segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Será que o carro da Ferrari está fora do regulamento?

Dia agitado no noticiário da Fórmula 1.

Em Portugal, Williams e Renault mostraram seus carros para a temporada 2009.

A equipe inglesa lançou o novo FW31 de forma tão discreta que nem os titulares Rosberg e Nakajima se deram ao trabalho de aparecer no circuito de Portimão.

a Renault realizou uma sessão de fotos um pouco mais caprichada, mas ainda assim nada luxuosa.

Curioso é que o escolhido para dar as primeiras voltas no novo R29 foi Nelsinho e não Alonso, uma prova de que o piloto brasileiro mantém seu prestígio dentro da escuderia francesa.

A nova pintura da Renault, com laranja, amarelo e branco predominantes, é muito mais bonita do que a mistura de cores que vinha sendo usada nos últimos dois anos.

Apesar disso, ainda fica devendo para o azul-amarelo da primeira passagem de Alonso pela equipe.

Mesmo com todas as atividades da Fórmula 1 em Portugal, a principal notícia do dia veio da Alemanha.

Segundo a revista Auto Motor und Sport, a Ferrari estaria burlando o regulamento ao instalar escapamentos externos, algo que iria contra as novas regras introduzidas neste ano.

Acusação séria, mas estranha.

De acordo com a publicação, os escapamentos externos seriam uma maneira de compensar a restrição dos apêndices aerodinâmicos nos carros de 2009.

Até agora, nenhuma das outras equipes que já mostraram seus modelos para este ano - Toyota, McLaren, Renault e Williams - optaram pela mesma solução da Ferrari.

Para a Auto Motor und Sport, isso seria uma prova de que a escuderia italiana estaria fora do regulamento.

Mas será que a Ferrari não escolheria uma forma, digamos, mais "discreta" de burlar as regras se assim quisesse fazer?

Afinal de contas, os escapamentos externos estão ali, do lado de fora do carro, para qualquer um ver.

A impressão que fica é que a Ferrari não instalou os escapementos externos com a idéia pré-concebida de ganhar uma vantagem ilegal sobre as concorrentes.

O mais provável é que a equipe tenha feito apenas uma interpretação diferente do regulamento, que pode ou não ser aceitável.

Se a Ferrari tiver seus escapamentos externos proibidos, não seria assim tão complicado mudar para escapamentos internos e dar fim à polêmica.

Pelo visto, isso é o mais provável que aconteça.

2 comentários:

Adalberto Althoff Jr. disse...

Absolutamente ridícula essa interpretação da revista alemã. Observando a foto, não se vê nada que seja "aerodinâmico" em dois canos pra fora da carenagem...

Anselmo Coyote disse...

Seria interessante algum blog publicar o regulamento da F1 para 2009, devidamente traduzido, para os leitores interpretá-lo e somente depois tentar responder a determinadas questões, inclusive esta ora posta. Ficar dando palpites sobre posts pouco claros e sobre regulamento que não se conhece, com todo o respeito, é estupidez.