sábado, 6 de setembro de 2008

Brasileiros sem sorte na GP2

Que fase a dos pilotos brasileiros no exterior.

Uma semana após Helio Castroneves ter sido garfado na etapa de Detroit da Indy, agora foi a vez de Bruno Senna perder o triunfo da GP2 em Spa por causa de uma decisão estúpida dos comissários.

Estes consideraram que Bruno teve "conduta perigosa" dentro dos pits quando fechou o também brasileiro Alberto Valerio e os dois quase bateram.

Na verdade, a culpa foi do mecânico que liberou Bruno em cima do outro carro, em cena idêntica ao quase-acidente entre Massa e Sutil no GP da Europa.

Punido com um drive through, o sobrinho de Ayrton caiu para 12º no fim e perdeu uma vitória garantida.

Menos mal que o líder do campeonato Giorgio Pantano abusou das bobagens e também acabou lá atrás. O italiano cometeu um erro de novato ao perder o ponto de freiada e encher o carro do pobre Lucas di Grassi, que vinha num brilhante oitavo após largar de último.

Lucas, coitado, vai ter de repetir todo o trabalho na prova de amanhã. Com o abandono, ficou quase fora da luta pelo título, restrita a Pantano e Senna. Até aqui, o italiano tem 11 pontos de vantagem.

Quase esqueci: o triunfo em Spa ficou com o francês Romain Grosjean. Piloto rápido e promissor, embora por vezes excessivamente agressivo. Grosjean ultrapassou di Grassi no campeonato e pulou para terceiro. É nome certo em alguma equipe da Fórmula 1 até 2010, assim como Bruno.

Pena que não se pode falar o mesmo de Di Grassi, um piloto que hoje é melhor do que os dois.

6 comentários:

kimi_cris disse...

Realmente, a sorte parecia que estava contra os pilotos brasileiros. O português Alvaro Parente, fez uma boa corrida.
Mas o drive thrue a Brunno, foi devido a ele ter "cortado" a chicane do autocarro?

Abraço!

Kimi_Cris

Saraiva disse...

Deveriam punir o Pantano. Aquilo sim foi uma "conduta perigosa". Com o 8° lugar de hoje, o Lucas iria largar em 1° amanhã. Na hora, o narrador até falou que o Pantano tocou no Petrov (parceiro do lucas) o que me deixou aliviado. Mas ele estava enganado...

Grid GP disse...

Agora que o Pantano está excluído da prova, Bruno Senna tem que procurar pontuar de qualquer jeito, pra tentar a virada em Monza.

Aliás, uma pena esse campeonato da GP2 acabar tão cedo, não acha? Com tantas corridas boas, poderia durar até dezembro...

Torço muito para o di Grassi conseguir um cockpit para 2009. O pessoal da Toro Rosso poderia muito bem oferecer um teste a ele.

No mais, é isso.

Abraços.

Fábio Campos.

Leandrus disse...

Não vi toda a corrida, graças a "querida programação" da Sportv. Mesmo assim ainda tive tempo de ver a grande bobagem feita pelo Pantano. É, foi um erro grotesco mesmo; mas ainda não acho que ele merecia ser eliminado da corrida de amanhã. Acredito que o erro tenha sido muito mais por descontrole do carro do que por atingir o Lucas de propósito.

Ah, e realmente, o negócio não está nada bom para os brasileiros na GP2...

Anônimo disse...

kimi_cris, você colocou "Bruno" com dois "N's", o certo é com um N!

blogguardrail disse...

Concordo com vc, Gustavo.Di Grassi é mais piloto que Grosjean e Senna.

A remontada dele nas 2 corridas desse fim de semana(apesar do azar que teve) mostram isso.