domingo, 15 de março de 2009

Mesmo sem forçar, Brawn comanda testes em Jerez

Seis das dez equipes da Fórmula 1 já concluíram todo o programa de pré-temporada.

As outras quatro saíram de Barcelona e viajaram direto para Jerez de la Frontera, onde testam ao longo desta semana.

Enquanto a McLaren resolveu tirar o dia de folga, Brawn, Renault e Williams entraram na pista para mais uma bateria de ensaios.

E o resultado seguiu a lógica de Barcelona: apesar da troca de circuito, a Brawn manteve a liderança e comandou a sessão com Rubinho.

Alonso, o vice-líder, bateu pela manhã e ficou a meio segundo de Barrichello.

Também entrou na pista o piloto de testes da Williams, Nico Hulkenberg, que ficou na terceira e última posição.

Para a Brawn GP, mais um resultado expressivo.

E a equipe, neste domingo, nem deu pinta de forçar o carro ao máximo.

O melhor tempo de Rubinho ficou na casa de 1:19.2, dois décimos atrás da marca estabelecida por Sebastian Vettel no dia 1º de março.

Considerando que a Red Bull não vem sendo citada entre as possíveis candidatas a vitória, o mais provável é que a Brawn GP não tenha andado como realmente pode.

No comunicado à imprensa, a equipe revela que apenas testou acertos e fez avaliações com os pneus.

Nada de simulações de corrida ou treinos classificatórios, quando os tempos mais rápidos costumam aparecer.

Enquanto isso, Alonso saiu da pista pela manhã num momento em que "tentava encontrar o limite" do novo carro da Renault.

Andou com tanque vazio e, mesmo assim, ficou a meio segundo de Rubinho.

A diferença, pelo visto, é ainda maior do que essa que foi vista neste domingo...

3 comentários:

Saraiva disse...

É... Mas parece que o Alonso virou o jogo... Contudo, apenas 0.055s à frente do barrichello.

Gavião Boemio disse...

COELHOS SAINDO DA CARTOLA!!!

Anônimo disse...

Caras, estou louco pra ver esse GP da Australia com a Brawn GP arrebentando na frente de equipes de ponta como Mclaren e Ferrari... Ja imaginaram Barrichello vencendo a 1a. corrida de 2009!?!?!?!?