quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

O alemão voltou

Anote aí na sua agenda: 14 de março de 2010.

Dia do Grande Prêmio do Bahrein, prova que marcará a abertura da próxima temporada da Fórmula 1.

Um campeonato que já começaria recheado de expectativas por conta da chegada de Alonso à Ferrair, de Button à McLaren, de Bruno Senna e de quatro equipes novatas ao grid da categoria.

Agora, enfim, veio a cereja do bolo.

É oficial: a Mercedes fechou um acordo com Michael Schumacher, que vai retornar à Fórmula 1 em 2010.

O alemão assinou um contrato de três anos com a montadora de Stuttgart. Um acordo de média duração, portanto, para não deixar dúvida sobre o comprometimento dele em sua volta às pistas.

Seja qual for o resultado desse retorno, a Fórmula 1 terá uma atração à parte no ano que vem.

Schumacher pode não ser mais um garoto, mas não perdeu nada de sua capacidade técnica. Continua tão talentoso como sempre foi, e vai iniciar o próximo campeonato como um forte candidato ao título.

Além disso, aquela velha e inesgotável vontade de vencer permanece ali. Schumacher parece realmente empolgado com seu retorno à F-1. Motivação e dedicação plena não vão faltar.

Com 91 vitórias no currículo, o heptacampeão vai em busca de alcançar a marca dos 100 triunfos. E também o oitavo título, é claro.

Dois objetivos bem realistas, nada fantasiosos.

Quem não gosta de Schumacher pode até duvidar, mas parece evidente que o alemão vai ganhar corridas em 2010 e tem tantas chances de vencer o campeonato quanto Alonso ou Hamilton, por exemplo.

Se o carro que a Mercedes fizer for tão superior quanto o Brawn de 2009, então, Schumacher talvez consiga emplacar mais uma temporada demolidora, bem como nos seus tempos de Ferrari...

A concorrência, nessa altura, deve ter estremecido. Hamilton veio à público desejar boa sorte ao alemão, mas os demais adversários ainda não se manifestaram.

A Ferrari, em especial, se manteve em silêncio. Pelos lados de Maranello, ninguém deve ter ficado muito feliz com a notícia.

Schumacher, cuja imagem ficou tão associada à Ferrari, será agora um dos mais duros rivais dos carros vermelhos em 2010.

E, por mais que Alonso seja um bicampeão mundial cheio de prestígio, não há dúvidas: se pudessem escolher, os "tifosi" certamente prefeririam ter o alemão.

Ainda faltam três meses para o início do campeonato de 2010. Nenhum carro foi lançado ainda, e os testes de pré-temporada nem começaram.

Sim, mas a expectativa para a próxima temporada já supera bastante o que se via nos últimos anos.

Poucas vezes em sua história a Fórmula 1 teve um campeonato tão aguardado. Ao que tudo indica, 2010 será realmente espetacular.

4 comentários:

Luis Felipe Freitas disse...

Tu é um monstro!!!
parabéns pelo blog...me ajudou a escrever o OFF da fórmula 1

Tomas disse...

com certeza será fantástico ver o Schumi na F1 outra vez.
Eu particularmente nunca vi um título dele, porque só apartir de meados de 2005 é que eu comecei a me interessar pelo assunto, afinal eu tinha 10 anos.
Nesses últimos anos eu vim aprendendo muito, e sei quase toda a história dele, desde 1991, apesar de eu ser mais com o Alonso(hahah)
>>>
Acho que a volta dele será surpreendente, mas ele não irá repetir o que fez em 2004, por exemplo.
2010 está perto hein?
Abraço, e feliz natal
Tomas

Guilherme (RJ) disse...

Aí, Gustavo...

Espero que você continue seu blog em 2010. Um ano que entrará para a história na F1.

Abraços e Boas Festas!!!

Yann disse...

Além do que esse ano não teremos reabastecimento, apenas ele o Rubens correram assim. Mais um ponto à vitória demolidora do Schumacher.