domingo, 8 de março de 2009

DTM é a melhor escolha para Bruno Senna

Há cerca de quatro meses, quando Bruno Senna começou a pensar sobre o que iria fazer na temporada 2009, havia todo um leque de opções a explorar.

A mais interessante delas, é claro, era a Fórmula 1. Naquela altura, Senna conversava com Honda, Toro Rosso e Force India.

Se as negociações dessem errado, a GP2 ainda seria uma boa possibilidade.

Num cenário ainda mais pessimista, o Campeonato Alemão de Turismo (DTM) e a Le Mans Series restariam como cartas na manga.

Pois bem: já estamos no início de março e, ao que parece, Senna será obrigado a partir para uma das opções menos atraentes.

Na Fórmula 1, ele não tem mais chances.

Na GP2, as equipes de ponta já estão com os pilotos garantidos e Senna não tem mais espaço.

Por isso, em tese, o sobrinho de Ayrton parece ter apenas o DTM e a Le Mans Series como potenciais destinos em 2009.

Das duas categorias, o DTM é tranquilamente a melhor escolha.

Se decidir correr na Alemanha, Senna teria o apoio da Mercedes, uma equipe que fornece motores para McLaren, Force India e Brawn GP.

Permaneceria, portanto, ligado à Fórmula 1 e com boas chances de receber uma ligação para correr em 2010.

Sendo assim, é estranho que Senna possa estar considerando uma aventura na Le Mans Series.

Neste fim de semana, ele fez um teste pela equipe Oreca e foi o último dos quatro pilotos que treinaram no circuito francês de Paul Ricard.

Senna garante que o teste é somente para ganhar experiência.

Tomara que seja.

Porque uma mudança para a Le Mans Series representaria um grande afastamento da Fórmula 1.

Embora o DTM não seja a opção ideal, é muito melhor do que a aventura nas corridas de resistência.

2 comentários:

Augusto disse...

Senna, lugar de piloto decadente ou sem futuro é na Stock Car. Se correr ainda consegue uma vaga! rsrs
Brincadeiras a parte, sou mt mais o Rubens-Matusalém do que o Bruno.

Ron Groo disse...

Mas só é uma boa opção porque o manteria vinculado a Mercedes, que pode já no ano que vem arranjar uma vaga pra ele. Quiçá na Mclaren. em, lugar de Kovalainen.
É só aguardar.