domingo, 5 de abril de 2009

Análise do Grande Prêmio - Malásia/Sepang (05/04/2009)

Análise dos pilotos:

Jenson Button. Mais uma performance perfeita do renascido inglês. Nota 10
Nick Heidfeld. Estratégia brilhante. Conseguiu a proeza de fazer um só pit stop. Nota 9
Timo Glock. Não vinha bem, mas deu o "pulo do gato" com uma tática ousada. Nota 9
Jarno Trulli. Chegou muito perto da pole e voltou a marcar pontos importantes. Nota 8
Rubens Barrichello. A chuva, dessa vez, não ajudou muito. Nota 7
Mark Webber. Brigou muito e fez algumas belas ultrapassagens. Nota 8
Lewis Hamilton. O sétimo era o máximo que poderia alcançar com a McLaren. Nota 8
Nico Rosberg. Mais uma vez, merecia mais. Pena que não se dá bem com chuva. Nota 7
Felipe Massa. Não teve tempo de se recuperar após o erro no sábado. Nota 5
Sebastien Bourdais. Passou do "Q1" e até que chegou perto de pontuar. Nota 7
Fernando Alonso. Não consegue compensar as claras deficiências da Renault. Nota 7
Kazuki Nakajima. Com o carro que tem, está muito abaixo do que poderia fazer. Nota 3
Nelsinho Piquet. O péssimo 17º lugar no grid estragou seu fim de semana. Nota 4
Kimi Raikkonen. Mais interessado no picolé de chocolate do que na corrida. Nota 4
Sebastian Vettel. Vinha fazendo boa corrida de recuperação, mas aquaplanou. Nota 5
Sebastien Buemi. Errou na classificação e na corrida. Nota 3
Adrian Sutil. Um pouco melhor do que Fisichella, mas não muito. Nota 5
Giancarlo Fisichella. Na chuva, rodou duas vezes na mesma volta. Nota 4
Robert Kubica. Um começo de ano azarado para o polonês. Nota 6
Heikki Kovalainen. Não poderia estar tendo um início de temporada pior. Nota 1

Análise das equipes:

Brawn. Já é a equipe preferida de todo mundo. *****
Toyota. Está pertinho de vencer pela primeira vez. ****
BMW. Estratégia ousada e certeira com Heidfeld. ****
Renault. Tem um dos carros mais instáveis do pelotão. **
Williams. Os resultados estão abaixo do potencial do carro. ***
Toro Rosso. Voltou ao nível que tinha em 2007. **
Red Bull. O carro é bom, mas está faltando um pouco mais de sorte. ***
McLaren. O consolo é que a Ferrari está pior ainda. **
Force India. Melhorou do ano passado para cá, mas ainda é a pior do grid. **
Ferrari. Um festival de erros. Início de temporada catastrófico. *

Análise da corrida:

O GP da Malásia, que já estava animado no início, ficou ainda mais emocionante com a chegada da chuva. Pena que o temporal caiu forte demais e impediu que a corrida continuasse. Certamente, este foi a melhor prova que a Fórmula 1 já realizou no circuito de Sepang.
Nível: Ótimo.

Análise do campeonato:

Brawn e Toyota despontam como as potências de 2009, mas tudo ainda está muito no início. Embora o panorama não deva mudar muito nas próximas corridas, na China e no Bahrein, ainda há tempo para as equipes mais tradicionais se recuperarem.
Nível: Excelente.

Balanço dos palpites:

Vitória: Jenson Button. Na mosca!
Pole: Jenson Button. Na mosca!
Tempo da pole: 1:35.450. A pole foi marcada a 1:35.181, apenas três décimos de diferença
Grid aleatório (3º lugar): Kimi Raikkonen. O terceiro no grid foi Timo Glock. Raikkonen saiu do sétimo lugar
Primeiro abandono: Sebastien Bourdais. O primeiro abandono foi Heikki Kovalainen
Melhor volta: Rubens Barrichello. A melhor volta foi de Jenson Button
Zona de pontuação:
1. Jenson Button (Jenson Button)
2. Rubens Barrichello (Nick Heidfeld)
3. Kimi Raikkonen (Timo Glock)
4. Robert Kubica (Jarno Trulli)
5. Timo Glock (Rubens Barrichello)
6. Nico Rosberg (Mark Webber)
7. Felipe Massa (Lewis Hamilton)
8. Fernando Alonso (Nico Rosberg)
Placar da temporada:
Austrália - Vencedor: Jenson Button. Palpite: Rubens Barrichello (segundo)
Malásia - Vencedor: Jenson Button. Palpite: Jenson Button (PRIMEIRO)

Jenson Button me salvou neste fim de semana. Os palpites na pole e na vitória do inglês foram meus únicos acertos no GP da Malásia. De resto, passei perto ao prever o tempo da pole, mas errei feio ao apostar em boas corridas para Kimi Raikkonen e a Ferrari.
Nível dos palpites: Razoável.
Placar da temporada: Um acerto em dois possíveis

Por hoje, é isso aí. Até a próxima!

14 comentários:

Anselmo Coyote disse...

