domingo, 1 de junho de 2008

Valentino Rossi vence a terceira seguida na MotoGP

O heptacampeão começou o ano de forma meio discreta, mas agora já desponta como franco favorito ao título desta temporada da MotoGP. Em mais uma performance arrasadora, Valentino Rossi dominou hoje o Grande Prêmio da Itália, conquistando sua terceira vitória consecutiva no campeonato. Rossi também chegou à impressionante marca de sete triunfos seguidos no circuito de Mugello, para delírio dos torcedores que invadiram a pista depois da bandeirada.

Saindo da pole position, Rossi largou mal como de costume, perdendo posições para Casey Stoner e Daniel Pedrosa. Mas o italiano não demorou muito para recuperar a liderança. Numa mesma volta, Rossi superou os dois rivais sem maiores dificuldades, e não foi mais incomodado até o fim da corrida. Stoner precisou se contentar com o segundo lugar, enquanto Pedrosa completou o podium.

Vice-líder do campeonato até ontem, Jorge Lorenzo sofreu um acidente na sexta volta e caiu para terceiro na tabela de classificação. Agora, Rossi lidera com 122 pontos, seguido por Pedrosa (110), Lorenzo (94) e Stoner (76). Tudo indica que a briga pelo título vai ficar restrita aos quatro protagonistas do ano, os únicos que já venceram corridas na atual temporada. A seguir, os dez primeiros do Grande Prêmio da Itália:

1. Valentino Rossi/Itália/Yamaha, 23 voltas em 42:31.153s
2. Casey Stoner/Austrália/Ducati, a 2.201s
3. Dani Pedrosa/Espanha/Honda, a 4.867s
4. Alex de Angelis /Itália/Honda, a 6.313s
5. Colin Edwards/Estados Unidos/ Yamaha, a 12.530s
6. James Toseland/Inglaterra/ Yamaha, a 13.806s
7. Loris Capirossi/Itália/Suzuki, a 14.447s
8. Andrea Dovizioso/Itália/Honda, a 15.319s
9. Shinya Nakano/Japão/Honda, a 15.327s
10. Chris Vermeulen /Austrália/Suzuki, a 30.785
s

O próximo compromisso da MotoGP é o Grande Prêmio da Catalunha, no circuito de Barcelona, marcado para o dia 8 de junho.



Ryan Briscoe venceu hoje a etapa de Milwaukee da Fórmula Indy, salvando seu emprego na tradicional equipe Penske. Após se acidentar na maioria das corridas deste ano, o australiano finalmente conseguiu fugir dos problemas e ganhou pela primeira vez na categoria. Scott Dixon e Tony Kanaan fecharam os três primeiros. No campeonato, Dixon soma 234 pontos contra 206 de Helio Castroneves, quinto colocado em Milwaukee. A Fórmula Indy volta à pista no próximo dia 7 de junho, no oval do Texas.

Na Grécia, Sebastien Loeb confirmou sua vitória no Rally de Acrópolis. O tetracampeão terminou a competição com mais de um minuto de vantagem para o vice-líder Petter Solberg, que conseguiu seu melhor resultado no ano. Mikko Hirvonen foi terceiro e perdeu a liderança do campeonato para Loeb. Agora, o francês tem 50 pontos, um a mais do que Hirvonen. A próxima parada do Mundial de Rally é a Turquia, entre os dias 13 e 15 de junho.

Enquanto isso, o brasileiro Augusto Farfus Jr. conquistou hoje sua primeira vitória na temporada do Mundial de Turismo. O piloto da BMW largou da pole position e venceu com facilidade a bateria inicial da rodada dupla de Pau, na França. Na segunda corrida do dia, o triunfo ficou com o tricampeão Andy Priaulx. Apesar do bom resultado, Farfus ainda está longe da briga pelo campeonato, que é comandado pelo italiano Gabriele Tarquini, da SEAT.

Para terminar, vale registrar que o polêmico Kyle Busch ganhou outra na Nascar, dessa vez no oval de Dover. Ajudado por uma ótima estratégia de pit stops, Busch tomou a ponta de Carl Edwards na última rodada de paradas, e apenas administrou a liderança nas voltas finais. Foi o seu quarto triunfo no ano. Edwards fechou em segundo, com Greg Biffle em terceiro. Na tabela do campeonato, Busch é o primeiro com 2050 pontos. Jeff Burton (1908) e Dale Earnhardt Jr. (1779) aparecem a seguir.

Seguindo a tradição, a Nascar já volta à pista no domingo que vem, dia 8, no oval de Pocono.



Se este blog trata de velocidade, é impossível ignorar o feito de Usain Bolt. No último sábado, o jamaicano quebrou o recorde mundial dos 100 metros rasos e se tornou o homem mais rápido do mundo - à pé, pelo menos. Aconteceu durante o Reebok Grand Prix, em Nova York. Bolt correu a distância em 9.72s, batendo em dois centésimos a marca anterior, do também jamaicano Asafa Powell. Vale a pena conferir a extraordinária corrida de Bolt, no nosso "vídeo do dia":



Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Valentino Rossi - www.gpupdate.net
Valentino Rossi, Casey Stoner e Daniel Pedrosa - www.motorsport.com

Ryan Briscoe - www.indycar.com
Augusto Farfus Jr. - www.fiawtcc.com

6 comentários:

nelson disse...

Grande corrida do Ryan Briscoe, deu sorte no final, quando ganhou aquela bandeira amarela, não estava muito bem no tráfego, boa briga no final.

Sorte, aliás, que já aponta Scott Dixon como campeão de 2008, pelo menos para os superticiosos, já que em 2007 e 2006, os campeões da temporada terminaram a etapa de Milwaukee em segundo lugar...

De se registrar a grande recuperação de Oriol Servia, que esteve em último no começo e terminou em sexto.

Lamentável o acidente do Graham Rahal, vinha fazendo boa prova...

Louvável a transmissão de hoje, sem o Luciano do Valle, muito melhor, só o Maluhy que falou umas asneiras, como "as equipes da ChampCar entraram brigando em alto nível", é, vimos isso lá em Homestead, e, tirando o Rahal, nenhum ChampCar esteve na frente hoje...

Abraços,
Nelson

GiglioF1 disse...

Gustavo,

Briscoe ganhou para nao apanhar da Danica..!!!
Valentino...espectáculo de corrida...méritos a Stoner que sigue apanhando da Ducatti , mas tá chegando...
Sobre o Recorde...viu o tamanho das pernas do cara!!! Parece um avestruz!
Abraco do Giglio!!

Net Esportes disse...

o Valentino ta que tá esse ano !!!!

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens!

Nelson: A performance do Ryan Briscoe foi excelente mesmo. E ele ainda mostrou muita habilidade ao desviar dos carros batidos no final. Mas a briga pelo título desse ano, ao que parece, já tem um favorito destacado. Se mantiver o ritmo atual, Scott Dixon não perde o troféu...

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho

Ron Groo disse...

E o Valentino mostrando que tinha razão quando trocou os fornecedores de pneus apenas para a moto dele...
Valeu Gustavão!

Marcelonso disse...

Gustavo,

Valentino voltou a pilotar como antes,agora tudo encaixou,caminha a passos largos para mais um caneco.

grande abraço