terça-feira, 8 de julho de 2008

Raikkonen pede calma e diz confiar na recuperação da Ferrari

O "Homem de Gelo" não se abala. Apesar da seqüência de maus resultados, Kimi Raikkonen mantém o otimismo para as próximas corridas. Em entrevista ao site oficial da Ferrari, o finlandês afirmou que basta a equipe ter tranqüilidade para se recuperar no campeonato. De acordo com Raikkonen, a maré de azar impediu que o verdadeiro potencial do time de Maranello fosse mostrado nas últimas provas:

"Várias coisas estranhas vêm acontecendo comigo. Mesmo assim, ainda estou empatado na liderança do campeonato, o que me deixa confiante. Vamos reagir sem pânico. O nosso carro é vencedor. Só precisamos de um fim de semana sem problemas", falou Raikkonen. Até agora, o atual campeão tem apenas dois triunfos no ano, conquistados na Malásia e na Espanha. Mas aparece na primeira posição em pontos, ao lado de Lewis Hamilton e Felipe Massa.

Nas últimas quatro corridas, a Ferrari venceu apenas uma vez. Pouco para quem tem, aparentemente, o melhor carro do grid. O G.P. da Alemanha é a oportunidade perfeita para uma dobradinha da equipe italiana. Resta saber qual dos dois pilotos vai prevalecer. Mais uma vez, a disputa pelo primeiro lugar tem tudo para ser um duelo interno de Raikkonen e Massa. Os dois na briga do título, os dois com bons retrospectos em Hockenheim, os dois precisando se recuperar do fiasco de Silverstone.

Alguém já tem um palpite? Eu ainda não...



Mesmo sem um único podium na atual temporada, Fernando Alonso não está arrependido de ter assinado pela Renault. Quem garante é o próprio espanhol, que conversou hoje com o jornal As. "Se precisasse escolher por qual equipe correria na próxima corrida, optaria pela Renault. Não tenho os mesmos resultados de antes, mas no ano passado foi muito pior. Na McLaren, sabia que eu não poderia vencer. Não guardo boas lembranças de lá", revelou Alonso, ainda chateado com a preferência do time por Lewis Hamilton.

Com a porta da McLaren fechada e a BMW perto de continuar com seus dois pilotos, a única possibilidade de Alonso disputar o título de 2009 seria um altamente improvável acerto com a Ferrari. O jornal As aposta nessa possibilidade e vai além, garantindo que o bicampeão já teria assinado com a escuderia de Maranello para 2010, num acordo que incluiria o Banco Santander. Ao que tudo indica, porém, Alonso ainda ficará preso à lentidão da Renault por certo tempo.

Alheio às polêmicas de seu ex-companheiro de equipe, Lewis Hamilton liderou hoje o primeiro dia de testes em Hockenheim, onde as equipes já se preparam para o G.P. da Alemanha. O inglês experimentou a versão "bigorna" da McLaren, seguindo a tendência aerodinâmica da moda. Kimi Raikkonen foi o segundo, com Nico Rosberg em terceiro e a surpresa Adrian Sutil em quarto. Nelsinho Piquet andou pela Renault e finalizou na oitava posição. Logo abaixo, a classificação de hoje:

1. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:15.483 (75 voltas)
2. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, 1:15.803 (63)
3. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:16.099 (87)
4. Adrian Sutil/Alemanha/Force India, 1:16.516 (97)
5. Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, 1:16.533 (113)
6. Kamui Kobayashi/Japão/Toyota, 1:16.570 (65)
7. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:16.593 (59)
8. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:16.856 (111)
9. David Coulthard/Escócia/Red Bull, 1:17.361 (67)
10. Alexander Wurz/Áustria/Honda, 1:17.825 (89)


Os testes em Hockenheim prosseguem amanhã e encerram-se na quinta-feira.



O vídeo do dia é mais uma animação da série animada Los Quemagomas, que brinca com os bastidores da Fórmula 1 e adora pegar no pé de Lewis Hamilton:



Até a próxima!

Crédito das fotos:
www.gpupdate.net

5 comentários:

Fábio disse...

Atenção para o detalhe do escapamento caindo quando a limosine da Ferrari chega ao Hotel. Genial!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Guilherme (RJ) disse...

Realmente causa estranheza a ausência de pódio do Alonso mesmo que a equipe não esteja nos melhores momentos do passado recente. Tirando a Renault, apenas ToroRosso e Force Índia não ‘podiaram’ ainda...

Acho improvável Alonso ir para a Ferrari enquanto Michael Schumacher tiver força dentro da equipe, até porque a Ferrari não precisa de um piloto fora de série para ser campeã de construtores nem de pilotos. O que o alemão fez pela Ferrari não será esquecido tão cedo.

Algumas (ou quase todas) marcas do alemão são impressionantes e difíceis de serem batidas, mas se Alonso fosse pra Ferrari em 2009 e ficasse por lá durante 5 anos acabaria se aproximando muito dos recordes do alemão, podendo igualar ou mesmo quebrar alguns recordes até o final da carreira. Talvez Alonso nunca pilote pela Ferrari.

Abraços!

PS: Se não for o Massa, que seja o Heidfeld vencedor em Hockenheim.

Guilherme Gaui disse...

Guga,
Favor me responder no orkut.
Saudaçoes equatorianas.

PS- Dá-lhe Rubinho!

Thiago Fagnani disse...

A Ferrari está errando demais. As saídas de Jean Todd e Ross Brow estão sutindo efeito. Mas tudo é uma questão de tempo...

Temos dois textos sobre F1 postados esta semana em nosso blog, de uma olhada lá!!

Abraços meu caro!!

www.esportejornalismo.blogspot.com

Thiago Fagnani disse...

E sobre o mercado de pilotos, tudo é uma dúvida ainda.