quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Jerez, dia 2: Kobayashi põe a Sauber na liderança

O segundo dia de testes coletivos em Jerez de la Frontera terminou com uma surpresa.

Kamui Kobayashi, o japonês da Sauber, superou McLaren, Ferrari, Mercedes e companhia para terminar o dia na primeira posição.

Na semana passada, a equipe já havia mostrado bastante potencial nos testes de Valência. E agora voltou a surpreender os favoritos.

No total, o piloto da Sauber completou 103 voltas. Mais uma vez, sem enfrentar nenhum problema mecânico.

Kobayashi, pelo visto, vai incomodar muita gente em 2010.

O melhor tempo do japonês foi estabelecido nos momentos finais da sessão, quando alguns sites especializados já davam o suíço Sebastien Buemi, da Toro Rosso, como o primeiro colocado.

Depois de uma aparição bem discreta em Valência - quando teve problemas no carro e perdeu bastante tempo de pista - a equipe italiana mostrou um bom poder de reação, embora tenha deixado a liderança escapar no fim.

Além de finalizar na segunda posição, Buemi também completou um grande número de voltas: 121.

Em terceiro lugar, o atual campeão Jenson Button ficou a pouco mais de meio segundo de Kobayashi e manteve um ritmo consistente, completando 83 voltas.

Teria sido um dia muito bom para o inglês se não fosse um problema mecânico nos minutos finais da sessão. O novo carro da McLaren já mostrou ser confiável, mas não é infalível.

A quarta posição ficou com Nico Hulkenberg, da Williams. O alemão provocou uma bandeira vermelha pela manhã, culpa de algum problema mecânico qualquer, mas ainda retornou à pista e acumulou 67 voltas.

Ele foi seguido pelo italiano Vitantonio Liuzzi, que estreou o novo carro da Force India e deu 80 voltas sem enfrentar problemas - um início promissor para o time indiano.

Na sequência, em sexto e sétimo, vieram dois pesos pesados. Michael Schumacher (124 voltas) estava atrás de Fernando Alonso (129 voltas) até os últimos minutos da sessão, quando voltou à pista e passou o espanhol.

Os dois ficaram a mais de um segundo do líder Kobayashi.

De qualquer forma, Alonso e Schumacher foram os dois pilotos que mais voltas completaram nesta quinta-feira. O objetivo do teste, sem dúvida, foi cumprido. E ambos ainda estão longe do limite de seus carros.

Na Renault, Robert Kubica substituiu Vitaly Petrov de última hora - talvez porque a equipe francesa tenha percebido que não pode perder muito tempo esperando o russo se adaptar ao carro.

O polonês deu 103 giros e finalizou em oitavo. Ficou distante dos líderes, mas isso não significa lá muita coisa.

Outro que também teve um dia discreto foi Mark Webber (99 voltas). Na primeira vez em que andou com o novo carro da Red Bull na pista seca, o australiano não passou de nono.

Além disso, Webber ainda sofreu uma quebra pela manhã, logo no início da sessão, assim como havia acontecido na quarta-feira. O novo carro do projetista Adrian Newey parece ter nascido com algumas imperfeições, mas nada que não dê para ser corrigido.

Para fechar a classificação, Timo Glock (11 voltas) ocupou a lanterna da classificação.

O piloto alemão e a Virgin Racing foram os grandes perdedores do dia.

Depois de completar apenas cinco voltas na quarta-feira, Glock voltou a ter um treino complicado.

Já pela manhã, perdeu sua asa dianteira - não ficou claro se por uma saída de pista ou se por defeito da peça - e precisou permanecer nos boxes até o fim do dia.

Isso porque a Virgin não tinha peças de reposição, que demoraram a chegar ao autódromo de Jerez. Resultado: a equipe novata não teve como voltar à pista, e perdeu um tempo precioso para fazer experiências.

Nesta sexta-feira, os testes de Jerez continuam com três brasileiros na pista.

Pela primeira vez, Lucas di Grassi vai participar de um treino coletivo com a Virgin. A ele, se juntam Felipe Massa e Rubens Barrichello.

Até agora, os testes no circuito espanhol não deixaram muitas pistas.

Vários pilotos, incluindo o vice-líder Buemi, marcaram seus melhores tempos numa das primeiras voltas de um longo "stint".

Todas as equipes, sem exceção, ainda não chegaram ao limite.

--

Reportagem do jornal espanhol "As" desta quinta-feira revela que a Campos encontrou sua salvadora: a Volkswagen.

Sem dinheiro para garantir a sobrevivência de seu time, Adrian Campos teria vendido sua equipe à montadora alemã, que assumiria total controle da escuderia em 2011.

