terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Uma nova candidata para comprar a Honda

Quando parece que a novela sobre o futuro da Honda já está próxima do fim, surge um novo capítulo para embolar a história mais uma vez.

Nesta terça-feira, a notícia que estourou na Europa dá conta de que o bilionário britânico Richard Branson, que controla a gigante de entretenimento Virgin, pode comprar o espólio da escuderia japonesa.

Empresa com negócios em diversas áreas, a Virgin se expandiu para o mercado de combustíveis renováveis em 2006.

A entrada na Fórmula 1, portanto, seria importante para divulgar a nova imagem da Virgin.

Se o ingresso na categoria se confirmar, o provável chefe de equipe seria Adrian Reynard, ex-dono da antiga equipe BAR e ex-proprietário da Reynard Motorsport.

Um nome forte, de peso e que traria credibilidade para a nova Virgin Grand Prix, ou seja lá como se chamaria a equipe.

O fato é que a novela sobre a Honda continua enrolada, mas com perspectiva de terminar a qualquer momento.

O tempo é muito curto e a equipe precisa se definir até o fim da semana que vem, no máximo.

Repete-se aqui o palpite que já foi dado no post de ontem: se a Honda alinhar em 2009, seja qual for sua identidade, os pilotos serão Jenson Button e Bruno Senna.

A dúvida não está na dupla de titular, mas na possibilidade de a equipe permanecer na F-1.

Se a Virgin comprar a Honda, a escuderia teria um futuro promissor pela frente.

O problema é que esta hipótese, no momento, ainda não parece lá muito provável.

Resta esperar.

A novela ainda guarda novos capítulos, mas o desfecho se aproxima rapidamente.

4 comentários:

etelmar disse...

Gustavo, por que vc tem tanta certeza de que será Bruno Senna e não o Rubens? porque pelas declarações que ele deu hoje nos EUA, ainda está negociando...um abraço e parabens pelo blog! passo por aqui diariamente!
Etel-Bauru-SP

F-1 A.L.C. disse...

pois é, o maior problema é exactamente esse: é o tipico rumor fofoqueiro inventado. tem cara de ser falso.

mais que sería uma boa, seria.

Ron Groo disse...

Seio não, e quem forneceria os motores? Os alemães da mercedes? Sei não... É só mais um dos muitos boatos.

Blog F1 Grand Prix disse...

Etelmar,

Obrigado pela mensagem e desculpe por demorar para respondê-la! No momento, tudo indica que será o Bruno Senna mesmo. O Rubinho permanece com esperanças, mas não está mais em contato com os dirigentes da Honda. Senna, por sua vez, segue conversando com os representantes da equipe e pode acertar um contrato nos próximos dias.

Grande abraço!

Gustavo Coelho