Objetivamente falando, em relação a pelo menos 4 pilotos, essa avaliação está errada. Desculpe-me a expressão, mas a palavra certa é essa mesmo. Errada! Com todo o respeito.

O Alonso largou em 9o, PERDEU 3 posições, e chegou em 11o, errou feio na reta na 12a volta (antes da chuva, portanto) e foi ultrapassado em curva (isso mesmo!) pelo Kimi e pelo Webber. NOTA 7.

O Nelsinho largou em 17o, GANHOU 4 posições e chegou em 13o, sem cometer qualquer erro. NOTA 4.

O Massa largou atrás por erro próprio (ficou no Q1) e não foi prejudicado pela equipe na corrida. NOTA 5.

O Kimi fez por merecer e largou melhor que o Massa (foi para o Q3). Foi brutalmente prejudicado pela equipe que pôs pneus de chuva intensa com a pista seca. Após 3 voltas, quando cairam os primeiros pingos de chuva, já não tinha mais pneus. NOTA 4.

Vai entender!!!

Saraiva disse...

Corrida emocionante. Gostaria que tivesse a relargada ainda...

Gavião Boemio disse...

Discordo das notas pra Bmw willians e redbull em relção ao carros.
Brawn 5 estrelas ok
Red Bull ,Willians e Toyota 4 estrelas pra cada.
BMW 3 estrelas apenas para o equipamento, pela estratégia concordo com as 4 estrelas.

Pablo Carrilho disse...

Anselmo, acho que eu vi a mesma corrida do Guga...

Sinto muito, mas achei espetacular a pilotagem do Alonso com um carro infinitamente inferior e mais pesado que o dos adversários. As duas ultrapassagens em curva que vc comentou foram feitas pelo Raikkonen e pelo Webber. Vc não deve ter notado, mas o Alonso tinha 18 Kg de combustível a mais que o finlandês e 24,5 Kg a mais que australiano. Mesmo assim ele estava em 5º quando, já com a pista molhada, escapou e perdeu várias posições. Por isso não vejo erro algum em dar nota 7 pro Alonso.

Partindo quase que no fim do grid, Nelsinho tinha mais reta para usar o KERS e ganhar posições na largada. Fez isso muito bem e passou de 17º para 13º. Mais nada. Sorte que existe Force India, Nakajima e picolé. Vale registrar que Nelsinho só ficou na frente do Buemi pq o suíço abandonou na última volta... 4 é pouco mesmo???

Se você realmente acha nota 5 muito pro Massa e 4 pouco pro Raikkonen acho melhor eu ficar na minha mesmo. Espero que a corrida que vc viu tenha sido tão boa quanto a que passou aqui em casa...

Anselmo Coyote disse...

Pablo.

Eu analiso as corridas o mais objetivamente possível.

Definitivamente, quando o Alonso errou não estava chovendo. As ultrapassagens a que me referi sobre o Alonso foram na 12a volta.

Depois disso a Ferrari pôs pneus de chuva intensa no carro do Raikkonen. E esses pneus acabaram completamente em 4 voltas.
Só então começou a chover.

Agora vc vem falar em sorte do Nelsinho? Tenha dó.

Certamente vc acha que o Kimi foi para o Q2 no sábado por sorte e o Massa, coitadinho, ficou no Q1 por azar, não é?

Certamente vc acha que o Massa, coitadinho, perdeu no ano passado por erros da Ferrari, não é? Os 30 pontos que ele perdeu na pista com erros grosseiros e os pontos preciosos que "ganhou" da FIA, surrupiados do Hamilton e do Glock, vc certamente não viu, não é?

Esses erros do Massa, coitadinho, e da FIA não contam. Só contam os da Ferrari.

Por fim, certamente vc ama o Senna e odeia o Nelson Piquet até a 5a geração, não é?

Ah! E o Galvão Bueno é o Farol de Alexandria!

Ah! E seu canal favorito é a Globo (audio e vídeo).

Ah! Só falta vc dizer que adora o blog Voando Baixo.

Ok. Conheço bem esse tipo.

Eu é que vou ficar na minha!

Felicidades e paz para vc.





















então, lamento. Eu é que vou ficar na minha.

Luiz Raposa disse...

Anselmo tá correto, esse cara ai deve ser mais uma viúva do presunto!

Anselmo Coyote disse...

Com certeza, Luiz Raposa.
Mas, como disse, vou ficar na minha. Critiquei respeitosamente o post do blogueiro (veja o comentário), apresentando minha opinião baseada nos fatos da corrida. Era só o que eu queria.

Pablo Carrilho disse...

Raposa, Coyote, Lobo-guará e afins, vocês julgam isso tudo pelo meu comentário??
Acho que as consultas à Mãe Valeria de Oxossi não estão dando resultado, não.
Mas, como diz uma personagem do meu canal favorito, “prefiro não comentar”...

Na boa, faz o seguinte: entra no live timing do “formula1.com” que vc vai ver que o Fernando Alonso estava na quinta posição quando escapou na 22ª volta e já estava chovendo. E vou repetir: o espanhol estava aproximadamente 20kg mais pesado q os adversários e mesmo assim conseguiu se manter entre os sete ponteiros.

