sábado, 23 de maio de 2009

Button a caminho de mais uma vitória

Ninguém segura Jenson Button.

Em Mônaco, o inglês vai repetindo o roteiro da maioria das provas neste ano. Desempenho modesto nos treinos livres e nas duas primeiras fases da classificação, apenas para dar o bote na hora que interessa mesmo.

Não deu outra: pela quarta vez em seis provas na temporada, Button cravou a pole position.

Que, em Mônaco, vale ainda mais do que nos outros circuitos onde o líder do campeonato já venceu em 2009.

Parece que Button não perde a corrida de amanhã. Mas, como é em Mônaco, não dá para garantir nada.

A Ferrari renasceu através de Kimi Raikkonen, que obteve um ótimo segundo lugar.

Mesmo perdendo a pole por centésimos, o finlandês tem boas possibilidade de conseguir pelo menos um pódio saindo da primeira fila.

O "Homem de Gelo" mostrou lampejos do piloto que, há dois anos, foi campeão mundial e andava meio adormecido nos últimos tempos.

Em terceiro, Rubens Barrichello foi batido por Button de novo.

Numa pista onde tem retrospecto muito melhor do que o inglês, Rubinho era até o favorito na disputa interna da Brawn. Mais uma vez, entretanto, foi superado pelo companheiro.

Barrichello é cada vez mais o segundo piloto da Brawn, por mais que lute contre isso. Mônaco parecia a oportunidade de reagir, mas Button está levando a melhor.

Na Red Bull, uma performance um pouco abaixo do esperado.

Sebastian Vettel, que foi bloqueado em sua última volta rápída, ficou em quarto lugar.

E Mark Webber, aparentemente com o carro mais pesado, não passou de oitavo.

Os dois devem pontuar com tranquilidade na corrida, mas não oferecem muita resistência ao domínio da Brawn.

Superado por Raikkonen, Felipe Massa ainda conseguiu um bom quinto lugar. Ao menos, está voltando a figurar com regularidade entre os primeiros colocados.

O que ainda não é o caso de Fernando Alonso. O espanhol luta bastante, mas tem óbvias dificuldades de acompanhar os líderes.

Em Mônaco, o bicampeão vai largar do nono lugar. E, se terminar na zona de pontuação, já vai sair no lucro.

A Williams conseguiu colocar os dois carros no "top 10", mas não brilhou como se esperava. Nico Rosberg ficou em sexto, enquanto Kazuki Nakajima foi o décimo.

O alemão poderia ter sido mais ousado, arriscando largar com o carro bem leve. Pelo visto, ambos os pilotos da equipe inglesa vão precisar batalhar bastante para salvar alguns pontinhos.

Na McLaren, a esperança agora é Heikki Kovalainen.

O finlandês larga do sétimo lugar, com boas chances de marcar pontos. O que certamente não vai acontecer com Lewis Hamilton, que bateu já no "Q1" e sai somente de 16º.

Para o campeão, a corrida de amanhã será apenas para cumprir tabela. Em condições normais, Hamilton não tem a menor chance de pontuar.

No meio do pelotão, Nelsinho Piquet larga de um razoável 12º. Com o carro que tem, não dava para ir muito além disso mesmo.

Por outro lado, a Force India tem muito a comemorar.

Com Giancarlo Fisichella em 13º e Adrian Sutil em 15º, o time indiano alcançou o melhor resultado de sua modesta história.

Nenhum dos pilotos tem maiores perspectivas para a corrida, mas o dia foi animador.

Em contraste, BMW e Toyota terminaram o sábado com o rosto vermelho de vergonha.

A equipe alemã, mais uma vez, foi um desastre. Nick Heidfeld foi o 17º, com Robert Kubica uma posição atrás.

Os dois pilotos da BMW teriam ficado nas duas últimas posições se não fossem as peripécias da dupla da Toyota.

Timo Glock rodou, ficou parado na pista e atrapalhou o companheiro Jarno Trulli, que vinha logo atrás.

Como nenhum dos dois tinha virado bons tempos, o resultado foi uma catástrofe: o italiano em penúltimo e o alemão na lanterna do grid.

Em pensar que, apenas duas corridas atrás, os dois formavam a primeira fila no GP do Bahrein...

Largada amanhã para o GP de Mônaco às 9h de Brasília.

Todos contra Jenson Button. Será que alguém vai parar o inglês?

3 comentários:

Guilherme (RJ) disse...

Mesmo que Button não vença, basta chegar na frente do brazuca companheiro e do Vettel, que são os únicos que podem lhe tirar o campeonato... em se tratando de Mônaco, isso é uma tarefa das menos complicadas pro inglês.

Saraiva disse...

estou torcendo pra que button bata amanhã hehe, só assim ele deixa de ganhar. Se o raikonnen nao tomar a frente dele na largada, já era, pois button está mais pesado que o finlandes.

E quanto às toytoas, mesmo que não acontecesse esses imprevistos, eles não passariam para o Q2, basta ver os resultados dos treinos livres onde eles ficaram nas últimas colocações nos 03 treinos livres.

F-1 A.L.C. disse...

kimi está muiot pesado!! dá para aguantar 24 vueltas