quarta-feira, 13 de maio de 2009

Metade do grid já recusa regras de 2010

Se as inscrições para a temporada de 2010 terminassem hoje, só três times teriam participação garantida.

Brawn, Force India e Williams.

Enquanto McLaren e BMW ainda não apresentam posição oficial, outras cinco já avisaram que não aceitam as mudanças da FIA para o ano que vem.

Depois de Red Bull, Toro Rosso, Toyota e Ferrari, foi a vez da Renault anunciar que não corre em 2010 caso as regras da entidade sejam aprovadas.

Metade do grid, portanto, já estaria fora do campeonato de 2010.

É verdade que Max Mosley é um sujeito muito teimoso, mas a pressão vai atingindo níveis insuportáveis.

Mais um pouco e ele será obrigado a ceder.

--

A Ferrari afirma que pode correr em outras categorias, colocando mais lenha na fogueira.

Mas tudo não passa de jogo de cena da equipe italiana, que tem sua história intrinsecamente ligada à Fórmula 1.

Muito mais séria é a ameaça da Renault.

Sem patrocinador para o ano que vem - o banco ING está deixando o barco no fim desta temporada - a escuderia francesa realmente vem avaliando a possibilidade de abandonar a Fórmula 1.

Flavio Briatore já deu a entender em mais de uma oportunidade que o futuro da Renault na categoria é uma dúvida.

A equipe provavelmente vai continuar, mas isso não é garantido.

Um comentário:

Jobson disse...

E independente do quê acontecer para 2010, a Red Bull só terá uma equipe no próximo ano, portanto a Toro está à venda! Algo até esperado, pois, a matriz cortou parte da verba destinada a sua irmã italiana em 2009.