domingo, 12 de abril de 2009

Os boatos do feriado de Páscoa

As duas notícias mais interessantes da Fórmula 1 durante o feriado de Páscoa vieram do diário News of the World, um dos tablóides de pior reputação na Inglaterra.

É verdade que a publicação não mentia quando revelou as preferências sado-masoquistas do presidente da FIA, Max Mosley.

Mas as reportagens do News of the World não costumam mesmo ter muita credibilidade.

Por isso, é preciso cautela ao analisar os dois boatos que o tablóide lançou no ar durante este feriado.

O primeiro deles: Rubens Barrichello será demitido da Brawn GP para dar lugar a Lewis Hamilton.

Essa possibilidade é tão fantasiosa que, no último dia 1º de abril, já era tema de pegadinha na imprensa inglesa.

O News of the World acreditou nessa estória e publicou que Rubinho corre sério risco de perder a vaga caso a McLaren seja excluída do campeonato no Conselho Mundial, o que deixaria Hamilton à pé.

Toda esse raciocínio é complicado demais para ser levado a sério.

Depois de toda a novela para garantir um lugar na Brawn para este ano, Rubinho está certamente garantido na equipe até o fim desta temporada.

Ross Brawn, seu parceiro de tanto tempo, não demitira Barrichello sem um motivo muito forte para isso.

Nem mesmo se Hamilton ficar, de repente, livre no mercado de pilotos.

A outra "bomba" lançada pelo News of the World é uma folclórica briga de bastidores.

Jenson Button, o líder do Mundial, teria chegado muito perto de sair no tapa com Richard Branson, o dono da empresa que patrocina a Brawn GP.

O incidente supostamente aconteceu numa festa logo após o GP da Austrália, corrida que Button ganhou com o logo do Virgin Group, de Branson, estampado na frente do carro.

O motivo da briga atende pelo nome de Jessica Michibata, que vem a ser a nova namorada do piloto inglês.

Branson teria dado em cima de Jessica e Button partiu para tomar satisfações.

Os dois, segundo o News of the World, estavam alcoolizados.

Verdade ou não, o fato é que Button venceu o GP da Malásia apenas alguns dias depois.

Mais uma vez com o carro patrocinado pela Virgin, que já admite estender e amplificar o contrato com a Brawn GP.

Ou seja: se a briga aconteceu mesmo, não afetou a performance do inglês e nem a alegria de Branson com o ótimo desempenho da Brawn.

5 comentários:

Anselmo Coyote disse...

Zico tá no Vasco, com Pelé...

Gavião Boemio disse...

Eu que não tenho tempo e paciência pra ler tablóides? Pergunto:
E o kiko?

F-1 A.L.C. disse...

a mais obvia das fofocas, dado que Branson é um mítico playboy e a namorada de Button é linda demais... com toda certeza, inventada

já reparou que no Brasil a gente não coloca a Felipe em nenhuma outra equipe? e geralmente os boatos de piloto brasileiro tem pouca repercussão

por outro lado, Alonso já estaría com um pé na Brawn... e outro na Ferrari. isso desde inicio de campeonato..

dificilmente vamos a saber se é verdade até pouco antes de consumado o fato, mais que o NEWS OF THE WORLD poderia estar certo, até que poderia

Ron Groo disse...

Claro que é boato e besta ainda por cima.
Mas o fato de poder contar com o campeão da temporada passada em um de seus carros seria motivo mais que suficiente para um "valeu, boa sorte" de Ross ao 1B.
Eu não pensaria duas vezes.

Luiz Rapoza disse...

Já gravei um disco, voador
Disse a Castro Alves, seu valor...