Na próxima temporada, a Campos mudaria para outro nome, ainda não definido.

Fora das pistas, a nova equipe seria comandada por Colin Kolles, ex-chefe de Midland, Spyker e Force India. Atualmente, Kolles tem seu próprio time no Campeonato Alemão de Turismo, o DTM, onde corre com carros da Audi - montadora que pertence à Volkswagen.

Bruno Senna, que já estava contratado pela Campos, permaneceria com seu lugar na nova equipe confirmado.

O acordo entre a Campos e a Volkswagen teria sido costurado por Bernie Ecclestone, sempre ele.

Se confirmada, a notícia da venda da Campos para a Volkswagen seria excelente para Bruno Senna.

Meio que sem querer, o brasileiro já teria uma vaga na equipe de uma montadora ambiciosa. A Volkswagen, se entrar mesmo na Fórmula 1, não vai querer fazer mera figuração.

Para a Campos, seria um fim triste para uma história que prometia tanto.

Desde sempre, o grande sonho de Adrian Campos foi ter uma equipe de Fórmula 1. E ele parecia tão perto...

Já para a Fórmula 1, a chegada da Volkswagen seria realmente uma ótima notícia. A presença de Mercedes e Volks compensaria, sem dúvida, as recentes saídas de Honda, Toyota e BMW.

O problema é que a própria Volks já se apressou a desmentir os rumores sobre a compra da Campos e afirmou que a Fórmula 1 "não é problema nosso".

Foi isso o que disse o ex-piloto Hans-Joachin Stuck, consultor da montadora, ao site alemão Motorsport Total.

Também o suposto novo chefe da Campos, Colin Kolles, veio a público garantir que não sabe nada sobre o assunto.

E aí fica a dúvida. Até que ponto o "As" poderia inventar uma história tão complexa como essa?

Sim, porque é muito improvável que o jornal tenha publicado a reportagem com base em nada. Alguns dos ingredientes da suposta compra da Campos pela Volks devem ser verdadeiros.

De qualquer maneira, parece mesmo que a Campos ainda não encontrou sua salvadora.

E, pelo andar da carruagem, está cada vez mais perto de desistir da temporada 2010.

--

É um pássaro? É um avião? Não... é o carro que a Fórmula Indy deve começar a usar a partir de 2012.

Essa belezura aí debaixo, projetada pela empresa Delta, é a grande favorita a vencer a concorrência que determinará qual será o novo carro da categoria daqui a dois anos:



A Delta concorre com três adversárias: Dallara, Swift e Panoz.

Mas há quem diga que o projeto já tem a preferência dos dirigentes da Indy e ganhará facilmente a disputa.

Dá para imaginar esse "carro-caça" dentro das pistas? Com essa distância entre-eixos, como diabos esse bicho vai fazer curva?

Vai demorar um pouco para que todos possam se acostumar, com certeza.

A Indy parece ter se adiantado algumas décadas. Carros desse tipo, vamos ser sinceros, só aparecem em filme de ficção científica.

Sabe-se lá como será a categoria num futuro não tão distante.

Nesse ritmo, daqui a pouco vai ficar parecida com isso aqui:

8 comentários:

Lúcio disse...

E se ao invés de VW entrasse no lugar da Campos a AUDI? Junto com o Kolles. E a familia Senna não era representante da marca aqui?

Ron Groo disse...

Fiquei feliz em ver o Koba na frente, ainda que seja tão prematuro pensar que o carro da Sauber seja bom.

Quanto ao carro da Indy, é a coisa mais feia que eu ja vi.

Jon Valle-Iturriaga Albors disse...

Kobayashi ya nos sorprendió el año pasado y nos va a volver a sorprender este.
http://pulguitaatodogas.blogspot.com/

Blog F1 Grand Prix disse...

Lucio: Essa não é uma hipótese improvável. Se a VW entrar na Fórmula 1, provavelmente usaria a marca Audi.

Groo: Você definiu bem. A coisa mais feia que eu já vi.

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Ylan Marcel disse...

Eu ouvi dizer que a Dallara é a grande favorita a manter-se como fornecedora de chassis.

clasament germania disse...

Thanks for your useful tips.The SEO has been a big question I’m looking for more effective ways.So many people want to study about it,I think one can write the articles with their own experience will be better.A website with excellent search engine optimization can rank high in google.

Anônimo disse...

Hi my friend! I wish to say that this post is amazing, great
written and include almost all significant infos.
I'd like to peer extra posts like this .

my web blog; seo Consultant india

Petty Raceway disse...

The hard work that the author has done for writing this blog post is visible. I would like to visit this blog again. Keep writing.