segunda-feira, 5 de maio de 2008

Caso seja bicampeão, Raikkonen pode se aposentar no fim do ano

A possibilidade é remota, mas realmente existe. Embora tenha contrato com a Ferrari até o fim de 2009, Kimi Raikkonen pensa em se retirar da Fórmula 1 no encerramento desta temporada, caso venha a conquistar seu bicampeonato na categoria. A informação é da revista portuguesa Autosport, que revela também que a Ferrari teria escolhido o mês de junho como limite para que Raikkonen decida o seu futuro.

De acordo com a reportagem, o desejo da Ferrari é propor um novo contrato a Raikkonen, que se estenderia até o fim de 2011. O finlandês, porém, não estaria disposto a dar uma resposta rápida para a equipe. Ao mesmo tempo, a Autosport assegura que a posição de Felipe Massa na Ferrari ficou enfraquecida com a saída de Jean Todt, e que o empresário do piloto brasileiro, Nicolas Todt, "tem sido visto em conversas sérias com outros times, preparando-se para qualquer eventualidade".

Apesar de tudo isso, vale lembrar que o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, ressaltou há algumas semanas em entrevista à Gazzetta dello Sport que a equipe não tem nenhum interesse em trocar seus pilotos. Montezemolo até foi além, classificando Raikkonen e Massa como "os melhores do mundo". Por enquanto, Raikkonen tem total estabilidade dentro da Ferrari. E Massa - embora contestado por parte da imprensa e do público - continua valorizado pelo time.

As duas vagas da Ferrari são as mais cobiçadas do grid da Fórmula 1. Talvez seja por isso que a equipe vermelha tenha sido alvo de tantas especulações neste início de temporada.



A novela da Super Aguri deve finalmente terminar amanhã. Após ter tido sua entrada no paddock de Istambul Park barrada - resultado de uma ação nada sutil da Honda para pressionar a pequena equipe a fechar as portas - a Aguri reúne-se amanhã com a montadora japonesa para definir de vez sua situação. "Precisamos mais do que nunca do suporte da Honda", afirmou hoje um desesperado Takuma Sato. A Honda, porém, permanece irredutível na sua decisão de não querer mais vínculo com a Aguri.

Outra escuderia que chega à Turquia em dificuldades é a Toro Rosso. Nesta segunda, o ex-piloto e sócio da equipe Gerhard Berger revelou que a Toro não vai mais estrear seu novo modelo em Istambul, como estava planejado. A decisão é resultado do acidente que Sebastien Bourdais sofreu há algumas semanas com o STR3, no primeiro teste do carro. O francês destruiu seu equipamento, e forçou a Toro a adiar seu cronograma. Agora, a equipe só deve correr com o STR3 no G.P. de Mônaco, no fim do mês.

Já se passaram quatro corridas na temporada 2008 da Fórmula 1, e uma das grandes decepções até agora é o alemão Adrian Sutil. Após fazer um belo campeonato com a Spyker no ano passado, Sutil vive péssima fase na Force India. Nos últimos dias, inclusive, o piloto de testes Vitantonio Liuzzi foi apontado com seu possível substituto para as próximas corridas. O chefe de equipe Colin Kolles, porém, saiu hoje em defesa de Sutil: "Ele é forte, rápido e ainda vai provar como é bom".

Apesar do apoio do chefe, Sutil ainda é o grande favorito ao desonroso título de "primeiro demitido do ano".



O vídeo do dia é uma espetacular dica do amigo Speeder, que escreve o excelente Continental Circus. Trata-se de um curto resumo da carreira do finlandês Henri Toivonen, definido pelo Speeder como o "Gilles Villeneuve dos rallies". Durante a década de 80, Toivonen teve uma trajetória meteórica, chegando a vencer três provas do campeonato mundial. Infelizmente, sua carreira encerrou-se cedo demais, por causa de um acidente fatal no Rally da Córsega de 1986:



Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
http://www.blogger.com/www.motorsport.com

6 comentários:

Lucas Brunini disse...

Eu tinha uma certa admiração pelo Sutil até ano passado, no GP de Interlagos. Passou Button e Kovalainen em frente ao setor A, do outro lado da pista, e ambos foram muito simpáticos acenando pra galera. Já Sutil passou com cara fechada, olhando reto e nem olhou pra gente. Pura arrogância.

Speeder_76 disse...

Já agora, obrigado pelas referências. Se quiseres ler o jornal, eles têm a edição em PDF (tens que te inscrever, claro!), assim, podes ter uma ideia do que se escreve por aqui.


www.autosport.pt


E para rematar, tenho um video do Villeneuve, feito por aquele génio finlandês. Tem um ano, mas acho que nessa altura tu ainda não existias...


http://www.youtube.com/watch?v=606s5_uhCjo


Um abraço, Gustavo!

kimi_cris disse...

Sim realmente existe uma clausula no contrato de Raikkonen com que se ele alcançar o bicampeonato este ano pode sair. o video está de mais por acaso já tinha visto mas não postei.

Grande Abraço!

Kimi_Cris

Net Esportes disse...

E a história do Hakkinen pode se repetir ........ vai entender esses finlândeses !!!!!!!!!

Marcelonso disse...

Grande Gustavo

Sinceramente eu não creio nessa história do Kimi se aposentar tão cedo,mas como é como dizer,"não acredito em bruxas,mas que elas existem, existem"


um abraço

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens! E desculpe por demorar tanto para respondê-las.

Lucas: Tive essa mesma impressão quando o Sutil passou na minha frente. Desde então não vou muito com a cara do alemão também...

Grande abraço a todos!

Gustvo Coelho