quarta-feira, 6 de maio de 2009

Interlagos salva o automobilismo brasileiro

Se não fosse Interlagos, o esporte a motor no Brasil estaria em crise profunda.

Sorte nossa que o autódromo paulista, administrado com simplicidade e competência, vem sustentando o automobilismo no país.

Além de sediar o GP Brasil de Fórmula 1 - um evento que jamais teria condições de acontecer em outra cidade brasileira - Interlagos agora se prepara para ser palco de duas outras categorias muito especiais.

A primeira é a MotoGP, que pode vir ao Brasil já em 2010.

É verdade que a categoria vive certa crise, com debandada de montadoras e grid enxuto.

Apesar de tudo, é o campeonato que tem o "Doutor" Valentino Rossi e sempre brinda seus fãs com corridas emocionantes e imprevisíveis.

A chegada da MotoGP, que já parece bem encaminhada, é uma excelente notícia.

Outra novidade muito interessante é a etapa da categoria F1 Historic, já confirmada para o próximo dia 16 de agosto.

A prova, que terá transmissão ao vivo da TV Globo, reúne carros da Fórmula 1 nos anos 70 e 80, de escuderias tradicionais como Tyrrell, Brabham e Lotus.

Os pilotos não são lá muito profissionais - alguns são meros milionários aventureiros - mas as corridas costumam ser animadas e os carros são mesmo fantásticos.

A lamentar, apenas, o preço pouco sensato para o evento: nada menos de R$180 é a entrada mais barata.

Se quiser atrair um bom público para o autódromo, a organização teria de cobrar pelo menos um terço disso...

---

E Hortência voltou atrás.

Um dia após cometer uma grosseria contra Rubens Barrichello, a ex-jogadora reconheceu que passou do ponto e pediu desculpas.

Menos mal.

Mas não colou o papo de que Hortência é amiga de Rubinho fora da pista.

Tanto que ela errou o nome dele - grafou "Barriquelo", o que deve ser uma tentativa de escrever Barrichello.

Melhor mesmo é deixar o assunto para trás.

3 comentários:

F-1 A.L.C. disse...

interlagos é mesmo um exemplo de boa organização, até em comparação com outros circuitos da F1

"ortensia" diz que é amiga de "Bariquelo", mais faltou peguntar se aquele é o mesmo coredor que ela diz que tem a estrela na "vunda"

Ron Groo disse...

Voltou atrás depois do estrago feito... Como se as palvras pudessem ser apagadas.
Mas eu não a condeno nem por dizer e nem desdizer. Ela pode.

E tomara que a Motogp venha mesmo, é triste ficarmos privados de ver Il Dotore correr, nem que fosse uma vez só, ao vivo.

Anônimo disse...

Transmissão ao vivo