Raikkonen precisou de quase dez voltas para passar pela carroça do Fernando Alonso. Se o Alonso deu tanto mole e o Picolé deu show, o tempo necessário para essa ultrapassagem deveria ser menor, não?

Se na sua “análise objetiva” a Ferrari errou na escolha dos pneus do Raikkonen, mas tem isenção de culpa na eliminação do Massa na Q1, nos reabastecimentos de Cingapura e Canadá, na explosão do motor na Hungria, na estratégia de Mônaco (muito semelhante ao problema do Raikkonen na Malásia, na ocasião, a Ferrari apostou em pneus intermediários quando ainda fazia sol em Monte Carlo) e etc, o azar é seu.

Pelo jeito temos em comum a admiração pelo Piquet e repulsa pelas decisões no tapetão, mas não sou preconceituoso a ponto de julgar a vida de uma pessoa através de um comentário...
Abraço!

Ron Groo disse...

Eu me rendo...
As Brawn são realmente carros bons. E como todo carro bom tem lá seus defeitos. O deles é ser ruim de largada. Falharam cada um uma vez e em um gp diferente.

Quanto a prova em si, é a prova de que as mudanças deram certo. Sempre é chato lá, desta vez não.

Troféu burrão do ano para a FIA e para Domelicalli.

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens!

Apenas para explicar um pouco melhor as notas de Alonso/Nelsinho e Massa/Raikkonen:

No caso dos pilotos da Renault, é preciso considerar que Alonso se classificou em 9º e Nelsinho em 17º, uma distância bastante razoável. Na corrida, os dois fizeram largadas excelentes e Alonso, prejudicado pelo carro da Renault, foi ficando para trás. Ele cometeu um erro na chuva, é verdade, mas mesmo assim ainda terminou com certa folga à frente de Nelsinho, que jamais acompanhou seu ritmo. Acredito que a diferença de nota entre os dois é justa porque mostra bem a diferença de velocidade entre os dois na Malásia.

Sobre a Ferrari: tanto o erro de Massa na classificação quanto o de Raikkonen na corrida foram de culpa dividida entre piloto e equipe. Massa aceitou ficar nos boxes no "Q1", assim como Raikkonen também não questionou a opção da Ferrari ao colocar pneus de chuva com pista seca. No fim, o desempenho dos dois foi bastante semelhante, mas Massa recebeu uma nota um pouco melhor porque, afinal de contas, teve um resultado menos pior.

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho

Guilherme disse...

Pra mim a chuva acabou com a corrida que, até aquele momento, vinha sendo bem realizada, com BrawnGP e Toyota ultrapassando os Renault e Ferrari com extrema facilidade, e disputando com a Williams (do Rosberg, apenas, é claro) a vitória.

O cômico de tudo isso é ver Ferrari e McLaren pagando seus pecados, com erros grosseiros de equipes e pilotos não se entendendo quando as coisas não dão certinho, como outrora... mas isso deve mudar durante o campeonato.

E mais: às vezes, nem quando Nelsinho consegue chegar à frente do Alonso (uma ou duas vezes no ano), não quer dizer que tenha uma nota melhor que o espanhol. Basta ver a resistência que o Alonso cria para ser ultrapassado por carros melhores, enquanto Nelsinho só não passa despercebido num GP quando bate, roda, ou abandona. Ainda não dá nem pra comparar o espanhol com o brasileiro.

Abraços!

PS: Gustavo, sei que você não dispõe de tempo, mas as imagens dos pilotos, reações de cada um, quando esperaram pra saber se voltaria a re-iniciar corrida foram muito interessantes. Valia um post à parte.

Pedro Bento disse...

Fotos do rally de Portugal 2009

www.pbento.blogspot.com

Dan G. disse...

Olá. Já acompanho seu blo há algum tempo. Encontrei-o por meio do Grid GP, do meu amigo Fábio Campos.

Gostaria de convidá-lo para conhecer meu blog, que criei com o intuito de analisar a corrida dentro da corrida!

http://splash-and-go.blogspot.com/

Espero que curta. Vou adicioná-lo nos meus favoritos.

Abraços!

Dan G.

Anselmo Coyote disse...

Ok Gustavo.
Qdo está chovendo a impressão do piloto vale para a estratégia. Qdo há previsão de chuva, com a corrida em andamento, o piloto não tem dados meteorológicos, e aí vale o que a equipe disser. E tem mais: o kers do Kimi deu problemas por causa da chuva, inclusive ele estava tomando sorvete pq não voltaria. O Kimi não teve culpa.

Quanto ao Alonso, seu primeiro erro foi na 10a volta (não na 12a), quando foi ultrapassado pelo Kimi e depois pelo Webber. Aliás, se vc vir o vídeo (existem milhões deles por aí), se segure para não gritar "olé", porque ele tomou dois dribles desconcertantes do Webber e pelo Kimi antes das ultrapassagens. A chuve muito, mas muito, tarde. É só conferir.
Não volto a esse assunto chato.
Abs.