispensa do brasileiro ganharam ainda mais força.

Apesar de tudo, o Blog duvida que o novato deixe a Renault na próxima temporada.

O suposto substituto Grosjean é um piloto jovem e rápido, mas ainda precisa amadurecer. Quem acompanha a GP2 sabe que o francês costuma sempre estar entre os primeiros. Não raramente, porém, envolve-se em acidentes.

A Renault esperou duas temporadas para estrear Kovalainen e Nelsinho. Cada um fez um campeonato da GP2 e depois permaneceu mais um ano como piloto de testes antes de passar a titular. É verdade que a limitação nos treinos coletivos pode ter feito a Renault mudar os planos com Grosjean. Mas o francês, de fato, ainda não parece preparado para a Fórmula 1.

Ao mesmo tempo, Nelsinho mostra uma evolução que precisa ser considerada. Desde o GP da França, vem correndo num ritmo mais próximo ao de Alonso e finalmente fazendo jus ao investimento da Renault.

Nelsinho foi uma aposta da equipe francesa. Por que a Renault pensaria em substituí-lo justamente quando ele começa a render frutos?

No momento, a idéia de ver Nelsinho dispensado no fim do ano simplesmente não faz muito sentido. O começo dele foi ruim, é verdade, mas já passou. Com Hamilton e Vettel, parece que todos esqueceram que novato erra, faz bobagem e demora a "pegar no tranco" mesmo. Basta ver os casos recentes de Rosberg e Glock, por exemplo.

O presidente da montadora, lembrem-se, é brasileiro. E o sobrenome Piquet tem peso sim.

Seria uma tremenda injustiça demitir Nelsinho baseado no que ele fez até agora. Ninguém deve esquecer que o companheiro de equipe dele é nada menos do que o único bicampeão do mundo em atividade. Classificar Alonso como "o melhor piloto do mundo" não seria nenhum exagero.

Na McLaren, o espanhol não teve a atenção que esperava. Por isso mesmo, fez questão de não dar chances a Nelsinho na Renault. A equipe é toda do espanhol e o brasileiro sofreu muito com isso no início do ano.

Nessa altura, entretanto, já se recuperou. E para quem começou a temporada tão mal, estar a apenas cinco pontos de Alonso é um grande desempenho.

Sem patriotada, o Blog crava com convicção: Nelsinho vai continuar na Renault em 2009.

2 comentários:

Saraiva disse...

VocÊ como um experiente espectador desse jornalismo em torno da fórmula, deve muito bem saber daquela velha regra: o piloto só é lembrado pelo que ele fez na sua última corrida.
Na semana que o Hamilton bateu na traseira do raikonen, em tudo o que era site saia comentários de pessoas dizendo como ele era inexperiente. E agora, os comentários são que o mesmo será campeão.
O mesmo de massa, em relação à corrida na Inglaterra, só vaias. Depois, na Hungria, foi louvado mesmo sem ganhar.
Nelsinho vai ter que se dar bem nessas próximas 3 provas, que, geralmente em torno de setembro, é o período de renovação de contratos. Se ele fizer 3 corridas ruins, essas vão ser as que vão ser levadas em consideração pelo seu desempenho.

GiglioF1 disse...

Gustavo,

Nao creio também que Nelsinho saia...e trocá-lo pelo Grosjean!!!

Nao esquecamos do Di Grassi como tenho alertado alguns colegas...é um piloto da RDD ha 4 anos e vem barbarizando na GP2...

Abraco!