sexta-feira, 4 de julho de 2008

Mesmo com acidente, Massa lidera primeiros treinos do G.P. da Inglaterra

Felipe Massa roubou a cena nos primeiros treinos para o G.P. da Inglaterra. Com um tempo estabelecido na sessão da manhã, o piloto brasileiro foi o mais rápido desta sexta-feira em Silverstone, superando o finlandês Heikki Kovalainen em apenas doze milésimos. Mas o dia de Massa também foi difícil: logo depois de cravar sua melhor volta, rodou e bateu forte por causa de óleo na pista, deixado pelo motor estourado de Fernando Alonso.

Num dia de sol e temperatura agradável, o circuito de Silversonte recebeu um público acima da média para os treinos de sexta, que mais uma vez não serviram de muita referência. Massa cravou seu melhor tempo aos 50 minutos da primeira sessão, claramente sem forçar o carro ao máximo. Prova disso é que o brasileiro completou apenas oito voltas no treino inicial, um número bem abaixo do que seria esperado.

A programação de Massa foi atrapalhada por conta de uma forte batida, que deixou a Ferrari do brasileiro bem destruída. Após sofrer uma falha de motor na reta Hangar, Fernando Alonso demorou a encostar sua Renault, sujando a pista de óleo. O alemão Timo Glock, que vinha em velocidade reduzida, ainda conseguiu controlar o carro. Massa, porém, não teve como evitar o acidente, até porque os fiscais falharam em mostrar a bandeira de asfalto escorregadio.

Na parte da tarde, o panorama mudou. Sem se preocupar em marcar tempos competitivos, a Ferrari ficou longe das primeiras posições. Quem aproveitou foi o finlandês Heikki Kovalainen, que terminou como líder. Assim como Massa, o italiano Jarno Trulli também teve seu carro destruído na curva Stowe. O piloto da Toyota sofreu uma quebra na asa traseira e não pôde evitar o acidente.

Ao fim do dia, Massa terminou na liderança com uma margem ínfima sobre Kovalainen. Na seqüência, Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen provaram que o domínio de Ferrari e McLaren não deve ser abalado. O melhor do resto, como de costume, foi o polonês Robert Kubica. Mais atrás, Nelsinho Piquet finalizou num bom décimo lugar, enquanto Rubens Barrichello ficou limitado à 14ª posição. A seguir, os tempos combinados do dia:

1. Felipe Massa/Brasil/Ferrari, 1:19.575s
2. Heikki Kovalainen/Finlândia/McLaren, 1:19.587s
3. Lewis Hamilton/Inglaterra/McLaren, 1:19.623s
4. Kimi Raikkonen/Finlândia/Ferrari, 1:19.948s
5. Robert Kubica/Polônia/BMW, 1:20.367s
6. Fernando Alonso/Espanha/Renault, 1:20.436s
7. Mark Webber/Austrália/Red Bull, 1:20.520s
8. Sebastien Vettel/Alemanha/Toro Rosso, 1:20.588s
9. David Couthard/Escócia/Red Bull, 1:20.589s
10. Nelsinho Piquet/Brasil/Renault, 1:20.653s
11. Nico Rosberg/Alemanha/Williams, 1:20.744s
12. Jenson Button/Inglaterra/Honda, 1:20.929s
13. Kazuki Nakajima/Japão/Williams, 1:20.985s
14. Rubens Barrichello/Brasil/Honda, 1:21.002s
15. Timo Glock/Alemanha/Toyota, 1:21.102s
16. Nick Heidfeld/Alemanha/BMW, 1:21.107s
17. Sebastien Bourdais/França/Toro Rosso, 1:21.166s
18. Jarno Trulli/Itália/Toyota, 1:21.265s
19. Giancarlo Fisichella/Itália/Force India, 1:21.520s
20. Adrian Sutil/Alemanha/Force India, 1:21.756s

O treino classificatório do G.P. da Inglaterra está marcado para as 9h00 deste domingo, com transmissão ao vivo da TV Globo.



Sede da primeira corrida da história da Fórmula 1, o circuito de Silverstone está deixando a categoria, substituído pela pista de Donington Park (foto) a partir de 2010. O anúncio foi feito hoje pelo chefão da Formula One Management, Bernie Ecclestone. "Finalmente tivemos uma definição. Agora o G.P. da Inglaterra fica assegurado. Donington Park vai levar o automobilismo inglês de volta ao topo", falou Ecclestone. Não será de se estranhar, entretanto, se Silverstone reconquistar sua vaga nos próximos anos.

Ao mesmo tempo, Ecclestone confirmou que o G.P. da Austrália vai continuar no calendário até 2015. "A prova australiana sempre foi um grande espetáculo. O público costuma ser ótimo. Esse novo acordo é uma vitória de todos", afirmou. Para manter a corrida no calendário, Ecclestone exigiu que a largada fosse adiada para as 17h00 locais, um horário que atende melhor à audiência européia. No Brasil, a prova vai acontecer por volta das 3 da madrugada.

Se tudo der certo, o próximo G.P. da Austrália pode marcar a estréia de Bruno Senna na Fórmula 1. Bajulado por quatro equipes da Fórmula 1 - BMW, Honda, Williams e Toro Rosso - o piloto brasileiro conquistou hoje a pole position para a primeira corrida da GP2 em Silvestone. Também ótimo foi o desempenho de Lucas di Grassi, que sai da quarta posição. A largada está marcada para as 11h00 deste sábado, com transmissão do SporTV.

Em Campo Grande, o líder do campeonato Ricardo Maurício cravou a pole para a etapa de amanhã da Stock Car. Thiago Camilo e Popó Bueno completam os três primeiros. O bicampeão Cacá Bueno teve uma quebra na bomba de combustível e larga somente de 28º. A TV Globo mostra a corrida a partir das 10 horas deste sábado.



O vídeo do dia não poderia ser outro. Para quem não viu, está aí o pancadão de Felipe Massa nos treinos de hoje em Silverstone:



Nos vemos por aí!

Crédito das fotos:
Donington Park - http://www.1tail.com/

3 comentários:

Gui Vieira disse...

Fiquei revoltado com a saida de Silverstone, pelo que já vi na Moto a pista de Donington é chata demais e quase não tem pontos de ultrapassagens.

E seu palpite?? Pelo sábado parece que a Mclaren ganhará mas Hamilton precisa se recuperar para vencer.

Abs

nelson disse...

Silverstone não merece sair do campeonato... simplesmente deveria ter vaga cativa para todo o sempre na F1... nada contra Donington Park, mas poderia ter entrado no lugar de um tilkódromo chato, tipo Sepang... (isso é impossível, eu sei, mas não custa sonhar, ainda)

Pelo menos tem uma notícia boa, o GP da Austrália fica, não vai ser corrida noturna, mas não gostei do novo horário da corrida (3 da manhã para a gente...).

Abraços,
Nelson

Blog F1 Grand Prix disse...

Obrigado pelas mensagens!

Gui: Parece que vai dar McLaren mesmo! Será que o Hamilton ainda tem tempo de se recuperar?

Nelson: Eu também odeio Sepang. Talvez até mais do que Hungaroring. A pista da Malásia é tem retas tão largas e longas que os carros parecem lentos. E como é de madrugada, dá um sono...

Grande abraço a todos!

Gustavo Coelho